Skip to content

Sobre o App “Lulu”: Perdi a fé na humanidade (mais uma vez).

21 de novembro de 2013
Lulu-loser, digo, user: "MWAHAHA! AHORA QUE ME VOY A VENGAR DEL BOY QUE NO QUISO NADA CONMIGO! GENIALLL!"

A Lulu-loser, digo, user: “MWAHAHA! AHORA QUE ME VOY A VENGAR DEL BOY QUE NO QUISO NADA CONMIGO! SOY GENIALLL!”

Eu não tinha dado bola quando vi algumas pessoas falando sobre isso no Facebook ontem (pensei, como muitos, “afe, que perda de tempo”), até que dois amigos meus vieram ontem de noite me perguntar sobre o tal aplicativo. Eu disse a eles que nunca vi nem comi eu só ouço falar não tinha ele e não sabia como funcionava nem nada. Então eles começaram a me falar “ah, porque ouvi dizer que minha nota é 8,7 lá e me chamaram de sei lá o que”. Eu ri com eles, mais pelo fato do quão o ser humano consegue ser imbecil e ter tempo de sobra pra pensar em algo tão fútil quanto isso, mas também, claro, pela agonia dos meninos em saber que estão falando deles e os próprios não terem acesso à tais informações.

Foi daí que então, eu, fofíssima, me prestei a baixar o aplicativo pra dar print no que andavam falando sobre eles e depois enviar para eles, no caso, as ~vítimas. Fiquei chocada quando vi como funcionava o negócio. Você classifica os boys por situações com intuito de avaliar “Educação”, “Aparência”, “Sexo”, “Ambição”, etc. Sim. Ainda dá pra acrescentar umas #hashtags com frases tipo “#LindoTesãoBonitoeGostosão”, “#RespondeSMSRápido”, “SeAchaOCentroDoUniverso” e até coisas absurdas tipo “#CaideBoca” e outras lá que não me lembro mais. Gente, depois vocês tão aí fazendo marcha das vadias, sabe?

YOU: Arrasando no Lulu com as amygas. Mil vinganças e afofações de ego anonimas e tal.

YOU: Arrasando no Lulu com as amygas.

ME: Apns achando mais legal ser feliz com o boy

ME: Apns arrasando com o boy

Eu juro que não entendo. Ainda mais porque o negócio não tem lógica. Se você avalia bem alguém, supõe-se que você tem um carinho e/ou gosta da pessoa. Então porque diabos você faria propaganda sobre o tal do boy, do tipo: “isso aí, meninas! ele é tudo de bom mesmo, go ahead!”. Existe também a hipótese de que seja para se gabar das outras e alimentar o seu próprio ego…assim até teria lógica para algumas infantilóides se a coisa não fosse anônima, sabe. Daí você pode também se ~vingar~ de alguém que você levou pé na bunda e esculachar a pessoa por lá nas classificações (quem adora falar mal do boy pelas costas…corram que eles garantem mil vezes no Lulu que é anonimo meeeixmo!) …mas cês não acham que isso só vai mostrar o tamanho recalque que vocês têm, tendo em vista que QUALQUER pessoa pode ir lá e falar QUALQUER coisa? Simplesmente não faz sentido pra mim.

O que me incomoda mais é a hipocrisia que tá nesse negócio, como já mencionei antes. E quando fizerem a versão masculina (ou feminina, depende do ponto de vista) do negócio? Vocês vão aceitar igualmente os caras avaliando como vocês são de ambição, sexo, aparência e inteligência? Quem responde que ‘sim’ tá sendo incoerente, óbvio. Olha o que a ~CEO~ do aplicativo declarou: “a ideia é divertir as mulheres, mas também criar um sistema que as ajude a tomar decisões mais inteligentes” HAHAHA OI? Isso, menininhas! Decidam seus ‘pretendentes’ com base em meninas recalcadas, homens que podem muito bem pegar o celular da irmã e se auto-classificar como “#TrêsPernas” e meninas tontas e apaixonadas fazendo propaganda de graça do boy-magya!

Meninas, vão trabalhar pelo futuro de vocês ou, se tá difícil isso, vão no mínimo ajudar a mãe a lavar a louça de casa.

Meninos, vocês devem tá até gostando isso, tendo em vista que tão até atualizando perfil por lá (sim, isso é a única coisa que eles têm liberdade de fazer no aplicativo..o mas to com preguiça de explicar). Wtf, sabe.

Humanidade, vamos voltar a focar na cura do câncer (que meu pai já teve 3 e não vai aguentar o quarto se vier) e menos em aplicativos para meninas sem conteúdo dedicarem seu tempo, ok? O Candy Crush ta aí pra ser usado como passatempo e pelo menos ajuda um pouco no raciocínio mais rápido.

Só esperando por uma versão do sexo oposto quando os homens vão classificar vocês (ou melhor, nós, todas as mulheres que têm Facebook) como “#FraquinhaNaCama”, “#EngoleTudo”, “#Silicone” e “#TemCelulite”.

Seria essa a 3a Guerra Mundial chegando mais cedo do que a falta de água no planeta?

Beijinho no ombro!

About these ads
545 Comentários leave one →
  1. Francine Dozza permalink
    21 de novembro de 2013 5:41 PM

    ah, vai dizer que não foi correndo avaliar os ex namorados lá? hahahahahahaha

    • 21 de novembro de 2013 5:59 PM

      olha, se eu for falar alguma coisa (positiva ou negativa) sobre os meus exs vai ser pras minhas amigas (vou ter feedback imediato de comentários e/ou risadas e/ou qualquer reação delas) e não pra um aplicativo besta que vai me deixar anônimo e como qualquer uma lá (me igualando à essas meninas ainda, o que é pior).

      • Renan permalink
        21 de novembro de 2013 6:17 PM

        Perfeito

      • Lucas permalink
        21 de novembro de 2013 9:11 PM

        O problema na sociedade é que as pessoas querem igualdade, mas cada vez constroem mais muro invés de pontes.

        #TuNãoÉGauchaMasÉLindaIgual

        hahah

        • 21 de novembro de 2013 11:04 PM

          hahah, obrigada Lucas! (e acho que igualdade nunca vai dar certo já que somos diferentes…mas concordo contigo, por mais pontes!)

        • Dani permalink
          27 de novembro de 2013 5:31 PM

          Arrasou!

      • Mila Borella permalink
        26 de novembro de 2013 11:34 AM

        Já existem dois app masculinos muito anteriores a este. E com nomes horríveis!

        • lucas da silva permalink
          26 de novembro de 2013 12:03 PM

          E a não popularização deles mostra quem tem demonstrado mais apreço por coisas fúteis e baixas.

        • 27 de novembro de 2013 8:58 AM

          Tem um aplicativo para homens que se chama VIDA!

        • Anônimo permalink
          6 de dezembro de 2013 12:38 AM

          mandou bem demais Lucas !!!!!

      • Leonardo permalink
        27 de novembro de 2013 1:11 AM

        Mesmo assim, tá errado. Um relacionamento não é um joguinho; que quando dá game over você vai correndo contar como foi pros outros, mesmo que amigos. Roupa suja se lava em casa, eu nunca falei pra nenhum amigo meu sobre minhas intimidades com minhas ex-namoradas, assim como firmei um pacto com elas e elas também não falaram. Se você tem um relacionamento respeitoso, deve guardar só pra você e o seu parceiro. Relacionamento não é só paixão e sexo, é cumplicidade, companheirismo e amizade, e isso não precisa ser anulado, caso o relacionamento não tenha dado certo e você sair falando atrocidades com uma pessoa que dividiu sentimentos bons contigo por um período da sua vida.

        • Elaine permalink
          28 de novembro de 2013 10:20 PM

          Concordo plenamente!

        • Anônimo permalink
          29 de novembro de 2013 4:44 PM

          Leonardo, é bom ver que hoje em dia existem meninos inteligentes e de boa índole, eu tenho 50 anos, um filho e uma filha, adultos, e coisa que eu sempre prezei na educação deles foi o respeito, até por quem não se respeita, que é o caso de quem faz esse tipo de “avaliação”, quando solteira varias vezes conhecidas vinham me falar sobre caras com quem tinham ficado, na maioria das vezes mal, e eu respondia “você saia com ele, por tanto, o seu conceito como pessoa não deve ser muito melhor que o dele, né?” quando você avalia alguém com quem se relacionou, está avaliando publicamente a si mesmo (a).

      • Cíntia permalink
        27 de novembro de 2013 8:42 AM

        Oi Bruna.. tem muita guria defendendo, mas quero ver se elas vão defender quando lançarem o aplicativo para os homens! E já antecipo, já está em desenvolvimento, olha: http://www.tubbyapp.com

        #tenso

      • 5 de dezembro de 2013 12:16 PM

        Fatality! hahaha

    • Anônimo permalink
      22 de novembro de 2013 1:35 PM

      Gostei da tua resposta, essa guria ta se achando. Vai ela lavar louça pra analisar as bobagens que ta falando em rede.

      • 22 de novembro de 2013 3:07 PM

        “gostei da tua resposta” que se você for traduzir, é: “estou me juntando com meus amicos e deixando de trabalhar postando um ‘gostei da tua resposta’ pro comentário tosco deles ter um pouco mais de sentido”

        eu ia mandar (de novo) vocês trabalharem, mas voltem pra escola, de boa. ou que tal melhor ainda: voltem para suas vidas :)

        • Natalia permalink
          25 de novembro de 2013 1:55 PM

          É só um app divertido. Tem motivos mais importantes para se perder fé na humanidade. Seja mais divertida e maleável honey .

        • 25 de novembro de 2013 4:13 PM

          Natalia, não leve tão ao pé da letra tudo que eu falo, honey.

        • Anônimo permalink
          25 de novembro de 2013 6:11 PM

          Boooooooooa!

        • Lola permalink
          4 de dezembro de 2013 11:04 AM

          Natalia, essa história de perder a fé na humanidade é só uma força de expressão linda, não leve tudo ao pé da letra, como a Bruna disse… Além disso, você diz agora que é um app divertido, mas tudo isso é ridículo de mais pra ser verdade!! Quero ver se quando lançar a versão masculina (ou feminina, depende do ponto de vista) e te classificarem como #engoletudo ou se você tiver uma nota 4,0 como você vai se sentir, até porque (mesmo que você seja virgem ou boa de cama) existe gente que usa o app pra denegrir a imagem dos outros, tem gente que por inimizade ou coisas do tipo, usa o aplicativo para colocar o outro pra baixo… Enfim, o aplicativo é ridículo e pra muitos não é nada divertido!!!

      • Anônimo permalink
        25 de novembro de 2013 4:19 PM

        as pessoas tem mania de mandar mulher ir lavar louça, né? pq não mandam os homens tb. (se mandassem os dois igualmente, aí nao seria machismo) ah, nao pera, machismo não existe, mais, né?)

        • Fernando permalink
          25 de novembro de 2013 6:17 PM

          “Machismo não existe mais”.
          Fala isso com base na avaliação dos seus “machos” no Lulu?!?!.
          Menos coisas futeis e mais livros na vida do ser humano!!!
          PS: Não sei nem se fui avaliado nessa porcaria. Mas com toda sinceridade do mundo, qualquer tipo de nota que eu possa vir a ter, será totalmente menosprezada, pois o tipo de gente que avalia o ser humano por um app, merece meu total menosprezo e pena, pois nao tem vida!

    • tonhao permalink
      25 de novembro de 2013 2:42 PM

      Olha aí… o mau uso do negócio!

    • vitor permalink
      26 de novembro de 2013 4:57 PM

      depois voce vai chamar de machista quem disser que mulher se amarra em fofoca

      • 26 de novembro de 2013 5:00 PM

        exato! mas coitada, deixa ela pensar o que quiser.. já deve ter muito conflitinho do gênero na sua cabecinha. só me deixa longe disso porque eu tô fora, sabe. já passei dessa fase faz uma década!

  2. Marina permalink
    21 de novembro de 2013 7:07 PM

    Concordo que o aplicativo é fútil e passa longe de ser construtivo para qualquer pessoa… mas se você acha tão ruim assim, que tal escrever sobre coisas construtivas e deixar o tal aplicativo perder a popularidade, como certamente vai? Assim só se aumenta a polêmica em cima disso tudo. Evolução da sociedade depende da evolução de cada indíviduo, que não acontece enquanto procurarmos a falha dos outros…. Quando falamos em uma sociedade de corrupção, vazamentos nucleares, pobreza, aids e desmatamentos irreversíveis acredito que seria um pouco ingênuo acreditar que uma aplicativo seria o fator decisivo para uma 3ª guerra mundial. Att.

    • 21 de novembro de 2013 7:24 PM

      Marina, sério mesmo que tu achou que eu tava falando sério sobre a 3a Guerra Mundial? hahah Calma!

      E outra, meu blog não tem nada (mesmo) de construtivo, já te adianto antes que você perca seu tempo nos posts seguintes. É um lugar de desabafo meu e ponto. E por surpreendente que possa parecer, tem gente que se interessa e acessa ele sempre! Só se encontra aqui bobagem, pensamentos, reclamações, elogios, etc. Não perca seu precioso tempo com ele, nem com Kibe Loco, Não Salvo (não que eu esteja à altura deles) nem qualquer outro site de besteirol como tantos outros que tão por aí. O meu, nem graça tem! Acho mais digno mesmo perder seu tempo com leitura construtiva… (não estou sendo irônica em nenhuma linha) e obrigada pela educação no comentário, coisa que poucas pessoas que vão contra a maré de posts “Adorei e concordo com tudo!” têm.
      Att.

      • 22 de novembro de 2013 9:34 AM

        Nem sei por que diabos eu entrei, mas comecei a ler e parei na metade. Sinceramente, não acho que esse app seja algo que ”agregue valor” a vida do ser humano, porém, com discernimento e maturidade, isso se torna uma brincadeira legal. Pelo pouco que li do texto, vc não deve ter muito convívio social, nem se dar bem em relacionamentos, sejam eles afetivos, ou não … Porque, pra falar tanta besteira em tão poucas linhas, perco a fé na humanidade lendo esse tipo de coisa, não num app de celular, nem com quem utiliza tal ferramenta.

        OBS.: Marina, perfeita nas palavras acima.

        • 22 de novembro de 2013 9:54 AM

          Aham Jucírio, vai lá checar então o que andam falando de você no Lulu já que você acha um app tão legal enquanto eu vou entrar no Tinder aqui pra ver se consigo achar algum cara (nem que seja amigo né) para a minha pobre pessoa sem convívio social e relacionamentos …

        • 22 de novembro de 2013 11:12 AM

          Justo por isso que eu digo, com bom discernimento, se torna um app legal … Pouco ligo para o que falam de mim, muito provavelmente se ligasse, eu estaria fazendo escrevendo um texto como o seu, neste exato momento.

          OBS.: Nota-se que você é uma exímia observadora, na próxima, tenta escrever meu nome certo. hehehehehe

        • 22 de novembro de 2013 11:17 AM

          HAHAHAHAAHA desculpa, já arrumei lá o seu nome! dislexia explica, sabe. vou começar a colocar ctrl+c ctrl+v nos próximos nomes, é muito comentário pra responder.

          se você não ligasse para o app também não estaria aqui comentando (mais de uma vez) sobre ele, mein freund.
          e eu ligo porque achei absurdo julgar pessoas que gosto de um jeito tão esdrúxulo.

        • 22 de novembro de 2013 1:45 PM

          e quem é que está julgando? não vejo como julgamento, e quem se ofende com isso, é por que realmente tem medo, ou por que o faz constantemente, ou por que tem o rabo preso (hehehehe)

          ah! e eu ligo por que acho divertido a forma como as mulheres se retratam aos homens, digo isso porr que, em sua maioria, as que escrevem besteiras, são as que mais cobram respeito dos homens, mas não se dão ao respeito também. conhece aquele velho deitado, que diz que pra mentiroso, damos corda pra ele mesmo se enforcar? então, esse é um belo exemplo. hehehehehe

          e não fica brava, gosto e admiro, pessoas que, mesmo tendo opiniões distintas, conseguem formar um debate, agregando valor ao nosso camarote. hehehehehehehe

        • 22 de novembro de 2013 1:56 PM

          “#BoaDeCama” “#Silicone” “#Celulite” não é rabo preso mas não é lá uma coisa que uma mulher normal quer que fiquem postando num App por aí, ué. Esse argumento já tá batido.

          E sim, admito que tem hashtags engraçadas e criativas lá e o aplicativo é lindo e todo interativo.. mas minha crítica foi mais para o uso do negócio mesmo.

          e eu não to braba não Jucírio, to é adorando responder tudo enquanto que monto meus produtos aqui…tarde tá passando rápida pra mim ;)))

        • tonhao permalink
          25 de novembro de 2013 3:11 PM

          Jucírio, quem disse que seus comentários agregaram algum valor até agora? Você chegou a essa conclusão sozinho, meu caro. Por acaso vc vive numa realidade alternativa? Pq está muito claro que o app não vai ser usado corretamente pessoas vão usar pra fazer bullying, pra se vingar, em benefício próprio, etc. E outra, vc está lá sendo avaliado, sem o seu consentimento… eles estão de certa forma, lucrando, explorando sua imagem. Digo, se as mulheres quiserem conversar entre elas sobre os parceiros que tiveram, pelo Face, Whatsapp, ao vivo, por livre e espontânea vontade, com ou sem más intenções, tudo bem… o problema é delas, é uma conversa privada onde elas estão mostrando seus rostos e estão conscientes de que a conversa pode chegar aos ouvidos de terceiros e por consequência aos do indivíduo, tema do assunto.
          O problema na real é o mau uso, o uso fútil do anonimato, que é um dos maiores ganhos da internet… com ele poderiamos estar debatendo idéias e abrindo cabeças com maior liberdade e sem medo de perseguição… mas não, preferimos prejudicar a vida social de outros… atacar uns aos outros… e até mesmo as verdades são perigosas… um indivíduo que possui o pinto pequeno por exemplo… a moça vai lá e fala… “#pintinho” … como o cara vai se sentir se souber disso? Isso prejudicará seu emocional e seu social… e quando surgir o app que avalia as mulheres (jajá aparece), elas certamente sofrerão até mais, tanto com as verdades, como com as mentiras…

        • 25 de novembro de 2013 3:17 PM

          falou TUDO tonhao! não preciso nem responder mais os comentários…o teu resume tudo que as pessoas insistem em querer argumentar aqui! Beijo pra ti!

      • tonhao permalink
        25 de novembro de 2013 7:52 PM

        Valeu, Bruna! Você escreveu um texto ótimo e de fácil entendimento. Mesmo assim, parece que as pessoas não refletem, não analisam, não pensam mais… ao mesmo tempo em que sentem uma extrema urgência em dar uma opinião… disso, surgem ataques pessoais, deboches, etc. Por isso, nem dê muita bola a quem escrever MERDA (perdão pela palavra) nos comentários. Admiro muito sua atitude de estar respondendo praticamente todos os comentários. Talvez vc esteja educando algumas pessoas assim. Beijo pra vc!

      • Fernanda permalink
        28 de novembro de 2013 10:52 AM

        Eu perdi a fé na humanidade há muito tempo quando começou essa febre de blogs fúteis que só têm a intenção de expor, mostrando o quanto suas autoras são felizes e bem resolvidas (sqn né? pq se fosse assim, não precisariam disso), virando uma verdadeira disputa no mundo dos blogs.

        • 28 de novembro de 2013 10:53 AM

          zzzzzzzzzzzz

        • Anônimo permalink
          4 de dezembro de 2013 9:57 PM

          Pois é Fernanda! Lulu, blog… tudo uma merda só. Parece adolescente querendo mostrar que tem opinião.

    • Anônimo permalink
      25 de novembro de 2013 12:25 PM

      exatamente!!!!

  3. 21 de novembro de 2013 10:55 PM

    acho que a recalcada é tu mesma! hahahaha sinceramente, é só um aplicativo.. acho que quem se alarmou é porque tem medo de ser julgada. os homens por muito tempo sempre trataram as mulheres como “objeto”, e agora que a situação inverteu, POR MEIO DE BRINCADEIRA, o pessoal surta! antes de escrever pesquise.. existe faz TEMPO um app que julga as mulheres do mesmo jeito que o Lulu, e não teve alarde sobre isso. Por que???

    • 21 de novembro de 2013 11:03 PM

      Aham, Cláudia, senta lá.

    • Camilla Bahiense permalink
      22 de novembro de 2013 12:47 AM

      É isso aí mulherada, vamos nos nivelar por baixo. Vamos nos submeter as mesmas coisas que os rapazes fazem com a gente. É igualdade que procuramos, certo? Só que não. Se queremos respeito, temos que respeitar também. Acredito que seja daí que as coisas vão começar a se ajeitar no mundo. Não é dando o troco que vamos receber o tratamento que queremos da sociedade. Ainda mais de forma infantil e fútil.

      • 22 de novembro de 2013 12:55 AM

        Falou tudo Camilla! *palmas*

        • 22 de novembro de 2013 9:54 AM

          Disse tudo, Camila :)

        • 22 de novembro de 2013 10:01 AM

          Quando se fala em igualdade, se pretende evocar o mesmo tratamento e os mesmos direitos para todas as pessoas, independente de gênero, raça, religião, etc. D-I-R-E-I-T-O-S, é um conceito relativamente complexo (tá lá na minha melhor amiga wiki – “é o sistema de normas de conduta criado e imposto por um conjunto de INSTITUIÇÕES para regular as relações sociais”) e não, não está entre os direitos a serem conquistados “falar-mal-do-ex-que-me-magoou-ou-dar-o-troco-pq-eles-fazem-isso-tb”. Falam mal de nós? sim, falam. Nos julgam? sim, julgam. Nos humilham? Sim, humilham. Nos censuram? Sim, censuram. Mas pasmem, isso não é um direito CONCEDIDO A ELES PELA ORDEM JURÍDICA, é uma violência deles para conosco. Sério? aham, que coisa né? Dá até para denunciar. Dá ate cadeia. Qualquer um que se sentir humilhado ou humilhado. Aliás, “dá até” não, eu diria que é uma obrigação cidadã, para aquelas/es pessoas responsáveis que pretendem construir uma civilidade harmônica, solidária e ética. Tá lá no nosso maravilhoso Artigo 5º da nossa Constituição, inciso X – “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”. Isso é um direito, violá-lo é um CRIME!
          Direitos iguais, não pressupõe homens e mulheres iguais. Aliás, tem alguém igual a outra pessoa? São os homens todos iguais? Com a mesma inteligência, força, sensibilidade, coerência, criatividade? Claro que não. E mulheres? Adivinha.
          “Nos nivelar por baixo”, é essa expressão. Tá na hora de pensarmos o que são direitos, que devem ser conquistados, igualados, democratizados, e o que são violências ou C-R-I-M-E, que devem ser B-A-N-I-D-O-S, D-E-N-U-N-C-I-A-D-O-S e não reproduzidos, copiados, como se estivéssemos fazendo grande coisa, ou algo de menor gravidade. Caminhar para trás é gravíssimo, sim.

          Nunca tinha ouvido falar desse app, nem vou procuram saber o que é. Mas baita texto!
          Tosquera tem que ser ridicularizada mesmo!
          Bjs!

        • 22 de novembro de 2013 10:16 AM

          Oi! Então, acho que não estás perdendo nada se mantendo fora deste app. É totalmente dispensável, como dei a entender bastante no texto.
          Concordo que devemos focar no respeito e no fato de que não somos iguais, mas ao menos na educação e o que tem a respeito de difamação e exposição, devemos SIM defender igualmente (e sermos rotuladas de machistas ainda por cima!) e parar de nos nivelar por baixo. E tem gente aqui ainda defendendo essa BRINCADEIRA NÉ, gente! Absurdo a cabecinha de jerico de algumas pessoas.
          Beijos e obrigada pela contribuição!

        • 22 de novembro de 2013 10:23 AM

          ;)

          Acabei de ver uma xará defendendo, Alessandra. Bjinhos!

        • 22 de novembro de 2013 10:33 AM

          Não consigo comentar para minha xará.
          :/

        • Brunão permalink
          25 de novembro de 2013 4:16 PM

          TOCANTINS INTEIRO,invés de Palmas…….a tiradinha mais besta que existe circulando na internet…

        • 25 de novembro de 2013 4:17 PM

          hahaha Thanks Brunão!

      • 25 de novembro de 2013 4:17 PM

        Camilla , mandou bem. Exatamente como penso!

    • shumy permalink
      26 de novembro de 2013 10:29 AM

      meu Deus que dó de vc!!! queria entender onde vc acha que isso pode ser visto como recalque! Amor próprio pra vc minha filha! pq se vc acha que ta abafando julgando pessoas por notas tenho DÓ! se valorize querida… o mundo é muito mais que isso!!!

      • 26 de novembro de 2013 2:22 PM

        é uma menina que eu conheço que postou isso… ela é toda insegura e coitada, por isso não dei bola… e tem cabecinha de jerico ainda, então mais compreensível ainda que ela escreva essas coisas

        • Isa permalink
          3 de dezembro de 2013 8:58 PM

          PARABÉNSSSSSSSSSSSSS BRUNA!!
          Adorei o que escreveu , perfeitooooooooo!!! Se vc analisar esse tipinho que te critica, não deve passar dos 25 anos e com certeza nem nivel superior tem!!!e são as mesmas infelizes que tem o costume de dizer que os homens são todos iguais, porque já levaram muitos pés na bunda ou são facilimas!!

  4. Math ^^ permalink
    21 de novembro de 2013 11:07 PM

    /\ tuche

  5. Ana permalink
    21 de novembro de 2013 11:07 PM

    Bruna, muito inteligente você! Se acha superior as meninas que usam o app pra julgar os meninos enquanto você fica aqui no seu blog julgando elas e as mandando lavar a louça! Me diz, qual a diferença? Pare de reproduzir o machismo menina! Existem muitas análises inteligentes que podem ser feitas em relação ao aplicativo (compreendendo socialmente o porque dele ter surgido ou então porque quando o assunto é julgar o sexo masculino a coisa vira um grande debate mas com as mulheres não) mas essa sua é muito triste!

    • 21 de novembro de 2013 11:09 PM

      Ok

    • Samantha permalink
      22 de novembro de 2013 9:40 AM

      Bruna, concordo contigo que foi um tanto machista o comentário sobre ‘ajudar a mãe a lavar a louça’, mas concordo com o texto aqui do site de que o aplicativo é ridículo. Como se fosse justificável fazer um aplicativo transformando os homens em meros objetos pelo fato de historicamente as mulheres terem sofrido isso durante muito tempo. Achar que a gente pode fazer isso só porque eles fizeram antes é sexismo puro, e no mínimo infantil. É exatamente por mulheres dizerem isso, que a sociedade tem uma visão completamente deturpada do feminismo (que confundem com o femismo). Se nós, feministas lutamos por direitos iguais, como justificar a criação de um aplicativo desses?

      • 22 de novembro de 2013 9:50 AM

        Samantha, eu usei o “lavar a louça” pela popularização da expressão pra gente desocupada. Poderia muito bem ser também “capinar um terreno”, que também é muito usado. Talvez fui infeliz e ingenua na escolha da mensagem, mas de forma alguma quis gerar algo que desse a entender que sou “machista”. Não sou “feminista” também. Sou a favor do equilíbrio. Quem me conhece sabe disso. Sou extremamente a favor da igualdade entre os sexos (ATENÇÃO: quando ela é coerente e possível, que nem sempre é) e a minha opinião alí, em resumo, é, assim como a tua, que acho uma perda de tempo um aplicativo tão fútil, ponto.
        Obrigada pela sua educada contribuiçao, volte sempre Samantha!

        • Pâmela permalink
          22 de novembro de 2013 3:04 PM

          O feminismo consiste na igualdade entre os sexos. Ele não é o posto do machismo. Essa igualdade que o feminismo busca é plenamente possível. Não se quer que homens e mulheres, distintos biologicamente, sejam iguais. O que se quer é que os direitos e os respeito sejam os mesmos. ;)

        • Samantha permalink
          24 de novembro de 2013 1:48 AM

          Bruna, acho que como a maioria das pessoas, tu talvez ache que feminismo é o oposto de machismo (posso estar errada, claro). Só para deixar claro, feminismo é defender que homens e mulheres tenham igualdade de direitos (condizente com as diferenças físicas e biológicas de cada um), então, no meu entendimento, mesmo que a pessoa não se diga feminista, se luta por essa causa ela é sim feminista. Muitas vezes se usa o argumento de que ‘não sou feminista, quero igualdade’ por não ter conhecimento do significado do termo. Enquanto o machismo é achar que homens são superiores às mulheres, o femismo é o oposto, achar que as mulheres são superiores. Já o feminismo é o que luta por tal equilíbrio entre os gêneros. Deixo aqui pra tu leres sobre o assunto, que eu achei muito interessante. Espero que tu leias e goste :)

          http://cromossomox.com.br/2012/06/feminismo-nao-e-femismo-entenda-a-diferenca-e-assuma-se-como-feminista/

        • Marina permalink
          25 de novembro de 2013 3:08 PM

          Tomara que a pessoa que disse ~não sou feminista tbm~ leia esses esclarecimentos e tenha um pouco mais de conhecimento sobre o feminismo. E possa perceber quanta coisa a gente fala no dia a dia e tá impregnada de machismo :// Todos deveríamos ser feministas, e não ter orgulho de dizer que não é

        • Feminista de plantão permalink
          28 de novembro de 2013 8:06 PM

          ”Feminismo é um movimento social, filosófico e político que tem como meta direitos equânimes (iguais)” fonte: Wikipedia, sinto lhe dizer bruna mas vc É feminista ! assuma-se não há nada de ruin nisso, na verdade seria ÓTIMO.

    • Juliana permalink
      22 de novembro de 2013 9:50 AM

      OTIMA RESPOSTA! Parem de se julgar. Eu não tenho o aplicativo por falta de tempo mesmo, mas sinceramente? Tu (dona do blog) foi muito mais menininha, nas tuas palavras, julgamentos e preconceitos) do que qualquer uma dessas que tu julgou ao usar o aplicativo. E não importa o quão “linda” ou desaforada seja tua resposta, uma pessoa que só quer julgar, mas não quer que os outros julguem, não merece o mínimo crédito.

    • Catarina permalink
      23 de novembro de 2013 11:32 PM

      Disse tudo Ana!

    • Josiel permalink
      24 de novembro de 2013 12:57 PM

      A primeira diferença é que ela não esta se apoiando no anonimato. A segunda diferença é que ela não compartilha segredos intimos de pessoas que confiaram nela. Só estas ja bastam. Mas adiciono ainda meu repudio a essa frase “Pare de reproduzir o machismo menina!”, pois pelo visto para a pessoa não ser machista ela tem que falar mal anonimamente dos outros.

    • Bruno permalink
      25 de novembro de 2013 5:38 PM

      Ela não se acha superior, ela realmente parece ser superior! Agora me diz a verdade, vcs garotas que usam esse aplicativo… alguma de vcs põe lá, chupei todo, pedi pra bater na cara, dei na primeira vez, dei no carro… acredito que não!
      E tenho certeza que a grande maioria que utiliza é desse nível!

      • Anônimo permalink
        27 de novembro de 2013 9:51 AM

        hahahaha adorei, Bruno!
        Vou falar uma coisa pra vcs, posso ser mt criticada por isso, detestei o app, achei idiota, entrei por curiosidade, sai e exclui 5min dps e juro, queria saber a minha avaliação numa versão pros homens avaliarem as mulheres. Pode ser doentio, mas é verdade!
        E antes que pensem, não, eu não avaliei ninguém.

        E Bruna, amei o que vc escreveu! Certíssima! E na minha opinião quem curtiu esse app, não poderia dizer um “ai” sobre uma avaliação masculina, mas infelizmente sabemos que não é assim q a banda toca.

      • Taís permalink
        28 de novembro de 2013 2:15 PM

        Falou tudo Bruno! :)

  6. Luciana permalink
    22 de novembro de 2013 12:01 AM

    Gente, é por isso que a humanidade não vai pra frente mesmo. Depois de alguns comentários que li aqui, dou os parabéns à autora do blog que se dignou ao respondê-los. eu não faria a mesma coisa.
    E, Bruna, onde eu assino embaixo do teu post? ;)

    • 22 de novembro de 2013 12:13 AM

      hahah Luciana, você acabou de assinar embaixo! ;)
      E sim, eu devo ter nascido com uma dose extra de paciência pra lidar com haters.

      Beijo pra ti e volte sempre por aqui!

  7. Érica permalink
    22 de novembro de 2013 12:07 AM

    Não sei o que é pior, o app ou quem usa e se acha o máximo… essa história de igualdade faz a “mulher” perder cada vez mais a sua dignidade. Sem falso pudor, mas eu prefiro guardar minha vida sexual para mim – no máximo compartilhar com algumas pouquíssimas amigas – do que divulgar em app o quão bom ou ruim é um cara na hora H. Até porque se você se preocupa em divulgar e ler esse tipo de ‘fofoca’ idiota, moça, você não vale muito, viu?! Depois reclama que homem nenhum respeita.. ¬¬’

    • 22 de novembro de 2013 12:15 AM

      É uma questão muito delicada essa coisa de sexismo…mas eu sou da opinião que não dá pra ser tratado igual se não somos iguais!
      Mas esse aplicativo em especial, literalmente, NIN-GUÉM, de nenhum sexo, merece mesmo!

  8. Desiree Flor permalink
    22 de novembro de 2013 12:08 AM

    Ok, assumo, baixei o app. Mas não vou deixar de ler livros. 50 tons não entra na jogada. Haha

    • 22 de novembro de 2013 12:19 AM

      hahaha acho dificil encontrar uma menina que NÃO baixou o app, depois de tanto falarem, né? todo mundo ficou curioso…

  9. Mislene permalink
    22 de novembro de 2013 12:22 AM

    Quando fizerem uma versão masculina? tem uma semelhante, mas muito mais nociva, se chama Revenge porn. Lá os homens publicam imagens e vídeos de suas ex namoradas como forma de vingança, colocam os dados da pessoa e tudo mais. E existem outros meios de espalhar esses vídeos também, como o WhatsApp. Em sites com esse as mulheres são julgadas também e de forma bem mais agressiva que esse aplicativo.
    Quando mulheres avaliam homens é racalque, quando homens julgam mulheres a culpa é da mulher porque ela “não se deu o valor”, porque foi burra em se deixar filmar, porque foi ingênua em confiar, ou seja, merece ser esculachada. Impressionante como a culpa é sempre da mulher!! E porque os meninos não vão lavar a louça e parem de ficar atualizando seus perfis nesse aplicativo?
    Porque não faz um texto dando lição de moral nos homens que trai a confiança de suas parceiras e publicam vídeos íntimos. E também nos homens e mulheres que perdem seus tempos esculachando essas mulheres na net, como se fazer sexo fosse coisa de outro mundo. Em Goiânia aconteceu um caso sobre isso, e ninguém chamou o cara de recalcado, pelo contrário, foram até o trabalho da garota assediar ela.

    • 22 de novembro de 2013 12:30 AM

      Eu acho que você desviou um pouco do que eu falei (ou pelo menos tentei explicar). Eu acho absurdo QUALQUER tipo de aplicativo, seja julgando homem ou mulher. Não acho que a culpa seja sempre da mulher (apesar de saber que existem pessoas que pensam um absurdo desses), mas no caso do Lulu, é. Se surgisse um app fazendo isso com as mulheres, eu viria com mais revolta AINDA (até porque eu estaria sendo julgada também!). Não estou sendo machista. Só me chamou muito atenção o contraste entre mulheres fazendo marcha das vadias e reclamando que os homens as tratam como objeto e depois aparecem fazendo a mesma coisa, entende.
      E se já achei o Lulu um absurdo (e ele só chegou a mim e ganhou minha atenção porque falaram MUITO do assunto), imagina se eu vejo esses outros app.

      • Carolina permalink
        22 de novembro de 2013 7:43 AM

        Concordo com sua crítica, só acho que não tem muito a ver relacionar a marcha das vadias com isso, já que não são as feministas que promovem esse app, bem pelo contrário. Só vi feminista criticando. Inclusive, se critica muito também a hipocrisia dos homens, que acham um absurdo esse app (com razão), mas que, nos casos de revenge porn, culpam as mulheres vítimas. Sei que não é todo mundo, mas me entristece muito o fato de que, para a maioria, objetificação só é ruim quando fazem com homens.

        • 22 de novembro de 2013 8:23 AM

          Eu vi muita gente que defende a marcha das vadias falando sobre (positivamente) sobre o App, isso que me incentivou àquela linha alí. Mas concordo, é uma pequena minoria, é outro público. (ou não, porque tem muita gente que adora abraçar essas causas e pagar de feminista revolucionária mas tá aí depois no anonimato fazendo a meeeesma coisa e dizendo “ai gente, é BRINCADEIRA, porque homem pode e mulher não, hein??”)
          No caso o que eu tentei explicar aqui que ATÉ com homens eu acho absurdo…IMAGINA SE INVENTAM DE FAZER COM MULHERES? Mas acho que ninguém leu até o final e/ou prestou atenção suficiente para ver que eu sou contra App que julgam QUALQUER pessoa e não só homens, pra estarem me chamando de MaChiStA.

  10. Marcelo permalink
    22 de novembro de 2013 12:25 AM

    Bravo!

  11. Alessandra permalink
    22 de novembro de 2013 12:26 AM

    Ana demais teu comentário. O que me decepciona são moças machistas que nem a senhorita Bruna dona desse blog. Acho que antes de julgar as outras meninas, precisas rever conceitos de sociedade, machismo, entre outros. Se um app surge e é esse tumulto todo, sinal que as mulheres querem e podem fazer o que bem entendem e que isso ainda é mal visto pela sociedade. Inclusive que mulheres podem sim julgar suas relações amorosas sem que seja pq tem dor de cotovelo ou algo do tipo. Mandar lavar uma louça é um comentário de uma grandeza, né? Esse tipo de comentário sim que me faz perder a fé na humanidade.

    • 22 de novembro de 2013 12:39 AM

      Tá, sou machista agora.

      • Catarina permalink
        23 de novembro de 2013 11:46 PM

        Você é, machista e preconceituosa! Lembre-se usar ou não um aplicativo desse não te faz superior a ninguém.

        • Nina permalink
          24 de novembro de 2013 8:43 PM

          Gente, nego não sabe ler?! A menina não falou absolutamente N A D A!
          Só falou que, NA OPINIÃO DELA, (vide: se você não quer ler, não venha nesse blog, vc não é obrigado!!!) o aplicativo é inútil e fútil.
          Ela inclusive está dizendo que é contraditório o fato das mulheres ficarem reclamando que os homens as tratam como ‘carne no açougue’ e depois vão e fazem a mesma coisa com eles.. Só isso!
          Onde tem machismo nisso? O.o

          Realmente, tá de parabéns, Bruna, também não teria paciência para responder gente assim, eta lelê! :D

        • 25 de novembro de 2013 3:22 PM

          Arrasou Nina, assino embaixo! Beijo enorme pra ti!
          A dona Catarina nem vou responder pq faço das tuas palavras as minhas (maaaais uma vez., já que tá difícil algumas pessoas entenderem)

    • 22 de novembro de 2013 1:42 AM

      Falar mal de ex em público não é dor de cotovelo naonde amiga?? Machismo minha flor, é ir lá tratar os bofes da mesmíssima forma como as mulheres foram tratadas por muito tempo – e ainda são. Acho lindo as mulheres poderem fazer o que quiser na sociedade, então vamos aproveitar e fazer algo que preste, tipo se respeitar e não sair falando mal dos outros por puro despeito?
      Obrigada, de nada.

    • Patricia permalink
      22 de novembro de 2013 9:00 AM

      concordo com a Alessandra. Sim, tu é machista, mandar lavar a louça, COM A MÃE. O aplicativo é idiota, claro q é, mas a vida todas mulheres passam por isso a vida toda e tu não faz postagens chocada como essa, com todo esse alarde. Marcha das vadias? quem usa esse aplicativo nem sabe o q é marcha das vadias.

      • 22 de novembro de 2013 9:02 AM

        Hahah, tá bom. (fato curioso: aqui na minha casa, quem lava a louça a maioria das vezes é o meu pai, O MEU PAI).

        • permalink
          25 de novembro de 2013 2:57 PM

          Estranho ter colocado “mãe”, então.

        • 25 de novembro de 2013 3:26 PM

          Rê, meu pai é aposentado (assim como minha mãe) e todo mundo ajuda nas tarefas de casa quando tem tempo. Coloquei mãe porque se já tão entendendo TUDO errado mesmo eu não tenha falado nada demais, imagina quanto comentário polemico e/ou revoltado e/ou ignorante e/ou sem entender nada teria se eu colocasse “Vai ajudar o pai a lavar a louça”? Parem de implicar com bobagem! :*

      • Taís permalink
        28 de novembro de 2013 2:35 PM

        Meu Deus quanta burrice, lendo os comentários eu choro rindo aqui…
        Ta de muito PARABÉNS BRUNA!
        Aposto contigo que quem está te “criticando” deve ter esse app como favorito, só pode…
        Beeeijo :)

    • 22 de novembro de 2013 10:35 AM

      Alessandra, minha xará, que confusão estás fazendo.
      Quando se fala em igualdade, se pretende evocar o mesmo tratamento e os mesmos direitos para todas as pessoas, independente de gênero, raça, religião, etc. D-I-R-E-I-T-O-S, é um conceito relativamente complexo (tá lá na minha melhor amiga wiki – “é o sistema de normas de conduta criado e imposto por um conjunto de INSTITUIÇÕES para regular as relações sociais”) e não, não está entre os direitos a serem conquistados “falar-mal-do-ex-que-me-magoou-ou-dar-o-troco-pq-eles-fazem-isso-tb”. Falam mal de nós? sim, falam. Nos julgam? sim, julgam. Nos humilham? Sim, humilham. Nos censuram? Sim, censuram. Mas pasmem, isso não é um direito CONCEDIDO A ELES PELA ORDEM JURÍDICA, é uma violência deles para conosco. Sério? aham, que coisa né? Dá até para denunciar. Dá ate cadeia. Qualquer um que se sentir humilhada ou humilhado. Aliás, “dá até” não, eu diria que é uma obrigação cidadã, para aquelas/es pessoas responsáveis que pretendem construir uma civilidade harmônica, solidária e ética. Tá lá no nosso maravilhoso Artigo 5º da nossa Constituição, inciso X – “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”. Isso é um direito, violá-lo é um CRIME!
      Não…não é um direito fazer o que se bem entende. Vivemos em coletividade e devemos respeitar as pessoas, suas imagens, sua integridade corporal, sua autonomia, etc. Não é isso que queremos para nós? Pois é. Liberdade absoluta não existe. Se existisse, ninguém seria livre, é um anacronismo.

      Acho espantoso que mulheres, aparentemente, feministas não consigam fazer essa distinção. Isso é assustador.
      Se a pretensão construir uma sociedade melhor precisamos construir relações sociais respeitosas. Tipificar e taxar não é respeito. “Ahhh, mas é um mecanismo de proteção, sabermos de outras meninas se aquele menino é bom ou não”. Não, isso é infantilidade. Até pq essa avaliação é algo extremamente particular, as pessoas mudam constantemente, amadurecem, se arrependem de erros, se modificam e é isso que queremos, não? Jogá-las em um calabouço e humilhá-las para todo o sempre pq um dia erraram com alguém é simplesmente estapafúrdio, para qualquer sexo. É ficção, é sadismo pura. É sadismo, satisfação com a humilhação alheia.

      Direitos iguais, não pressupõe homens e mulheres iguais. Aliás, tem alguém igual a outra pessoa? São os homens todos iguais? Com a mesma inteligência, força, sensibilidade, coerência, criatividade? Claro que não. E mulheres? Adivinha.
      “Nos nivelar por baixo”, é essa expressão. Tá na hora de pensarmos o que são direitos, que devem ser conquistados, igualados, democratizados, e o que são violências ou C-R-I-M-E, que devem ser B-A-N-I-D-O-S, D-E-N-U-N-C-I-A-D-O-S e não reproduzidos, copiados, como se estivéssemos fazendo grande coisa, ou algo de menor gravidade. Caminhar para trás é gravíssimo, sim.

      PS: Não é porque estamos sendo criticadas, e somos mulheres que o autor da crítica é machista. Isso é um argumento ad hominem. A crítica faz parte da vida e é indispensável, os argumentos ad hominem são totalmente dispensáveis, pois não agregam em nada. São defesas falhas e desesperadas pq nos afetamos, pegamos o que podemos para nos “defender”, não raro acabamos por evidenciar mais falhas. Mas em diálogo, se tem argumento e contra-argumento, e não ataque e defesa ou ataque e ataque. Critique, não abra mão disso nunca, mas xingar e tipificar pessoas não é crítica, é auto-exultação, é xingamento bobo e vazio.
      Bjs!

      • Júlia permalink
        22 de novembro de 2013 2:11 PM

        Sensacional o teu comentário, parabéns por ter tanto disernimento para colocar tuas idéias! Sério, adorei.
        E quanto ao texto da Bruna, em nenhum momento a frase de “lavar uma louça” deu a entender que era no sentido machista. A verdade é que as pessoas enxergam o que querem, e discutem como se suas razões fossem únicas e verdadeiras. Parabéns pelo post, acredito que todos têm seu direito de expor suas opniões contanto que não humilhem ou desrespeite alguém. Aos haters, infelizmente…sempre serão haters, pois não possuem uma cabeça aberta o suficiente para aceitar outras idéias, fechando-se apenas para seus próprios ideais.
        Beijo!

        • 22 de novembro de 2013 2:33 PM

          As pessoas adoooooooram criticar as pessoas que dão a cara à tapa, Júlia. Ainda mais anonimamente.
          Mesmo se não tem motivos, elas vão lá e procuram críticas.

          Eu dei a minha opinião (que eu achei que no máximo umas 50 pessoas iam ver e deu em 50 mil no final!) no meu espaço e não se baseando em ninguém. To de boa, sabe, curtindo o debate que foi criado e adorando o apoio e feedback positivo que to recebendo!

          Beijo, Júlia!

        • 22 de novembro de 2013 2:43 PM

          É isso aí, crítica não tem nada a ver com humilhar ou rotular, critica tem a ver com construir algo, algo que julgue positivo ou desconstruir uma ideia de forma coerente e lógica. Não é rotulando, separando e construindo muros (“você é assim, que lamentável”, “vergonha desse texto”, “você aí e seu blog”, “você é machista”, “você é isso”, “você é aquilo”) que conquistaremos algo novo.
          Beijos, Julia.

        • 22 de novembro de 2013 3:11 PM

          “o que falar da Andressa da pitangadigital, que eu mal conheço e já considero pakas?” hahaha
          se estivessemos no orkut eu já estaria deixando um depoimento assim pra ti! hahaha
          to adorando tua participaçao por aqui :)

        • 22 de novembro de 2013 5:18 PM

          hahhahah…é recíproco, o texto é muito útil e a repercussão violenta que recebeste é inapropriada, mas não perdeste a compostura e mesmo sendo agredida não repassou a violência que recebeu, fez melhor, a desconstruiu. Parabéns, mulher! NOTA 10, hahah

          PS: é Alessandra, hih
          Bjoca!

        • 22 de novembro de 2013 5:24 PM

          aiiiiii, desculpa! Que feio, errei o nome! ahahahahahaha
          Mas melhor a tentativa do que te chamar de PITANGA né? Muito obrigada por tudo! As críticas fazem parte, bring it on! :)

          Beijo grande, Alessandra! <3

        • 22 de novembro de 2013 5:26 PM

          hahah, é verdade. Bem legal seu blog. Não conhecia, parabéns! Vou ficar de olho.
          Beijoca, guria!

    • Anônimo permalink
      25 de novembro de 2013 2:53 PM

      Com certeza muito machista.

  12. anna permalink
    22 de novembro de 2013 12:30 AM

    Oi! Eu não sou brasileira e quando ouvi falar da app, falei que com certeza isso só podia acontecer nos USA ou no Brasil. Acho que na Europa ninguém daria bola nisso.

    Mas, achei engraçado e fiquei olhando a app. Está feita de brincadeiras, e eu acho que ninguém vai acreditar no que a app fala para escolher se ficar ou não ficar com alguém… tipo só é uma brincadeira, os hashtags são jogos de palavras…

    É decepcionante ver que as pessoas dedicar seu tempo em fazer essas apps e não coisas melhores, mas não acho tão ruim como você falou…
    Vai durar como muito uma semana e depois tudo mundo vai esquecer da app. (Espero ter razão, se não, vou confirmar que a humanidade virou louca em algum momento que eu não estava olhando).

    • 22 de novembro de 2013 12:39 AM

      Anna, (primeiramente, parabéns pelo seu português! Está muito bom…no primeiro parágrafo, duvidei que não fosse uma brasileira mesmo).
      Eu não sei como funciona na Europa, mas por aqui isso é algo (como diria o Rei do Camarote) ~meio pesado. Eu, pelo menos, não gostaria que fizessem esse tipo de brincadeira comigo (até porque ia ter um monte de haters me esculachando a troco de nada, com certeza hahaha).
      Acho que tem muita gente que tá “aceitando” porque é com homens…se fosse com mulheres, todas iam estas doidinhas de raiva, sabe. MACHISMO, NÃO SOMOS UM PEDAÇO DE CARNE, etc.
      Espero que dure o mesmo tempo que o Harlem Shake mesmo!

  13. Alessandra permalink
    22 de novembro de 2013 12:50 AM

    SIm, foi um post extremamente machista.
    Ninguém precisa ficar no app.
    Não estou falando que classificar alguém seja algo louvável.
    Agora nem por isso toda menina que classificar é uma recalcada. Já passou pela tua cabeça
    que realmente tu podes conhecer um imbecil e alguém te avisar antes?
    E te digo mais, não tenho problema nenhum com classificações masculinas. Se falarem algo que não é real, quem me conhece sabe como eu sou, com certeza não acreditariam em algo que não condiz c o meu comportamento.
    Dito isso, lavar uma louça é demais, em 2013, chega a ser um absurdo.

    • 22 de novembro de 2013 1:02 AM

      Alessandra, não se ofenda tanto com o termo. Eu usei o “vai lavar louça” porque todo mundo dá isso de exemplo quando fala que alguém (seja homem ou mulher) tá fazendo algo que é perda de tempo ou coisa do gênero.
      Eu acho sim que acontece isso de te avisarem que o cara é um imbecil ou não, mas isso acontece na vida real, boca a boca. Claro que deve ter uma minoria (e digo muito pequena, tipo 5% ou menos) que usa direitinho o app, mas ele é com certeza voltado para a maldade. Essa é ao menos a minha opinião.
      Eu não acho legal um homem expondo tua intimidade com ele num app. Seja verdade ou não.
      Coisas que TODO MUNDO faz ou algum dia vai fazer mas que você simplesmente não quer escancarado para todo mundo ver por aí, entende? É muito desagradável, ainda mais para nós, mulheres. Se eu já achei um absurdo para homem imagina o que eu acharia se fosse com mulheres (e comigo). Não tem nada a ver de ter algo a esconder ou se preocupar…um simples “#BoaDeCama” já é totalmente desnecessário de ser colocado num aplicativo e ser divulgado pelos 4 cantos para todos os homens de plantão.

      • Gustavo permalink
        23 de novembro de 2013 10:20 AM

        Mas qual é o problema em “LAVAR UMA LOUÇA” ?
        Isso esta criando mais polêmica do que o assunto proposto! Por favor…
        Muito bem escrito o texto, é a forma de “TU” pensar, e eu respeito a tua opinião.
        (P.s: Mas no próximo, favor, não ponha nada relacionado em “afazeres domésticos”… hahahahhahah)

  14. 22 de novembro de 2013 12:53 AM

    Gente, morro e não leio tudo! Desde quando tratar as coisas com tanta banalidade traz mais igualdade entre gêneros? Discordo sobre o post não ser construtivo. É só assim, com gente disposta a sacudir mentes alienadas, que muitas pessoas enxergam o tempo perdido com uma asneira dessas. Não condeno quem queira entrar e se divertir sem levar a sério, mas achar que pode trazer algum benefício para as mulheres é muita ingenuidade. São os homens grotescos que têm que ser melhores, e não as mulheres que devem se tornar medíocres pra ficar no mesmo nível. Coerência no discurso. Se querem homens melhores, não se tornem um lixo humano, please! Tanta coisa boa pra passar o tempo, e tanta coisa ruim pra se preocupar… Parabéns pelo post!

    • 22 de novembro de 2013 1:26 AM

      EXATO Renate! haha E tem gente me chamando de MACHISTA, olha que absurdo! Eu não quero que fiquem fazendo piada e avaliando os homens, mas óbvio que MUITO MENOS quero que façam isso com nós, mulheres! Quem acha que isso é uma BRINCADEIRA, sei lá, eu acho brincadeira de 6a série, 7a, no máximo.
      Eu não sou a favor do feminismo, acho que cada um tem que se respeitar e achar um bom equilíbrio entre ambos os sexos. Nem machista, nem feminista, sabe. Sou a favor da PAZ! PAAAAAAAZ, gente! hahaha Parece que ninguém entende!
      Obrigada pela contribuição com o teu comentário, sério!

      • Mariana permalink
        25 de novembro de 2013 5:23 PM

        Ai Bruna, me dói um pouco o coração quando eu vejo você falar que não é a favor do feminismo/nem machista nem feminista! Se você é a favor de igualdade de direitos (o que, como muita gente sabe, não quer dizer direitos exatamente idênticos visto que as mulheres ainda se encontram em uma posição de desvantagem social e precisam de um empurrãozinho jurídico em certas áreas que os homens não precisam) entre homens e mulheres, você é sim, na definição mais pura do termo, feminista e a favor do feminismo! Eu acho que você provavelmente pensava que feminismo era o antônimo de machismo, mas o termo pra isso na verdade é misandria, que é o ódio em frente a homens. Caso você se interesse, vale muito se informar sobre o assunto – juro que isso não vai magicamente te transformar em uma feminista radical – pois talvez seja bom abrir um pouco seus olhos.

        • 25 de novembro de 2013 5:51 PM

          Gente, feminismo é o oposto de machismo ATÉ ONDE EU SEI. Tem muita gente e muito lugar que diz que não (como você explica aí) mas muitas outras pessoas e em muitos lugares você pode ler que são os dois extremos…e eu me identifico com os que pensam assim. Se estou errada, pode ser, mas eu me refiro dessa forma, por isso digo que não sou nem um nem outro. Acho até depois de todos os comentários que não existe definição 100% exata, então prefiro me manter neutra (não acho que tenho verdade absoluta mas estou me expressando da maneira que acredito que seja). Mas com certeza vou mais à fundo no assunto quando eu tiver tempo, já que cada um define o termo de uma forma diferente

    • Luis permalink
      22 de novembro de 2013 12:48 PM

      Excelente…!!

  15. Alessandra permalink
    22 de novembro de 2013 2:28 AM

    Olha, se tu é a favor da paz, não é chamando alguém de desocupada que tu vai conseguir.
    Tu classificou pessoas no teu post, então, como pode reclamar dos outros?
    A questão não é o app, não estou falando por ser fã número um do app, a questão eh julgar pessoas e ter preconceitos.
    E gente, que drama, não tem nada demais falar se tu gostou ou não de um cara, se o cara é legal ou não. O app não é tão apelativo assim.
    E não foi tu, mas a moça ali em cima chamou pessoas de mentes alienadas? Sério mesmo?
    Meu anjo, sou bem informada, graças! Não me ofende alguém me chamar de mente alienada até porque eu sei bem que não sou, mas acho uma graça em ver pessoas falando “que horror” julgar e julgando o tempo todo.
    E ninguém tá escancarando intimidades, o app passa longe disso.
    De qualquer forma, acho que todo o assunto que é discutido já faz algum bem para o mundo.
    As pessoas refletem sobre o assunto, o que torna sempre as pessoas mais interessantes.

    • 22 de novembro de 2013 2:43 AM

      1. Não chamei ninguém (pessoa, singular) de desocupada nem muito menos classifiquei ninguém específico no meu post. Muita, mas muuuuuita diferença comparar isso com o app.
      2. Julgar é costume do ser humano, todos julgamos, até os que negam (ainda que to me exercitando mentalmente para parar com isso) mas uma coisa é em pensamento, para pessoas próximas, ou até para conhecidos…outra coisa é escancarar na internet as intimidades. (sim, na minha opinião, estão escancarando sim. se pra ti aquilo ali não é escancarar intimidade, eu não sei o que é entonces)
      3. Concordo, eu to justamente respondendo os comentários que ~agregam algo justamente porque adoro receber esse feedback pós post. Mas não vem me chamar de machista, sabe? Nada a ver. Se deu a entender neste post, talvez ele esteja carente de mais informações sobre o que eu acredito/defendo/penso.

      • juli permalink
        22 de novembro de 2013 8:38 AM

        Acho que Alessandra trabalha pro aplicativo aahahahah

        • 22 de novembro de 2013 8:42 AM

          hahahaha juli! sempre há a possibilidade (não digo dela..até porque acho que ela trouxe questionamentos e argumentos bacanas para as discussões aqui no meio…apesar de me achar machista, haha).

    • 5 de dezembro de 2013 4:32 PM

      Alessandra, eu respeito completamente a tua opinião. Quando me refiro a mentes alienadas é justamente em relação a pessoas que não estão abertas ao debate. Embora eu discorde de ti em alguns pontos, não me pareceu que tu seja uma dessas. Desculpa se meu comentário pareceu te incluir, mas não foi para ninguém em específico, então que bom mesmo que não te ofende. Ser alienado, pra mim, é só conseguir ouvir a si mesmo e sequer refletir sobre a visão do outro. Não existe verdade absoluta, mas óticas diferentes, que vão depender do contexto em que tu te insere no mundo. Penso apenas que se o post da Bruna gerou essa polêmica toda, já conseguiu algo que fazer as pessoas pensarem sobre o assunto. É só um app, sim. É só mais uma bobagem passageira, sim. Mas também é a demonstração do nosso comportamento cultural, o que não me parece muito positivo. De qualquer forma, o que eu disse ali foi que quem quiser se divertir, que fique à vontade, mas que esperar uma revolução para a igualdade entre gêneros é sonhador demais.

  16. Alessandra permalink
    22 de novembro de 2013 2:40 AM

    E luciana costa, não tinha lido teu post, mas presta atenção no que tu mesma tá falando!?
    Ninguém falou em “falar mal de ex”. Se tu pensa assim é porque tu deve falar.
    Eu pelo contrário, dos meus ex namorados, sou só elogios. Espero do fundo do meu coração
    que eles encontrem alguém legal. Não deu certo comigo, pode dar com outra pessoa.
    A maldade tá na mente de quem tem. Não tenho despeito, como tu falastes, e até sou bem ocupada. Agora me dá pânico ler coisas machistas sim e infelizmente (ou talvez felizmente) não consigo ler isso e me abster de opinião. E repara, eu não estou te ofendendo, conforme fizestes no teu comentário.
    Esclarecendo… machismo/feminismo
    “Embora haja controvérsias na definição, para muitos o Machismo não é equivalente ao feminismo, visto que para alguns o Machismo prega a superioridade masculina e a proteção feminina e dos oprimidos, e o feminismo busca em seu discurso ideológico a igualdade entre os dois sexos. Porém os antigos objetivos consistiam na conquista das igualdades sociais de emprego, direito civis e ‘status’ social.”

    • 22 de novembro de 2013 2:47 AM

      4. Alessandra, são 15 pras 4h da manhã. Boa noite.

      (desisto de tentar te explicar que nada alí é machista, não adianta, tu não vai entender…só não fica em ‘pânico’ também, sabe). Machismo e feminismo já é pauta para um novo post, aqui, essa hora, nonono.

  17. Alessandra permalink
    22 de novembro de 2013 2:56 AM

    Bom, eu acho um exagero chamar de intimidade e, de verdade, não me ofenderia se alguém postasse algo do gênero ao meu respeito. Mas aí acredito que vá do limite de cada um. E o termo machista não é uma ofensa, é uma crítica. Acho que o teu texto está sim julgando todas as meninas que entram no app. E em questão de julgar, juro, não vejo diferença. Acho julgar ruim de qualquer forma, mesmo se fosse se referindo à uma pessoa em específico ou generalizando.
    Mas acho justo, todos publicam o que pensam, e, legal tu responder os posts.
    Mostra que está aberta a discussões sobre o assunto mesmo com opiniões diferentes da tua.

    • Suele permalink
      22 de novembro de 2013 8:04 AM

      Alessandra, acredito que a Bruna não julgou as meninas que entram no app, e sim falou sobre as PESSOAS DE AMBOS OS SEXOS que participam desses virais que surgem (e a minha opinião é exatamente a mesma)…
      Acredito que hoje em dia já nem exista mais tanto machismo (talvez em algumas empresas ainda exista – mas se acontece, afaste-se), eu particularmente nunca fui prejudicada por ser mulher, até porque busco ficar rodeada de pessoas que tem outra visão para a vida, que realmente curtam vivenciar a vida sem potencializar problemas e, muito importante, que supervalorizem as pessoas.
      O app não faz isso. Ele ofende e externiza coisas que não são legais, prejudicam pessoas, tanto homens quanto mulheres na minha percepção, pois as pessoas generalizam que todas as mulheres estão tendo este tipo de atitude, mas pera lá, eu não faço isso e sou contra e posso estar sendo julgada pelo todo. Sinceramente se alguém me julgasse em um app destes ficaria mega chateada, assim como alguns homens (da mesma opinião) também devem estar ficando!
      Se este tipo de app tinha alguma intenção de nos “igualar” aos homens, me desculpe, acredito que não seja o caminho.

      • 22 de novembro de 2013 8:54 AM

        Concordo com tudo, Suele! E sim, esse app tá sendo mal representado! Deixo bem claro aqui que a maioria das mulheres (principalmente contatos meus do Facebook) concordam que a idéia é absurda, fútil e infantilóide. Ou seja: tem ainda gente sensata por aí e não são poucas! Obrigada por destacar que PESSOAS DE AMBOS OS SEXOS, porque parece que tem gente que não leu essa parte ainda, heheh O caminho é que os homens comecem, num geral, a tratar nós mulheres de forma mais digna e não que nós façamos o mesmo tipo de comentário e atitudes que se igualam ao tipo de coisa que reclamamos acontecer conosco por tanto tempo.
        Beijo pra ti!

  18. Natalia permalink
    22 de novembro de 2013 7:14 AM

    nunca dei a mínima pra esses aplicativos toscos e fúteis, nunca tive interesse, graças a deus ahhaha, não baixei o aplicativo, mas quando minha colega me falou dele, sério, só pensei, ótimo, mais um aplicativo que vai fazer revolução (estrago), concordo muito contigo, quero só ver quando fizerem um pros homens, daí quando aparecerem críticas negativas sobre as mulheres elas não vão gostar.

    • 22 de novembro de 2013 8:16 AM

      sim…ninguem quer ser julgado! agora julgar…ainda mais anonimamente..parece ótimo né? tsc

  19. Anônimo permalink
    22 de novembro de 2013 7:43 AM

    Tá, é uma BLOGUEIRA DE SITE DE MODA E MAQUIAGEM falando que alguma coisa é fútil, perda de tempo e que devemos nos concentrar em coisas mais importantes?

    É isso mesmo?

    • 22 de novembro de 2013 8:12 AM

      Ei, daonde que você tirou que sou uma BLOGUEIRA DE SITE DE MODA E MAQUIAGEM? Esse é meu espaço e eu utilizo ele para falar do que eu bem quiser.. não sou paga para nada que tem neste blog e se você ver, 50% dos posts não tem nada a ver com MODA E MAQUIAGEM.

      É isso mesmo!

  20. Juliano permalink
    22 de novembro de 2013 7:54 AM

    É a sequência do Tinder… mais um catálogo de pessoas e tá virando esquema de acompanhantes, afinal existem blogs para comentar sobre acompanhantes com fotos, notas, comentários de cada uma… como falastes Bruna, quero ver também quando surgir a versão masculina desse Lulu… aí vai ter muita guria (não mulher) reclamando e dizendo que os homens não prestam e não levam a sério… “levar a sério” enfim

    • 22 de novembro de 2013 8:15 AM

      Vão ser as meninas que usam o Lulu que vão se queixar de que estão falando delas. Estranho, não?
      Não que eu apoio que tenha uma “revanche”, muito mas muito longe disso. Aliás, já to começando a achar que isso vai dar problemas na justiça o suficiente pra ninguém inventar de fazer outro app do gênero (mas eu não fiz Direito, então é a opinião de uma leiga mesmo).

      • Juliano permalink
        22 de novembro de 2013 8:22 AM

        sim… a começar que o aplicativo inclui todos os homens, a não ser que cancele no site deles (como fiz)… isso soa a problemas sim! Mas ainda passa um tempinho porque é modinha, e principalmente modinha da geração que vive no celular.

        • 22 de novembro de 2013 8:25 AM

          Sim, semana que vem terá outra coisa que vai ocupar o espaço que isso tomou da Timeline e – talvez – isso vai ser esquecido antes mesmo de ser levado à diante.

  21. 22 de novembro de 2013 8:05 AM

    A moça escreve 300 absurdos machistas, incluindo os clichês mais absurdos e acha que vai convencer falando `que não é machista`! aff

  22. 22 de novembro de 2013 8:26 AM

    Excelente post, Bruna! Fico muito triste em saber que algumas meninas acham o app “divertido”! Hein?! Concordo com você em vários pontos. E se fosse o contrário? Qual mulher não se importaria de ter sua intimidade exposta?? Esse app está simplesmente promovendo cyber bullying.

    Há uma petição no change.org recolhendo assinaturas para tirar o Lulu de funcionamento. As meninas que acham o aplicativo “divertido”, ou “é apenas uma brincadeira”, devem ler os comentários deixado por homens (e até mulheres) na pagina. Parece que o app utiliza fotos do perfil do facebook dos homens sem os mesmos autorizarem! Que brincadeira legal, não é mesmo?! https://www.change.org/petitions/lulu-shut-down-lulu

    “São os homens grotescos que têm que ser melhores, e não as mulheres que devem se tornar medíocres pra ficar no mesmo nível. Coerência no discurso. Se querem homens melhores, não se tornem um lixo humano, please!” Renate Melgar, copie e colei a sua mensagem! Mulheres, se vocês querem respeito, ofereçam respeito.

    • 22 de novembro de 2013 8:31 AM

      Obrigada mellet1! Concordo com cada linha. Também não entendo como algumas mulheres estão achando isso tão ~suave e não estão nem aí com o fato de que uma “revanche” possa vir a acontecer. Ah, desculpa, é que é muito fácil gostar do aplicativo quando ele não mexe contigo, né? Anonimo então, nem se fala! Eu acho esse app (ou qualquer um que fosse para o sexo oposto) um retrocesso à sociedade…ponto. A idéia dele, na miiiiiiiiiiiiiiinha opinião, é muito infeliz.

  23. 22 de novembro de 2013 8:39 AM

    Muito bom o texto. Ri bastante ao realizar a leitura, vi uma amiga ontem perguntar sobre o que era o app, e hoje aparece essa resposta. Me divirto cada vez mais com o pessoal do Desenvolvimento de software, que parou de criar vírus pra criar app. Até o ano de 2010 o mundo já foi mais divertido! hahaha

    • 22 de novembro de 2013 8:41 AM

      Obrigada Eduardo, que bom que gostou :)
      e sim, concordo que em 2010 o mundo já foi mais divertido hahah

  24. 22 de novembro de 2013 8:43 AM

    kkkkk… Há tanta futilidade por aí, essa é só mais uma. Mas calma, ainda teremos piores!

    Não li o texto todo, mas já até imagino que é algo sem noção que está bombando por aí! kkkk

    • 22 de novembro de 2013 8:45 AM

      hahaha sim, a repercussão dele tá sendo BEM maior do que eu esperava! e sim, sempre tem algo pior por vir, né? quando achamos que já vimos tudo…eis que nos surpreendem!

      • 22 de novembro de 2013 8:53 AM

        Mas enfim, eu espero não ver isso tão logo…rsrsrs… e não acho legal ser “avaliado” dessa forma! kkkkkk

  25. Caroline permalink
    22 de novembro de 2013 8:44 AM

    Juro, fiquei sabendo do app agora, e, na boa, qual é a pessoa sem nada para fazer que cria isso? Eu detestaria ter alguém me julgando (por que é isso que fazer, julgar sem ter conhecimento) por um aplicativo ridículo, se a versão feminina aparecer e eu entrar no bolo a coisa vai ficar séria, isso pode geral denuncia de difamação, e outra que estarão usando a minha imagem sem permissão para outros fins, em fim, fico puta em ver que tem feministas ai que não entenderam o problema, quero ver se fosse com elas o que elas diriam. E de fato meninas (que baixaram o app) vão lavar uma louça que é muito mais construtivo do que ficar falando de macho em um app.

    • 22 de novembro de 2013 8:48 AM

      De fato, Caroline! Por isso que não acredito mais muito que haverá uma versão para o sexo oposto… se estivessem fazendo isso comigo, eu já estaria metendo um processo por usarem meu perfil automaticamente num aplicativo que corre risco (GRANDE haha) de estar me difamando…
      É realmente triste ver que tem meninas achando o máximo isso (inclusive pelo conteúdo bobo e digno de mentalidade adolescente presente ali) …mas também, pimenta no olho dos outros é refresco né? É sempre assim!

  26. Daniel permalink
    22 de novembro de 2013 9:09 AM

    Gostei muito do teu ponto de vista Bruna e parabéns pelo texto.

    Não sou de ler blogs, mas me chamou a atenção todos os posts e o teu texto…
    Ainda não conheci nenhuma menina que avaliou “o cara top” com boas notas (pois eles não estão juntos).
    Apenas amigas dão notas boas (algumas á pedidos e outras por estão até vendendo…), o que considero inválido, pois quem não nunca provou apenas “juga que é…”, logo penso que nesta lógica os caras de menores notas são os melhores amantes!!
    Algumas amigas riram quando comentei, mas vamos ser racionais!! Quem daria uma nota lata a alguém que gostaria de ter algo novamente? Quem indicaria seu ex para uma amiga próxima? Quem gostaria de ser padrinho(a) de casamento de sua(seu) ex namorado?
    São apenas perguntas que estimulam uma análise mais racional e menos emocional…
    O Juliano acima disse tudo!!
    Tentando escrever, fiz 4 textos de assuntos diferentes que eu gostaria de te desafiar a escrever:
    “O machismo feminino quando convém.”
    “Apps que afloram a insegurança e atestam falha na formação de valores e/ou eficácia dos psicólogos.”
    “Tá faltando homem ou mulheres adultas?”
    “O seu foco é na sua evolução ou na evolução dos outros?”
    Os meus ficaram longos…

    Enfim, quanto ao único comentário “Anônimo”, na minha opinião, assuntos de moda e design nada mais são que ferramentas de apoio a auto-estima feminina e masculina, tudo é uma questão de até onde você enxerga…
    “O que agrada aos olhos, agrada a alma!”

    • 22 de novembro de 2013 9:39 AM

      Daniel, adorei seu comentário! Acrescenta vários questionamentos novos (não para mim, que como penso como você, já tinha eles iniciados na minha cabeça) mas neste ponto ninguém tinha tocado ainda: machismo feminino. convém muito para a gente homens que abram à porta e paguem a conta, não? por isso que eu digo, não dá pra querer uma igualdade extrema se não somos iguais…o que pode ser a solução é um equilibrio saudável entre as partes e não que as mulheres começem a fazer as mesmas babaquices que homens considerados inferiores fazem (e vice-versa, pra não me chamarem agora de feminista).
      Acho até meio bizarro essa coisa que citamos de menina que quer dar nota alta para o namorado/ficante/afeto, sabe? Não me soa muito inteligente hahahah Mas cada um, cada um!
      E sobre o -único- anonimo: não. Existem vááários anonimos aí em cima que colocam nomes aleatórios para terem uma credibilidade maior em seus comentários…mas não se engane por isso! Tem uma ou outra menininha que provavelmente tem algum problema pessoal comigo aí dando sopa! -e que para nosso espanto (só que ao contrário): deve usar o Lulu-

      Novamente, obrigada pela sua contribuição, Daniel!

  27. Camila permalink
    22 de novembro de 2013 9:11 AM

    Passei exatamente pela mesma situação, baixei só por causa de um amigo q encheu o saco pra dar um print no seu perfil… no primeiro momento eu ri muito das besteiras q vi… depois comecei a analisar a coisa e concordo em gênero, número e grau com o seu post… o aplicativo não durou 24h no meu celular… fala sério, eu fiquei com vergonha alheia pelo q as pessoas estavam respondendo ali…. vi um amigo meu que foi avaliado pela namorada e a nota não foi das melhores, poxa não seria mais interessante ela conversar com ele do que expor para o mundo a classificação q ela faz do seu bofe… o que me assusta mais é as pessoas perderem tanto tempo e se importarem tanto com isso… talvez se eu estivesse solteira numa fase de curtição da vida não achasse tão ridícula essa coisa toda… talvez eu me divertiria rindo dos caras q sao esculachados pelas recalcadas, talvez ao invés de 24h no meu celular, durasse umas… 48h hahahahahaha

    • 22 de novembro de 2013 9:26 AM

      hahahah sim, eu também ri de algumas avaliaçoes que vi e admito que fiquei aliviada quando vi que a pessoa que mais importa pra mim não tinha nenhuma avaliação! acho triste quem tá se divertindo com isso. eu acharia legal se fosse talvez nos meus 13 anos, sabe?
      e mais estranho do que gostar desse app é ir lá avaliar o próprio namorado! hahaha não faz sentido, gente! minhas amigas todas pediram para os namorados desativarem imediatamente o Lulu para não trazer problema/stress/ciuminho bobo pra dentro do relacionamento deles…fazem bem!
      esse aplicativo não acrescenta nada na vida de ninguém.

  28. Rodrigo Barasuol permalink
    22 de novembro de 2013 9:13 AM

    Impossível discordar do teu texto, foi perfeito do início o fim. Principalmente na parte em que cita uma possível versão do app para avaliar as mulheres, o mimimi ia ser grande e muitas pseudo-feministas iam enlouquecer e chamar o novo app e/ou comentários de machistas. Pior é ver alguns comentários toscos tentando denegrir seu blog, ou alguém que acreditou a ironia do inicio da 3 guerra mundial, ao menos eu ri do ser pensante ~mas que nao pensa~ que ficou preocupada com essa “possivel” questão HAHAHA
    O mais engraçado (só que não) de tudo isso, é que o aplicativo veio a tona, poucos dias após uma jovem ter se suicidado em Veranópolis por ter sido vítima de, digamos que, exposição alheia. Vejo hoje, muitas mulheres que criticaram fervorosamente o caso do suicidio e da EXPOSIÇÃO da jovem, hoje rindo, se divertindo e falando asneiras no twitter e redes sociais EXPONDO profiles masculinos sem que a maioria nem saiba. Hipocrisia? Óbvio. Vale a reflexão.

    Eu como homem, e como não to preocupado nem afim de saber notas e hashtags sobre minha pessoa, até por que me conheço bem e nao preciso de outros opinando sobre mim, entrei no app Lulu só para desvincular minha conta dessa tosquisse sem tamanho. (fica a dica ai pra quem nao sabia que pode fazer isso). Mas há também homens que alimentam o app se emocionando e inflando seus egos com as notas que as mulheres estão dando, vale ressaltar isso. Se o app nao tivesee ibope masculino (otários) preocupadinho com suas notas, creio que as mulheres (não da nem pra chamar de MULHER, pq MULHER mesmo tem cabeça, estuda e ta preocupada com o que interessa pra vida) que o usam, nao iriam seguir no app por mais de 1 dia.
    parabéns pelo texto novamente.

    adendo para quem usa Lulu: MÁ VÃO CARPI UM LOTE SEUS ENERGÚMENOS…

    • 22 de novembro de 2013 10:03 AM

      hahaha Sensacional seu comentário, Rodrigo! Concordo com ele de início ao fim. Não vou mais usar expressões nem modos de linguagem porque evidentemente, todo mundo leva tudo muito ao pé da letra. Os homens -dos que eu conversei- mais inteligentes que eu conheço foram os que me contaram que desativaram na mesma hora o App. Coincidência? Don’t think so.
      Quem dá a cara a tapa está sujeita a receber críticas (sempre foi assim, sempre será), mas fico feliz de ver que a grande maioria das pessoas está de acordo com o que eu penso, compartilhando meus pensamentos ou pelo menos discutindo o assunto educadamente comigo!
      Beijo pra ti!

  29. 22 de novembro de 2013 9:51 AM

    Oi Bruna.

    Uma leitora nossa o seu blog na nossa page no Facebook.

    Excelente texto. Opinamos sobre ele no nosso blog e iremos postar ele no nosso facebook. Odiada pelas feministas pelo jeito? Podemos ver que elas comentam e atacam vc. Bem vinda a nossa turma. Elas sempre fazem isso. Postamos alguns posts no mesmo estilo e a resposta das feministas foi sempre a mesma: ataques, patrulhamento, censura,etc. Mas tudo isso tem uma causa……..

    Se vc quiser ler, deixamos o nosso texto aqui e que foi baseado no seu.

    Tenha um bom dia :)

    http://mulherescontraofeminismo.wordpress.com/2013/11/22/sobre-o-app-lulu-perdi-a-fe-na-humanidade-mais-uma-vez/

  30. 22 de novembro de 2013 10:09 AM

    Adorei o texto.

  31. debora permalink
    22 de novembro de 2013 10:27 AM

    Gente do céu, que horror. Como pode alguém achar legal se expor tanto assim? Expor intimidades. Coisas que você sabe do cara porque ele confiou em você, porque vocês tiveram uma coisa juntos. Se uma pessoa que eu gostei, mesmo que por um dia, venha a colocar seu julgamento sobre mim na internet vou me arrepender amargamente do dia que me relacionei com essa pessoa. Primeiro porque em meus relacionamentos eu tento priorizar a sinceridade, o diálogo, daí vem a pessoa que eu achei que fosse assim também e me rotula anonimamente? Sem nem mostrar a cara para dizer quem que deu a opinião?
    E ainda por cima, as pessoas mudam! O babaca que você ficou com 15 anos pode ser um ótimo homem hoje aos 25!
    Muito triste, ainda mais tendo casos de jovens se matando justamente por causa do excesso de exposição na internet, cada vez mais facilitada pela tecnologia.
    Sinto que muitas outras pessoas vão sofrer por causa disso.
    Numa sociedade onde a mulher é criticada por fazer sexo, nós, mulheres, estamos dando nota para os homens? Que vergonha.

    • 22 de novembro de 2013 10:33 AM

      Sem contar o fato que qualquer pessoa que nem sequer ficou contigo, pode ir muito bem lá dar uma de (sic) “já comi”. Eu não escondo de ninguém aqui que não quero isso pra mim…e ainda tenho que escutar que “quem se revoltou é porque tá com medo de ser julgado”. Mas que tipo de julgamento é esse? Anonimo? Tipo como faziam quando eu tinha 15 anos e iam lá e comentavam anonimamente no meu fotolog? Não sei o que é pior também, meninas ADULTAS, crescidas, usando isso e achando legal ou se é quem vem defender ou gente achando que é machismo eu reclamar de um aplicativo só porque (desta vez) ele convém defender um homem e se opor a (algumas, poucas eu espero) mulheres de cabeça oca.

    • Marília permalink
      22 de novembro de 2013 12:58 PM

      A ideia é “dar condições públicas” das mulheres se expressarem, para que a sociedade acompanhe, da mesma forma como os homens se expressam (e todo mundo sabe que eles fazem isso).
      E não sei se é horrível ou não. Eu só acho que muitos homens julgam numa superioridade e arrogância, como se fossem donos das mulheres. Assim, dando uma “reviravolta” nos valores, tenho fé de que essa arrogância diminua.

  32. Luciano permalink
    22 de novembro de 2013 10:43 AM

    Perfeito.

    Tem gente se matando porque vídeos e fotos intimas suas vazam na internet, mas ai as pessoas vão lá e utilizam sua inteligência e criatividade pra criar e alimentar um aplicativo que tem como teor expor e divulgar informações intimas sobre os outros. Tenho pena das garotas quando aparecer um aplicativo para os homens avaliarem.
    E queria ver se alguma menina começa a namorar alguém e depois vai lá no LULU e descobre que o rapaz é um galinha, sacana… É uma faca de dois gumes, mas como é uma coisa recente, não deu tempo ainda das gurias (a maior parte ao que parece) se darem conta. Até a coisa fugir do controle e ser tarde demais…

    • 22 de novembro de 2013 12:54 PM

      Eu não ia levar nunca como base o que tá classificado lá a respeito da pessoa que eu me interesso ou tá comigo. Pra mim, é app de invejosas também! haha ê coisinha que veio pra trazer discórdia de graça esse Lulu, né?
      Beijo Luciano!

  33. Carol permalink
    22 de novembro de 2013 11:21 AM

    Bruna, a-d-o-r-e-i o post! Não dá mais para aguentar TANTA mulher desocupada e fofoqueira!! Vão carpir um lote e fazer algo de bom para a vida dos outros e para a própria! Eu imagino beeemm o perfil de quem usa esse app e acho que quem te criticou pelo texto nem merece resposta, lê quem quer. E quem comenta é pq foi afetado de alguma forma… Chapéu serviu? Use e abuse!! Bjs!

    • 22 de novembro de 2013 12:58 PM

      hahahaha Carol, muito obrigada!
      Cuidado pra não mandar lavar a louça senão vão te chamar de machista, tá?
      Aqui todo mundo leva tudo muito ao pé da letra. E sim, eu sei bem quem são os comentários e de quem são! Respondo, porque respondo todos <3
      Beijo enorme, volte sempre querida!

  34. Felipe P permalink
    22 de novembro de 2013 11:31 AM

    moça, você é machista

  35. 22 de novembro de 2013 11:38 AM

    É só olhar para a foto que ilustra o app no site oficial http://company.onlulu.com/ pra ver que a machista não é a Bruna. Ô povinho que gosta de polemizar.

  36. Bruna Santos permalink
    22 de novembro de 2013 11:50 AM

    a melhor frase que tu já disse em tudo isso foi “esse aplicativo não acrescenta nada na vida de ninguém.”
    e eu apenas colocaria que, além de não acrescentar, também não diminui
    não vejo porque tanto alarde!
    não curte, acha escroto, pois então dê de ombros!
    (eu não ligo muito pro resultado disso tudo, mas estou comentando isso aqui porque gostava de ler teu blog e achei esse post meio whatever pra alguém que desaprova o app, mas ok, minha opinião)

    • mariana permalink
      22 de novembro de 2013 12:00 PM

      concordo com você…é que a menina que escreveu é machista

      • 22 de novembro de 2013 12:07 PM

        ai, ja virou meme me chamar de machista né, pronto hahah ZZZZZZZZZZZZZZZZZ

        http://brunaroriz.com/2013/11/22/masculino-feminino/

      • Marília permalink
        22 de novembro de 2013 12:39 PM

        Não entendi o porquê da revolta.
        Se você soubesse como os meninos se divertem, com certeza acharia esse app bem normal. Aliás, mais que normal: justo.
        Ou você é daquelas que curte a fantasia de que existem homens que não olham, não avaliam e não dão nota? Dentro do ambiente de trabalho, na faculdade… eles fazem isso direto! E usam termos muito mais vulgares, mesmo você vestindo uma burca.
        Esse app é, no mínimo, para as mulheres entenderem um pouco melhor o universo masculino – e por isso que muitos estão achando graça, porque é exatamente o que eles fazem conosco.
        Sim, somos mais evoluídas. Não julgamos, não damos nota, não nos importamos com o tamanho… também não arrotamos, não soltamos pum ou falamos palavrão, certo?
        Em 1950, até podia ser.

        No dia em que as mulheres carentes resolverem acessar um site de sacanagem em vez de chorar pelo príncipe encantado, o mundo vai girar diferente.
        Enquanto isso, vamos mostrar que estamos mudando? Que merecemos respeito e que eles não podem fazer o que querem, dentro do machismo idiota deles?

        Sobre o app… às vezes é necessário que bobagens como essa apareçam para que discussões importantes surjam.

        • Marília permalink
          22 de novembro de 2013 12:45 PM

          Ahhh, eu não tinha visto que o blog era sobre “assuntos de mulherzinha”, como está ali na descrição.
          Tipo… fazer as unhas, comprar sapatos?
          Hummmmmmmm, ok! Bom, tá explicado. ;)
          Depois reclamam de como somos tratadas pelos homens… affff!

        • 22 de novembro de 2013 12:47 PM

          Você acha que o respeito vai vir com o Lulu? Espera sentada, filha.

          Uma coisa é comentar entre amigos próximos, outra coisa é publicar num App onde todas as pessoas do sexo oposto à ‘vítima’ tem acesso. Bem diferente.
          Eu não sou ingenua de achar que ninguém fala por aí de mim (penso bem o contrário, aliás… muita gente deve falar mal de mim) mas não é por isso que quero que estampem isso num troço público e escrachado.
          Tá, cansei de explicar o óbvio. Vou começar a copiar e colar comentários antigos pra responder os próximos.

    • 16 de dezembro de 2013 9:30 PM

      “BRUNA SANTOS” (cof cof), Francine Dozza e sei lá mais o que que tu usou de nome pra comentar…
      tu nao “liga muito pro resultado” tanto que veio aqui com uns 5 nomes diferentes comentar, né amyga vileira? tô de olho nas tuas crises de 15 anos e comentários anonimos, hein…se continuar me enchendo o saco vou chamar a carrocinha!

  37. Everton permalink
    22 de novembro de 2013 11:57 AM

    Ótimo post! Nessas horas fica complicado acreditar na humanidade!
    Continue escrevendo mais Bruna, gostei muito do seu blog! :)

  38. mariana permalink
    22 de novembro de 2013 11:58 AM

    esse texto julga mais e é mais machista do que o próprio aplicativo…vai fazer uma reciclagem na tua cabeça menina!

  39. Aline Mazzocchi permalink
    22 de novembro de 2013 12:22 PM

    Lulu? Santos, por favor. O outro é a prova de que algumas mulheres confundem independência/modernismo/feminismo com despeito e recalque. É como você diz sobre o contra senso, depois querem queimar sutiã, fazer marcha das vadias… WTF? Sim! Voltem pro Candy Crush, por favor. Bravo, Bruna. Bravo.
    Às amigas que aderiram… sorry, mas era melhor ter ficado só entre a gente no Whatsapp…

    • 22 de novembro de 2013 12:43 PM

      hahaha SIMMMM, <3 Lulu Santos <3
      Aline, to contigo e que bom que tu tá comigo também!
      Volte sempre, viu?
      Grande beijo!

    • Marina permalink
      22 de novembro de 2013 2:33 PM

      MEU DEUS GENTE! O que independência/modernismo/feminismo tem a ver com o app? Por que diabos vocês estão fazendo esta conexão sem sentido algum? Olha, garanto que as mulheres que usam esse app não são estas mulheres que vocês estão falando. Cuidado para não ficarem espalhando por aí uma interpretação própria de vocês como se fosse verdade, quando não é. E SE, realmente, as mulheres que estão nesse app se dizem feministas ou o caralho a quatro, é aquele tipo de pessoa que tá perdida e não entende nada, nem sabe do que participa.

      No mais, concordo com vcs, só lamento por quem tá nesse app. Também não vejo como “só brincadeira” e se for, é uma brincadeira bem sem graça e desnecessária. Mas se dá para classificar estas mulheres em algum tipo, eu diria que são justamente as mulheres machistas, que são sexistas da mesma forma que os homens que elas convivem.

      • 22 de novembro de 2013 2:44 PM

        acabei de falar isso no outro comentário que escrevi pra ti, Marina! haha Beijo

        • Marina permalink
          22 de novembro de 2013 3:01 PM

          Ah, vi ali Bruna =) Então… nesse caso, só posso dizer que lamento por essas garotas que tu citou. Lamento por todos os usuários deste negócio, na verdade. É uma galera vazia….

        • 22 de novembro de 2013 3:09 PM

          Indeed!

  40. Anônimo permalink
    22 de novembro de 2013 12:37 PM

    Pelo amor de Deus, Bruna! Quem nunca comentou de ficantes, namorados e paqueras que atire a primeira pedra! Esse app é só uma brincadeira! E não se preocupa que os meninos falam td e mais um pouco das meninas para tds os amigos; não precisam inventar um app para isso. Se vc é fraca_na_cama, tem_celulite tem_silicone é comprovado que todos os amigos do seu paquerinha já sabem. Não precisa ter medo de criarem um aplicativo para os boys comentarem. Por mais que você use expressões bem escritas ou por maiores que sejam seus argumentos aqui para desmoralizar quem criou ou usa o app, tudo não passa de uma grande HIPOCRISIA; pois se vc nunca comentou como uma amiga ou colega sobre um garoto …… está na hora de sair um pouquinho da internet e viver mais!

    • 22 de novembro de 2013 12:42 PM

      Uma coisa é comentar entre amigos próximos, outra coisa é publicar num App onde todas as pessoas do sexo oposto à ‘vítima’ tem acesso. Bem diferente.
      Eu não sou ingenua de achar que ninguém fala por aí de mim (penso bem o contrário, aliás… muita gente deve falar mal de mim) mas não é por isso que quero que estampem isso num troço público e escrachado.
      Tá, cansei de explicar o óbvio. Vou começar a copiar e colar comentários antigos pra responder os próximos.

    • Anônimo permalink
      22 de novembro de 2013 1:37 PM

      adorei a tua resposta

      • 22 de novembro de 2013 3:17 PM

        “adorei tua resposta” que se você for traduzir, é: “estou me juntando com meus amicos e deixando de trabalhar postando um ‘adorei tua resposta’ pro comentário tosco deles ter um pouco mais de sentido”

        eu ia mandar (de novo) vocês trabalharem, mas voltem pra escola, de boa. ou que tal melhor ainda: voltem para suas vidas :D

  41. Anônimo permalink
    22 de novembro de 2013 12:42 PM

    Parabéns pelo texto!!! Concordo contigo!! Isso para mim é uma perda de tempo, coisa de quem não tem algo mais inteligente para fazer!!!

  42. Nathalie permalink
    22 de novembro de 2013 1:42 PM

    “…vão no mínimo ajudar a mãe a lavar a louça de casa.” O texto tava lindo, até sair essa frase ridícula!

  43. Marina permalink
    22 de novembro de 2013 2:27 PM

    Não ia comentar o texto porque é um texto ok, concordo com ele, mas exatamente como tu disse em um comentário: aqueles comentários que só dizem concordo com tudo na verdade não dizem nada. Mas eu tenho uma mania terrível de ficar lendo comentários alheios, e já fiquei com vontade de falar algumas coisinhas. Mas daí eu ainda continuei lendo e desisti de falar de novo, hahah

    Não sei se tu me entende, mas né!!! Por favor, tem coisas que são inacreditáveis aos olhos, e se este aplicativo te faz perder a fé na humanidade, ler comentários sem noção (e MUITOS) é quase tão decepcionante quanto. Não te conheço, nunca tinha entrado nesse blog, mas não acredito nem por um segundo que teu texto tenha alguma relação com baixo convívio social, recalque ou medo. O que diabos isso tem a ver com a situação? Na verdade, é muito mais provável que quem esteja usando ou gostando deste app é que tenha alguma insegurança! Ou quer se sentir melhor falando dos outros, ou quer ter o ego massageado e publicidade gratuita.

    Só não entendo uma coisa: o que tem a ver marcha das vadias com este aplicativo? Você honestamente acha que as meninas que usam este app são as mesmas meninas que vão para a marcha?

    • 22 de novembro de 2013 2:43 PM

      Marina, queria imprimir teu comentário e por na parede, juro <3
      Desculpa eu já estar meio saturada de responder nessa altura do dia e não estar dando pano-pra-manga merecido ao teu comentário, mas obrigada mesmo!
      Sobre a marcha das vadias, eu vi muitas meninas (ok, não MUITAS, uma meia dúzia de meninas) que super apoiam e inclusive vão na marcha falando que adoraram o app e tá na hora de elas fazerem revanche. Oi?
      Alias, esse foi o salto que me indignou mais pra ter inspiração de vomitar esse texto em 3 minutos. Essa hipocrisia de muita gente (até pra defender uma causa tipo a marcha!) apoiar algo de olhos fechados sem nem mesmo agir dessa forma. Eu acho que as pessoas que usam o Lulu não pensaram no quanto as namoradas dos tais caras vão ficar mal com os "#DormeDeConchinha" "#MuitaQuimica" que elas vão ler por lá sobre ele, sabe. Nem nos outros exemplos de como esse App é péssimo que eu dei no próprio post (esse é só um acréscimo que eu dei agora visto em como repercurtiu diante de algumas amigas minhas). Esse app é da discórdia e como eu falei no meu perfil pessoal do Facebook num comentário "é um aplicativo onde todo mundo se ataca -ou vai dizer que nao teve menininha postando só pra atingir outra? pf- e todo mundo ao mesmo tempo que sai ileso pelo anonimato, se machuca". é simplesmente tosco.
      Mas não acho não que a maioria das meninas que apoia a marcha sejam o publico Lulu. Tem que ser muito babaca pra apoiar e se atrair por coisas contrárias.

      • Marina permalink
        22 de novembro de 2013 2:59 PM

        O mundo tá cheio de babacas, as vezes sinto que nós somos apenas visitantes no território deles, hahahaha

        • 22 de novembro de 2013 3:00 PM

          hahahaha genial, de fato, parece que eles predominam. Ainda que tem gente que se salva por pouco ou que -quem sabe- ainda tem conserto!

  44. 22 de novembro de 2013 2:34 PM

    Concordo com o que você disse sobre o aplicativo. Em um primeiro momento pode parecer uma brincadeira porque os homens em geral não costumam ligar pra questões de sexo expostas.
    Mas agora se invertesse a situação veria muitas meninas surtando, muitas dessas que usam o Lulu.
    Só essa semana houve 3 casos divulgados de suicídio por meninas que mostraram os “peitinhos” na webcam e haviam vários comentários masculinos dizendo que se fossem fotos deles mostrando o “pintinho” não iam nem se abalar.
    Mas tudo isso é justamente pela forma como as meninas são vistas. Um menino que faz sexo é o Sr. Fodones, mas uma menina é sempre vista como a vadia. Acho que é hora de acabar com essa hipocrisia. =/

    • 22 de novembro de 2013 3:13 PM

      sim! mas podiam os homens mudar a cabeça pra algo mais respeitoso e não as meninas se rebaixarem ao que tanto elas criticam, né?
      obrigada pelo comentário, Inacio!

  45. Mariana Silva permalink
    22 de novembro de 2013 3:20 PM

    Discordo do texto.
    Só vou deixar aqui, minha opnião, pois fico meio irritada o quanto aos pessoas concordam com o que vc falou.
    As pessoas VIVEM se aparecendo, a maior prova disso é o facebook, instagram, etc.
    Vc posta só as fotos que te favorecem, vc só faz check-in em um lugar bacana…
    Quer mais exposição do que isso?

    Sim, esse app é mais uma modinha, e certamente vai passar, porém tem a função também de alertar algumas garotas cegamente apaixonadas a não quebrar a cara.

    Já estamos no séc. XXI, acho uma completa idiotisse ficar discutindo sobre isso, porém, as mulheres tão fazendo exatamente o que os homens fazem no whatsapp, no happy hour e por aí vai.

    Outra coisa é esse negócio de recalque. Só pq eu vou lá e digo algo ruim de alguém sou recalcada?? Tudo virou motivo de recalque. Tenho nojo dessa palavra, pois agora falar alguma defeito de alguém (que pode SIM ser a verdade) é recalque.

    Se o cara nao quer, é só tirar seu nome.
    Deixa as meninas de divertirem um pouco.
    Que coisa mais chata esse negócio de ser politicamente correto.

    • 22 de novembro de 2013 3:24 PM

      Ai, to com preguiça de responder o que já escrevi milhões de vezes hoje. Só deixo a dica:

      http://www.updateordie.com/2013/11/14/aprenda-a-discordar-usando-papel-higienico/

      • Mariana Silva permalink
        22 de novembro de 2013 3:47 PM

        hahahaah OK, vamos todos ser certos e não falar de ninguém.
        Ou melhor, voltar ao século passado, onde a mulher não tinha voz e só obedecia o marido :D

        • 22 de novembro de 2013 3:48 PM

          gente, é só respeitar a opinião de todo mundo, a minha e de algumas pessoas é diferente da tua. pq te incomoda tanto ter algumas pessoas concordando comigo, sabe, relaxa.

        • Marina Coser permalink
          25 de novembro de 2013 10:27 PM

          Gente a bruna é uma desocupada que nunca deu certo em nada e só escreve baboseira. Olhem os outros post dela, dá vergolha alheia.

        • 25 de novembro de 2013 10:58 PM

          hahahahah então tá né. acho que você tem que me conhecer melhor antes de falar de mim, viu? mas vindo de uma anonima QUE QUE EU VOU RESPONDER, NÉ..

  46. renata permalink
    22 de novembro de 2013 3:31 PM

    É muito difícil acreditar que existam mulheres que pensem que isso é divertido, legal ou só uma brincadeira. Esse aplicativo não tem nada disso, expõe as pessoas e é completamente ofensivo. Gostaria de ver a reação dessas garotas caso fossem com elas. Independente de avaliar homens ou mulheres, isso é uma completa falta de respeito. Me admiro com tanta tecnologia útil pessoas perderem tempo com uma programa baixo como esse. Parabéns, Bruna, você não tem nada de fútil ou recalcada.

    • 22 de novembro de 2013 3:34 PM

      Obrigada Renata!

      Ah, mas vamos ser honestas… um pouquinho fútil todo mundo é, vai? hahaha Mas tento dominar esse lado e minimizar ele cada vez mais, coisa que menina que usa o Lulu não tá nem preocupada em fazer.

      Beijo grande!

  47. 22 de novembro de 2013 3:49 PM

    Cheguei aqui por curiosidade ao ver o post de uma amiga…
    Francamente nem estava sabendo sobre o app e cheguei ao seu blog por meio de um post de uma amiga…

    Parabéns pelo texto, pois além de concordar com o que você escreveu, creio que você o fez muito bem e transmitiu muita convicção do que falava.

  48. Josi permalink
    22 de novembro de 2013 4:01 PM

    Li todo o texto e li apenas alguns comentários ( os primeiros que apareceram quando eu li).
    Não costumo comentar nada em nenhum site, seja ele qual for. Mas aproveitando o teu desabafo, vou fazer o meu! O que está acontecendo com as pessoas?

    Sim, o aplicativo é idiota. As pessoas que o usam são idiotas? Não sei, pode ser! Eu certamente não usaria! Uma vez todo mundo usava o orkut (inclusive eu!) e hoje é usado só idiotas que não querem outra rede social por motivos mais idiotas (uma dessas pessoas me disse que não muda pro face pq já tem muita gente!!! Alouuuu!! Por isso que se chama REDE SOCIAL!!). Isso, na minha opinião, óbvio!

    Mas o que me fez decidir escrever aqui foram os comentários! Pra que crucificar dessa maneira a pessoa que expressou através de um blog o que pensa, de uma forma simples, direta, PESSOAL?

    Essas pessoas irão se sentir melhor? Não sei, como eu disse antes, nunca comentei texto algum! Estou escrevendo aqui! Vou descobrir como eu me sinto! Espero que não me sinta idiota!

    • 22 de novembro de 2013 4:09 PM

      “uma dessas pessoas me disse que não muda pro face pq já tem muita gente” risos eternos.

      Obrigada pela contribuição Josi! Isso ai, põe tudo pra fora. Como dá pra perceber aqui dou atenção à todos os comentários, mesmo os haters.

      Pra mim, que não consigo ficar quieta e venho aprendendo a me controlar nesses últimos 3, 4 anos, me faz super bem desabafar…ainda mais se é um cantinho MEU.
      Ok que eu não fazia idéia que ia vir a se tornar tudo isso que virou ontem e hoje, mas fico feliz, quer dizer que as pessoas tão se identificando e tão aparecendo vários debates legais (e surpreendentemente respeitosos) por aqui :)

  49. Caroline permalink
    22 de novembro de 2013 4:07 PM

    Oi, Bruna! Li o post e todos os comentários.. só pra constar que não, tu não é machista. Entendi completamente teu ponto de vista. Abraços!

    • 22 de novembro de 2013 4:10 PM

      hahahaha Caroline, MUITO OBRIGADA!! Tem mais gente sensata passando por aqui…que bom! Abraço!

  50. 22 de novembro de 2013 4:56 PM

    Seu texto foi claro, coerente e perfeito! E quem tá de ‘mimimi ain, iço ai foi maxista huuurr duurr” sofre de analfabetismo funcional grave! É mais fácil enxergar só o que acha conveniente, né?

    Parabéns!

    • 22 de novembro de 2013 5:27 PM

      Fernanda, concordo total contigo no que tu concordou comigo! hahaha Mas podem me chamar de machista, eu sei que não sou, sabe. Como se eu estivesse me ofendendo com isso… (PRONTO, agora vão me chamar de machista por ter dito que não me importo com comentário me chamando machista…só falta! hahaha)

  51. Vera Maria dos Santos permalink
    22 de novembro de 2013 5:11 PM

    Só pra te esclarecer: a marcha das vadias é uma marcha contra o estupro. Que não importa que a mulher ande pelada: um não, é um não. Se a mulher não quer transar, mesmo sendo vadia, tem esse direito. Isso é apenas desculpa de estuprador. Fora isso, texto muuuuuuuuuuuuuuuuuuito bom.

  52. Anônimo permalink
    22 de novembro de 2013 5:16 PM

    Era digital. Qualquer hora faremos sexo via internet, com direito a ejaculação via email.
    Se eu fosse solteiro, te daria um belo beijo pelo comentário. Tudo de bom pra ti!

  53. 22 de novembro de 2013 5:45 PM

    Moça do Blog:

    Até uma pesquisa confirmou que a repressão da sexualidade feminina e o machismo são fomentado por mulheres que impõem uma conduta “casta e discreta”, transformando em objeto de ridículo quem não entrar no padrão. Não é saudável. Tem mulheres que são monogâmicas, tem mulheres que são poligâmicas QUE NEM OS HOMENS.

    Não é raro homem solteiro com tendências à poligamia trocar figurinha sobre determinadas mulheres para facilitar a abordagem. Sexo livre. Homens não ligam para outros homens À PARTE os homofóbicos, que estão no mesmo nível de uma mulher machista: não aceitam pessoas do mesmo sexo com tendências do outro gênero.

    Ou seja, tudo preconceito e castração:

    MULHERES que não deixam MULHERES serem mais “masculinas” (sexualmente ativas e livres) assim como HOMENS que não deixam HOMENS serem mais “femininos” (sexualmente ou intelecualmente mais femininos).

    Isso é o nosso câncer e este tipo e artigo, embora seja uma opinião pessoal da dona do blog, fomenta este tipo de comportamento. E agora, fazendo um “mea culpa”, porque se ataco, mereço sê-lo igualmente: também exponho minhas idéias e tenho certeza de que já fiz a vida de muita gente pior só de abrir a boca e dizer o que penso. Tem horas que me arrependo. Outras que não. Talvez este comentário seja apenas pra trazer um ponto de vista mais distânte do que para atacar.

    • 22 de novembro de 2013 5:57 PM

      Moço do comentário:

      Pra começar, que querido tu! heheh Todo preocupado e pisando em ovos pra não ser muito “violento” no comentário. Relaxa.

      Eu sei bem de todos esses fatos…só acho que o respeito deveria falar mais alto, por isso me indignei que muita mulher pede isso mas tá aí fazendo o mesmo. Que não exija então um tratamento diferente se não faz o mesmo. Talvez eu peguei meio pesado nas críticas, mas juro que não imaginava que ia ter essa repercussão toda aí.

      Obrigada por sua colaboração e volte sempre :)

    • Iris permalink
      26 de novembro de 2013 8:56 PM

      “a repressão da sexualidade feminina e o machismo são fomentado por mulheres que impõem uma conduta ” exato.

  54. Carol permalink
    22 de novembro de 2013 5:51 PM

    O mais engraçado, cômico e triste são os comentários. Cada coisa que se lê que a vontade é desligar a internet e limpar a casa. Mas se eu falo que eu vou limpar a casa estou sendo machista, né? kkkkkkkk

    • 22 de novembro de 2013 5:58 PM

      EXATO. Pode falar isso não, Carol. Vão entender tuuuuudo errado e não adianta você desenhar isso 30x que eles vão continuar batendo na mesma tecla. Sad.

  55. Lucas Klein Scheik permalink
    22 de novembro de 2013 6:22 PM

    E o tal Lulu ganhou toda a publicidade que precisava… Parabéns a todos!

    • 22 de novembro de 2013 6:27 PM

      Quem diria que com esse assunto justamente que eu ia trazer você até meu blog né Lucas Klein Scheik! :)

      • Lucas Klein Scheik permalink
        22 de novembro de 2013 6:44 PM

        Eu já conhecia o teu blog e com certeza através de algum assunto melhor ;)
        Desculpa meu mini-piti, mas é que falar/ler sobre o Lulu já me deixou com umas 14 horas e meia a menos de vida (devido a tristeza).

        • 22 de novembro de 2013 6:46 PM

          Sério? Wow, que lindo isso! hahaha Fiquei boba…porque até ontem ele era mega Zé ninguém!
          E imagino…não me orgulho do meu blog ter ganhado tantos acessos justo por ESTE post…mas acontece! (ganhei meu dia que tu já conhecia meu blog haahahahaha)

  56. Guilherme permalink
    22 de novembro de 2013 6:43 PM

    casa comigo?

  57. Luiza permalink
    22 de novembro de 2013 8:14 PM

    Puta merda, que gente chata!

  58. Mariana permalink
    22 de novembro de 2013 8:17 PM

    Você escreve muito bem, Bruna. Porem, se o app fosse tão escroto e sem graça assim você não se colocaria a disposição para escrever um texto sobre o assunto. É como uma pessoa que fala mal do Big Brother Brasil, mas sabe o nome de todos os participantes e até o que acontece dentro da casa. É apenas um jogo, exclusivo para mulheres (o que deixa mais interessante), e anônimo (que deixa mais interessante ainda), e nem é possível inserir palavras de ofensa considera pesadas de fato. Existem homens que classificam as mulheres de coisas muito piores. Realmente acho que é um exagero desacreditar na humanidade por causa de um aplicativo. E sim, óbvio, já baixei ele, como tenho certeza que você também. Beijinho no ombro ;*

    • 22 de novembro de 2013 9:17 PM

      Tá, tu descreveu todo o aplicativo como se eu não soubesse como funcionava e como se eu não tivesse dito no post que baixei ele. PAREM DE COMENTAR SEM LER O POST! hahahaha

      e parem de levar ao pé da lera 3a Guerra Mundial, lavar a louça e perder a fé na humanidade.

      Beijinho no outro ombro :*

  59. Alexandre permalink
    22 de novembro de 2013 9:36 PM

    eu acho que esse app vai criar mais problemas, vejo as meninas no face totalmente empolgadas com o app dizendo que é a vingança delas que os homens ficam inventando historias na mesa de bar (como se vcs mulheres não conversassem com suas amigas), agora criar algo publico para todo mundo ver…, particularmente não vejo muita diferença disso e de homens que postam fotos intimas de mulheres na internet, mas enfim não vou entrar nesse detalhe, unica coisa pra se pensar é o seguinte, vai ser questão de tempo pra criarem um app “bolinha”..kkk versão masculina, e vcs meninas vão se sentirem confortaveis com os homens postando como foi o sexo com vcs e saber q seu pai, irmãos, tios, avôs.. q faz parte da sua lista de amizades e são homens vão poder ler sobre sua vida sexual e amorosa ? eu não fui ver se eu fui julgado no app porém tenho mãe, avós, irmãs, amigas da minha mãe, e eu não me sinto confortavel tendo minha vida sexual/amorosa exposta desse jeito para toda minha familia e pior sem vc nem se quer saber o que estão falando de vc, e não me venham com esse papo igual a criadora do app, se vc foi mal julgado mude sua postura, pq isso é uma cretinisse sem tamanho.

  60. Anônimo permalink
    22 de novembro de 2013 9:55 PM

    “Humanidade, vamos voltar a focar na cura do câncer (que meu pai já teve 3 e não vai aguentar o quarto se vier) e menos em aplicativos para meninas sem conteúdo dedicarem seu tempo, ok?”. Você é uma baita de uma hipócrita. Pra quem está tão preocupada assim com a humanidade, pessoas e coisas de conteúdo, fazer faculdade de moda e um blog sobre isso, falando sobre coisas supérfluas – nada que agregue conhecimento de fato – é como você fazer uma faculdade para ser igualmente “sem conteúdo” como as pessoas que usam o aplicativo. Pensei que você faria boas críticas no post, mas me arrependo de ter perdido meu tempo para ver mais uma prova de como a sociedade prega uma coisa e faz outra.

    • Alexandre permalink
      22 de novembro de 2013 10:07 PM

      rsrsrs.. senhor ou senhora anonimo… rsrss.. primeiro já deu pra perceber que uma coisa falta no seu carácter, HUMILDADE, nenhuma profissão é supérfula, é preciso respeitar todas as profissões, outra coisa, vc ja ouviu a piada da briga dos orgãos do corpo humano né ? não que eu ache que moda seja o “orgão” que parou de trabalhar muito pelo contrario, o que eu quero dizer é que além de falta de humildade vc é ignorante, nós só não somos impactados pela moda enquanto estamos na barriga das nossas mães, porque assim que nós nascemos até nossa morte nós usamos roupa( ah, enquanto tomamos banho e fazemos sexo tb, já q ficamos pelados rsrs), ou vc é um indio ou uma india que só usa um florzinha de tapa sexo ? rsrsrsrsrs…

    • 22 de novembro de 2013 10:25 PM

      ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ

  61. Anônimo permalink
    22 de novembro de 2013 10:40 PM

    Gente paz e amor, pra que tanto estresse, qual o problema? Quem gosta usa,quem não gosta não usa. Não levem tudo na ponta da faca, todos somos um pouco ou muito hipócritas, infelizmente essa é a sociedade em todos os lugares, ninguém é 100% certinho. Parem de levar a vida tão tão a sério, todo mundo aqui nasceu de uma gozada ou estou enganada? Podemos nos expressar sem ofender uns aos outros (eu sei que mandar pro inferno é mais divertido), mas essa é minha maneira hipócrita de me expor e pedir que nos expressemos sem ofensas.

    #paz #todossomoshipócritas

    • Alexandre permalink
      22 de novembro de 2013 11:03 PM

      logico que ninguem é certinho, ninguem falou isso, a questão é tornar publica a vida sexual e amorosa dos outros sem se quer essa pessoa saber, ou vc gostaria que seu pai,irmão, tio ficassem lendo suas avaliações sexuais no lulu para homens ?

      • Anônimo permalink
        23 de novembro de 2013 12:01 AM

        Na verdade, não vejo com toda essa seriedade, até porque todos sabem que aquelas notas e avaliações não são reais. Porque nós mulheres somos vingativas, talvez tenha sido o melhor cara do mundo, mas a pessoa vai avacalhar. Não estou dizendo que todos somos certinhos ou isso ou aquilo, acho legal que cada um dê a sua opinião, só acho ruim quando as pessoas se ofendem por não concordarem umas com as outras. Respeito tua opinião e realmente acho uma estupidez essas avaliações sexuais. Mas não acho que esse aplicativo vá interferir na vida de ninguém, até porque os meninos tem como tirar o perfil de lá, inclusive alguns dos meus amigos já fizeram isso. Só acho que deveria ser opcional participar ou não. E respondendo tua pergunta, é lógico que eu não gostaria. Também acho um absurdo as pessoas que estão lá, não ter a opção de escolha.

        Beijos Alexandre.

        • 23 de novembro de 2013 2:42 AM

          Sei lá, pra mim é o app da discórdia a troco de nada, sabe. Ninguém conta vantagem pq é anonimo, ninguém descobre nada de útil porque qualquer pessoa (inclusive homens) podem escrever coisas falsas sobre as pessoas…só serve pra gongar ou afofar o ego lá o boy da vez. E sim, ainda bem que eles podem tirar seus perfis de lá…mas e se o cara demora pra saber, tempo suficiente pra alguem ir lá falar algumas possiveis desverdades sobre ele? EU, Bruna, acho chato e resolvi comentar aqui no meu espaço. Não sei porque tanta revolta pra cima de mim, rs (não tu, “alguns” eu quis dizer)

          Thanks a lot pela contribuiçao Alexandre!

          Beijo!

      • 23 de novembro de 2013 2:31 AM

        Bingo!

  62. Anônimo permalink
    22 de novembro de 2013 10:42 PM

    vao se foder

  63. Marina permalink
    22 de novembro de 2013 10:57 PM

    Concordo sobre achar o aplicativo bobagem, mas não acho que seja tão ruim assim vai. Não é tão diferente de qualquer jogo criado pra smartphone, nem de programas inúteis de televisão como America’s Next Top Model. Como as pessoas se divertem é problema delas, e o que as pessoas fazem da vida também. Se a pessoa quer criar um app desses, deixa ela ué. Só porque ela deixa de criar o app, não significa que ela vai automaticamente mudar pra carreira de medicina e procurar a cura do câncer. Assim, isso é ÓBVIO que é só a minha opinião, assim como o seu artigo é a sua, de boa. Mas eu sinceramente gostaria que tivesse não uma versão feminina, mas sim que o app fosse unisex, assim quem usa pensaria duas vezes antes de dar uma avaliação ruim. Usei por três minutos e deletei porque achei bobinho, mas com certeza não julgo quem usa. Já falei demais, mas só queria deixar registrado que você escreve muito bem! :D

    • Alexandre permalink
      22 de novembro de 2013 11:07 PM

      rsrsrs.. meu deus marina, vc só pode estar doida..rsrsrs.. então se eu me divirto tirando foto pelada das meninas q eu saio e postando no face pra todos os homens verem e ainda passando seu perfil vc acha isso certo, só pq eu me divirto com isso ? rsrsrs.. jogo, america’s next top model, tudo isso vc não afeta terceiros, vc ta fazendo pq vc quer, esse app não.. virou praticamente uma humilhação publica.. sem q a pessoa não saiba, eu quero ver quando sair a versão masculina, e todos os caras do seu face q ja ficaram ou transaram com vc.. começarem a te avaliar sem vc saber.. e seu pai, tios, irmãos ficarem lendo sobre sua performance sexual.. se vc vai gostar…kk e vai achar q cada um se diverte do jeito q quer..kkkkk

      • Anônimo permalink
        22 de novembro de 2013 11:31 PM

        gordinho brabo avista =P

        • Alexandre permalink
          22 de novembro de 2013 11:42 PM

          kkkkkkkkkkkk

        • 23 de novembro de 2013 2:32 AM

          Desnecessário, gente. Respeitem a opinião dos outros, sabe. Se até eu que to sendo mega gongada aqui to aceitando de boa quem pensa diferente de mim…ninguém precisa se ofender <3

    • 23 de novembro de 2013 2:30 AM

      Achei teu comentário bem sensato, Marina! Apesar de pensar diferente em alguns aspectos que já deixei claro anteriormente, agradeço demais tua contribuição querida e super aberta :)

      O negócio da cura pro câncer foi exagero meu (obvio que não acho que a mesma pessoa que tá pesquisando isso tá aí criano o Lulu, rs) assim como vários outros exageros e expressões que sempre ponho nos meus textos. Acho que a galera tá exagerando em levar tudo muito ao pé da letra… esperava que não fossem todos tão literais e tal

      Ah, e obrigada pelo elogio!! Beijão :*

  64. 22 de novembro de 2013 11:45 PM

    Boa noite, Bruna!

    Vim parar aqui porque seu post já se espalhou internet afora, e cheguei por um compartilhamento de um amigo.
    Muito bom seu desabafo. Não deixo de ter fé na humanidade porque, no dia que eu deixar de acreditar, não tenho mais nada pra fazer por aqui, mas é triste uma ideia tão estúpida como essa do Lulu, e é bom que tenham textos como o seu que o denunciem.
    Por fim, tô rindo que nem besta do comentário do Anônimo às 5:16 PM. Me lembra aquelas páginas nonsense, tipo “Paçaro da Dislexia” ou “Aquelas imagem nada a ver com umas frases loucas” uahhuahuahua!
    Beijos! Capaz que apareça aqui outras vezes. =)

    • 23 de novembro de 2013 2:36 AM

      Que ótimo que tu gostou, Celso! hahaha

      Beijos e serás mais que bem vindo por aqui sempre que quiser voltar! :)

  65. mamma bruschetta permalink
    23 de novembro de 2013 1:12 AM

    Pela forma com que você lida mal com as críticas que recebe aqui no blog, dá pra entender perfeitamente porque não gosta do aplicativo, fica evidente. Aprende a ser criticada pelo que posta, é o risco de falar o que quer.

  66. Josué permalink
    23 de novembro de 2013 2:06 AM

    Não precisa dizer mais nada, é do meu ponto de vista pode-se generalizar isto para muitos mais aplicativos e coisas fúteis, que o ser humano insiste em ter, mesmo sem fundamento algum.

  67. 23 de novembro de 2013 2:50 AM

    E é absurda a quantidade de mulheres que estão usando esse app.
    E a maioria se denominam FEMINISTAS (?!) e acham que estão lutando pela causa. Ao meu ponto de vista (muito parecido com o teu), só tá recuando e denegrindo o nome “Lulu” :(

  68. Lari permalink
    23 de novembro de 2013 4:40 AM

    É difícil, muito difícil ver esses comentários aqui e até acreditar que todas essas pessoas usam esse “aplicativo”, mas é bom ver que ainda existem cabeças pensantes por ai, que entendem como a perda de tempo com coisas estúpidas como essa são… perdas de tempo. Obrigada por devolver um tiquinho da minha fé na humanidade :) Se a gente garimpar bem, ainda encontra algumas pessoas ai que pensam.

    • 25 de novembro de 2013 4:56 PM

      Lari, adorei. Muito obrigada pelos elogios, estou lisonjeada. Obrigada também pelo apoio e contribuiçao aqui :*

  69. 23 de novembro de 2013 7:11 AM

    Olha… Lendo os comentários acima e tudo mais, não é que eu esteja sendo clichê…
    Acho que você tem todo direito de expressar sua opinião e tals e quem quiser lê que leia e quem não quiser não precisa nem digitar/clicar no site…
    E comentando sobre isso, há mesmo aplicativos mais nocivos…
    E falando sobre homens e mulheres agora, não acho que apenas homens tratam mulheres como objetos, conheço mulheres que fazem o mesmo com os homens e até entre si…
    E acho que se as pessoas querem coisas construtivas pro raciocinio e inteligencia joga xadrez, mahnjong, go, rpg, etc… isso alimenta a mente e a torna mais rápida e suscetiva de pensamentos logicos e racionais…
    Na questão de se dar o respeito, tem que ser tanto pra mulher quanto pro homem porque não adianta cobrar algo de alguém se vc mesmo não fizer por vc mesmo…
    E deixa os comentários alienados pra lá… Gente alienada sé entende e lê o que os enchem os olhos…
    Gosto dos posts :)

  70. 23 de novembro de 2013 7:30 AM

    Acho que esse negócio de ficar avaliando o outro é super imposto pra que as pessoas façam isso, para que o “padrão” não diminua, não sei se compreenderão meu raciocínio, mas enfim…
    E hoje o mundo anda mais fútil sim, não digo que não me arrumo e tals, porque seria mentira e hipocrisia da minha parte, mas gosto de me arrumar pra me sentir bem comigo mesma e não pra ficar fingindo futilidade pros outros ou pra ganhar uma nota, adoro um elogio da pessoa que amo, mas até ai quem não gosta de um elogio?
    E outra se as criticas fossem construtivas não seriam ditas em anônimo e sim cara a cara com a pessoa… É só o que eu acho
    Mas enfim… acho que ainda há esperança em algum lugar pelo mundo…

  71. 23 de novembro de 2013 8:15 AM

    Eu cai na besteira de baixar o Tinder, sabe?! Nunca me senti tão lixo. Não vejo sentido em usar um aplicativo pra encontrar alguém. Ai, agora, leio isso (porque nem sabia da existência desse aplicativo) e pensei “conseguiram criar algo pior”. Classificar os caras que tu nem conheces, baseado em opiniões de pessoas cujo as quais tu também não conheces é cair na armadilha e ir contra as frases de autoestima que bombam nas timelines “não me julgue sem conhecer” ahuhuha. Maldita tecnologia que caminha em prol do absurdo.

  72. Yasmin permalink
    23 de novembro de 2013 8:31 AM

    Que aplicativo imbecil e que post imbecil.
    Pode ter certeza que aquelas que participam da Marcha das Vadias ou de outros movimentos feministas não estão nessa brincadeirinha. Reforçar o machismo desqualificando os movimentos sociais feministas e mandando as meninas lavarem louça, não faz do seu post mais digno e em nada está relacionado à esse tema. Esse post ao invés de ser usado para desqualificar as mulheres (oi menina, você também é mulher), poderia criticar as usuárias(os) do aplicativo, somente.

  73. 23 de novembro de 2013 11:13 AM

    Não conhecia seu blog, mas disse tudo, Bruna. Há alguns meses, na época das manifestações nas ruas, surgiu um tumblr feminino classificando “gatinhos” dos protestos. Achei ridículo e comentei pelo Twitter com a feminista Lola do blog “Escreva, Lola, escreva” perguntando o que ela achava. Ela disse que não achava nada demais. Será que seria a mesma resposta caso fosse com as “gatinhas das manifestações”? Resposta: não. Se queremos igualdade, precisamos PROMOVER igualdade. Mandou bem, parabéns. bjo

  74. Bruna Barichello permalink
    23 de novembro de 2013 11:41 AM

    sério mesmo que estão dizendo que tu é machista por mandar as pessoas fazerem algo mais util como lavar a louça? sério mesmo que tem gente que leva a sério isso, mais do que o app que julga publicamente e no anonimato os homens?

    se partirmos do pensamento “se os homens nos rotulam, dão nota e contam nossas peripécias sexuais nas rodas de amigos da vida, temos o direito de nos vingar e fazer a mesma coisa com eles, e isso vai nos tornar “iguais””, é mais que justificavel bater neles, atear fogo e furar os olhos com a prataria que a mae deles deu, porque claro, isso vai nos tornar iguais.

  75. Franci permalink
    23 de novembro de 2013 12:00 PM

    Bom, sem mais palavras ! Seu texto ta ÓTIMO amiga, concordo com o que você escreveu, realmente não há nada de construtivo em um app desses ! E quanto ao pessoal que criticou o texto, é só não ler, ou se ler até o fim e discordar vai lá em cima e aperta no X e fecha a aba e ponto, fim de história ! Quero ver as ‘gurias’ quando tiver um app para avaliar, algumas vão estar mais rodadas que não sei o que ! hahaha Boa !

  76. Franci permalink
    23 de novembro de 2013 12:31 PM

    Você pede mais inteligência, manda as pessoas trabalharem ou lavar a louça e diz que seu blog é bobo e sem conteúdo. Fiquei confusa!

  77. Thais permalink
    23 de novembro de 2013 2:22 PM

    Agora tudo na vida tem que ter um sentido? É pra ser divertido, não pra ser levado a sério! Aff Pelo jeito vc não assiste novela, não vê filme da Disney, não fala besteira! Relaxa, amiga!

    • Renata permalink
      25 de novembro de 2013 4:50 PM

      Thais, isso não é nada divertido, é ofensivo ser julgado publicamente por qualquer pessoa independente do sexo. Eu quero ver quando existir o clube dos bolinhas e colocarem um #boqueteira aí sim as mina vão pirar! Vai ser revenge porn pra baixo :~

      Lamentável as pessoas estarem cada vez mais baixas e com desrespeito uma com as outras.

  78. Rodrigo permalink
    23 de novembro de 2013 2:24 PM

    Incrível seu comentário….Isso demonstra que ainda temos esperanças não somente com mulheres que ainda são maduras hoje em dia, mas com pessoas que não falharam em ser humanos. Hoje em dia a ociosidade está destruindo o raciocínio das pessoas, principalmente das adolescentes…. Tenho 28 anos e quando lembro das gurias de antes….eram sempre mais maduras que os homens….e atualmente..ambos estão retardados e infantis…achando que são maduros pq transam aos 12 anos…quando na verdade parece um misto bizarro de anões crianças se achando o máximo..
    Achei incrível mesmo ver pessoas com consciência mais elevada…buscando coisas que realmente importam pra vida, independente da idade. É realmente a diferença entre nós e os demais animais ignorantes….inclusive esses que usam o APP.

  79. 23 de novembro de 2013 4:33 PM

    Achei ridícula a ideia. Tanto homem dar notas para mulher quanto o contrário na minha opinião é coisa de quem não tem o que fazer, porra, vá ler um livro, vai no cinema, mas ficar perdendo tempo para dar notinha e criar hashtags muitas vezes ofensivas, só para mostrar “olha, eu também posso ser fdp, eu tenho o controle, olha como eu sou independente nas minhas opiniões”, entre outros mimimis. As pessoas são diferentes, o que é bom pra mim não é o mesmo para outras. Claro que tem algumas que são elogios, mas mesmo assim, achei a ideia absurdamente infantil e mesquinha. Parece coisa de aborrescente desmiolada e quem usa essa merda são “mulheres” bem crescidinhas, e o pior, usam discursos do feminismo totalmente distorcidos (feminazis… eca!) para justificar o uso do aplicativo, para dizer que a mulher evoluiu e também tem direito de ser filha da puta como os “homens”, “pq se os homens podem nos julgar e dar notas, nós também podemos assumir isso”. Poxa, se o cara é um bosta, cria a vergonha na cara e fale diretamente pra ele ao invés de ficar expondo sua revoltinha sob a maneira mais covarde do mundo, o anonimato. E tem gente que acredita que o aplicativo pode mudar as pessoas. Sim, a pessoa vai receber uma hashtag #OlhaParaTodas e o cara não vai mais olhar pra mulher. Todo mundo que faça um uso mediano da massa encefálica sabe que a coisa mais difícil do mundo, quando se fala em relacionamentos, é querer mudar algo na pessoa, seja homem ou mulher. Não vai ser um aplicativo que vai nos fazer enxergar os “defeitos” e nos fazer mudar. Eu tenho a impressão de que as mulheres que usam esse tal de Lulu são aquelas que ainda acreditam em príncipe encantado, no #bonito, #fiel, #cheiroso, #amoreterno, #sempredebomhumor, #máquinadosexo, #sabecozinhar, #SóTemOlhosPraMim, #NãoBrochaNunca

    O pior, é tudo no anonimato, quanta covardia! Acredito que a sinceridade por mais que seja dolorida, é muito melhor que no anonimato. Vá viver a vida, jogar Candy Crush, fazer a unha, tomar cerveja, falar com as amigas! Tanta coisa pra se fazer, quantos aplicativos melhores por aí para passar o tempo de ócio! Este aplicativo só nos mostra a capacidade do quanto o ser “humano” pode ser ridículo e vazio. Pra mim, aplicativo para mu-lher-zi-nhas recalcadas.

    C’est la vie!

  80. Lou permalink
    23 de novembro de 2013 6:31 PM

    Você sabe dizer se tem uma forma de não ter o perfil publicado nesse aplicativo? Meu namorado ficou super desconfortável com a situação :/

  81. Carol permalink
    23 de novembro de 2013 9:09 PM

    Bruna, adorei!
    Não sei o que é mais tosco, o aplicativo ou alguns comentarios que li… Jésuis! rsrsrs
    Em tempo: amei a comparação que fez com as fotos…
    ganhou mais uma fã ;)

  82. Dani permalink
    23 de novembro de 2013 10:19 PM

    Olá Bruna!

    Acabei entrando no seu blog por pesquisar sobre o app Lulu e me deparei com a sua opinião e fiquei um pouco confusa.
    Você condenou o ser humano por ter tempo de sobra e pensar em algo tão fútil quanto isso. Pelo o que eu sei, fútil é algo superficial que não agrega tanta importância. Agora, vamos pensar que a autora desse texto fez moda (e não estava estudando para achar a cura do câncer), tem um blog que fala sobre roupas, esmaltes, acessórios e etc, escreve texto sobre o estilo de pessoas famosas, como se isso fosse algo que agregasse importância para a sociedade.
    E eu não quero te desmerecer, aposto que você é muito feliz com o que faz. Porém, vamos deixar cada um com a sua futilidade?
    Não é porque vc perde o seu tempo escrevendo um post sobre o estilo da lana del rey que quer dizer que você não luta pelo seu futuro.
    Agora, se você acha feio pessoas julgando outras publicamente, fica meio hipócrita vendo que você mesma está julgando meninas que usam, como solteironas (pela foto, já que ter um macho do lado faz a pessoa mais fodona), infantilóides, loser e sem nada pra fazer.
    Vamos levar mais a serio os estupro, os suicídios das meninas que teve videos pessoais vazados… É só um app e tudo isso que vc falou foi desnecessário.
    Menos, BEM menos.

    O app é fútil? Com certeza. E sobre os homens que se sentem mal com isso, eles podem tirar o seu perfil.

    Bjs

    • Luiza permalink
      28 de novembro de 2013 8:51 PM

      Concordo plenamente, Dani. O post em si tem ideias ótimas sobre o app, mas acho que foram expressas de maneira um pouco exagerada, deixando-o um pouco contraditório. Não adianta falar mal de forma generalizada de todas que usam o Lulu, e defender-se falando “esse é o MEU blog, MINHA opinião!”. Por mais desaforada que possa ser a resposta da Bruna para o seu comentário, espero que isso pelo menos a faça refletir um pouco sobre seus futuros textos, pra evitar que eles soem arrogantes e hipócritas a ponto de esvaziá-lo, em partes. Apesar disso, gostei muito de várias das suas colocações nos comentários e no post, Bruna. É realmente invasivo e um pouco contraditório o uso que muitas mulheres fazem do app, e ninguém merece ser julgado dessa maneira. Parabéns pelo blog e pela paciência em responder os comentários.

  83. Letícia permalink
    24 de novembro de 2013 9:07 AM

    Bruna, nunca baixei esse aplicativo e sequer sabia o que era (sim, você divulgou para mim). Mas, assim, depois de dar uma lida, entendi que as meninas avaliam os perfis que os próprios caras colocam no app. É isso mesmo? Se for, qual é o grande problema? Os caras, quando colocam os perfis, querem um feedback, e correm o risco de receber críticas negativas. E, não gostou, exclui o perfil. Errado seria se elas estivessem julgado o cara sem a sua anuência.
    Achei engraçado você dizer, em um dos comentários, que prefere falar mal do cara pras amigas, porque tem feedback imediato (risadas etc). Mas isso que você faz não é pior? Além de ser uma atitude infantil, você tá um julgando um cara que sequer se propôs a isso e que nunca vai saber o que foi que você disse. E outra, isso também não é recalque? Ah, recalcadas são só as outras mulheres, entendi.
    É óbvio que o aplicativo é fútil. Mas e daí? Moda, comportamento e “coisas pra mulherzinha” também são. E, poxa, acho muito justo as pessoas serem fúteis de vez em quando. Não dá pra pesquisar a cura do câncer o tempo todo, né?
    E, Bruna, é sério: julgue menos outras mulheres. Ou o faça de uma forma menos ofensiva. Chamá-las de recalcadas, mandá-las lavar a louça (!) e dizer que, só porque julgaram um cara alguma vez não podem ir á marcha das vadias é, no mínimo, absurdo. Sem contar que você usa “vocês” o tempo todo, como se existisse um tipo especial de mulher do qual você faz parte, menos fútil e menos recalcada. Tudo isso reforça padrões machistas e é um desfavor social.
    Eu perdi a fé na humanidade foi quando você disse, em um comentário, que não é feminista porque acredita na igualdade entre os sexos. Bora pesquisar? E bora nos unir?
    Beijos.

    • Marília permalink
      28 de novembro de 2013 9:12 PM

      Resposta perfeita, Letícia! Beijos.

  84. permalink
    24 de novembro de 2013 10:03 AM

    Concordo Bruna!! Mandou super bem! ;)

  85. 24 de novembro de 2013 11:09 AM

    Clap clap clap. Gente, classificar um aplicativo do tipo como ingênuo é, no mínimo, muita ingenuidade. Convenhamos. Tanto que teve menina se matando por divulgarem vídeos sexuais dela nas redes sociais e, principalmente, whatsapp- ok, algo completamente diferente, mas cujo instrumento foi, no caso, um “aplicativo inocente”. E simplesmente porque comentários anônimos sobre alguém não vão agregar nada, infelizmente. Se for positivo, a gente até gosta apesar de, na boa, não mudarem em nada na sua vida. Prefiro saber o que meus colegas de trabalho, amigos e conhecidos pensam de mim “na cara” do que gente que eu nem sei quem é falando sobre mim, principalmente no quesito sexual. Enfim, é aquele tipo de coisa que dificilmente vai te agregar algo positivo. Quem evita a discussão e acha perda de tempo falar sobre o assunto, pois que pare de visitar o blog alheio e vá comentar inutilidades sobre seus exs num aplicativo. Garanto que vai ser um tempo muito bem gasto e seus neurônios se alegrarão com tamanha atividade cerebral. yay!

    • Julia permalink
      24 de novembro de 2013 12:09 PM

      Nossa, quanta burrice junta!
      Pelo amor de deus, vc acaba de comparar videos pessoais vazados (que é um caminho sem volta na vida da pessoa, já que ela não tem como apagar de todos os celulares e destrói vidas) com hashtags (que a pessoa que esta sendo comentada pode exclui o seu perfil). Pensa bem no nível de gravidade em uma delas. Vc acha que alguém vai se suicidar por estar nesse app que limita os comentários com hashtags, que todo mundo sabe que pode ser pura zuação e mentira? Como vcs podem levar tão a serio isso? Serio, menina, vai ler mais e formar opiniões mais coerentes para não passar vergonha depois.

  86. 24 de novembro de 2013 11:17 AM

    Lulu é igual a Marcha das Vadias, silicone, aborto ou igreja: não concorda? Não vai. Não usa. Não faz. Não dá Ibope.
    Simples, não..?

    Mas já que o assunto está em voga e, neste exato momento, estou procurando desesperadamente um pretexto pra postergar um pouquinho minhas atividades e passar mais uns minutinhos na cama, então comentá-lo-ei.

    Um que o app é sim, divertido. É engraçado e, até agora, os meninos que eu conheço que viram seus perfis, acharam engraçado também.
    Dois que se o sujeito postar pelo app da irmã que tem três pernas e for mentira, por exemplo, ou se for puro recalque de menina magoada, qualquer uma que entre pode chegar lá e dizer “ói, esta moça aqui tá falando besteira”. Tipo Mercado Livre, sabe? Que só compra gato por lebre quem não sabe usar ou tem preguiça de ler..?
    Três que, não só eu, mas algumas amigas estamos aguardando ansiosamente a versão Bolinha do Lulu, porque é o tipo de coisa que eu sempre tive curiosidade e, em outro contexto, jamais teria um feedback honesto. Caramba, é a resposta definitiva pro “foi bom pra você?” que tanta gente tem vontade de perguntar, mas, convenhamos, não é algo que se pergunte.
    Quatro, que Lulu é um aplicativo de liberdade sexual mais do que de qualquer outra coisa. Se for pra comparar com Marcha das Vadias, entra aqui mais como aliado que inimigo.
    Cinco que, ainda bem!, muitas mulheres têm pontos de vista diferentes do seu em relação aos homens do passado e do presente. Existe uma coisa chamada sexo casual, que é saudável e, diferente da visão machista a que você possivelmente está acostumada, não significa necessariamente que aquelas duas pessoas tenham que fazer parte de um relacionamento monogâmico, casar, namorar, ter filhinhos, etc. E se eu tenho um caso no presente ou, mais ainda, se tive um caso no passado e seguimos rumos distintos, não significa que o sujeito seja minha propriedade, que eu tenha que ter mágoas do rapaz e que eu jamais possa recomendá-lo a uma amiga. Antes, fazíamos isto exclusivamente em rodas de conversa. Mas não vamos ser hipócritas em dizer que Lulu é um absurdo por ser “virtual”, mas Facebook e blog pode, né? Afinal, se fosse antigamente, este tipo de conversa que estamos tendo agora também só seria possível em uma mesa de bar ou coisa que o valha.
    Cinco que as pessoas que desenvolvem aplicativos não são as mesmas que procuram a cura do câncer. Não vou me estender muito neste tópico por saber tratar-se de um assunto pessoal e complicado, mas tenha em mente que estamos num mundo capitalista e o Lulu, assim como o Candy Crush e qualquer outro aplicativo desses é feito por empresas que buscam ganhar dinheiro com um produto (o app, no caso); diferente dos cientistas que estudam a cura de diversas doenças, que recebem investimento das empresas antes, pra que possam atingir resultados. Não depois. Aliás, tal investimento, em geral, vem mesmo da iniciativa privada. E de empresas como os desenvolvedores do Lulu. De repente, antes de dizer algo movida pela emoção, seja uma boa idéia checar pra onde vão os recursos do Lulu. Honestamente, nem faço idéia. Mas vai que eles tão enviando um monte de verba pra campanha de prevenção do câncer de mama e a gente tá aqui sem saber de nada..? Não sei. Não chequei. Mas acho interessante checar esse tipo de informação antes de jogar palavras ao vento.
    Seis que, vamos combinar, se o problema é a futilidade, a gente chega num ponto de grande ironia, aqui. Porque sendo formada em moda (acredite, eu fiz parte do curso e dropei por não agüentar a futilidade) e com um blog que trata sobre “Moda, Beleza, Comportamento e mais assuntos de mulherzinha”, incluindo um post gigantesco sobre o próprio Lulu… Quer dizer, creio que o conceito de “fútil” está um pouco distorcido, aqui, né..? Ou os pesos e medidas são diferentes, já que esta, em particular, é uma futilidade que não te apetece..?
    Sugiro aulas de redação, algum estudo de gramática (principalmente em relação a crases, a senhorita visivelmente não sabe usá-las) e um pouco mais de pesquisa acerca dos temas abordados no blog. Isto, é claro, se tiver a intenção de manter um blog com um mínimo de qualidade e seriedade. De preferência, desenvolvendo um estilo de redação mais pessoal e com menos expressões de modinha como “apns” e “beijo no ombro”.
    Honestamente, em conteúdo, seu blog não difere em nada do Lulu.

    Agora me vou, que já deu meu horário e eu tenho coisas importantes a fazer. :)

    • Carmem permalink
      25 de novembro de 2013 2:55 PM

      hahahahahahaha! sua resposta foi demais!
      principalmente o item 6 e a observação das crases

      clap clap clap

      • 25 de novembro de 2013 3:47 PM

        me passem um resumo porque não consegui ler tudo, gente.

        • Morgana permalink
          28 de novembro de 2013 8:53 PM

          Que resposta mais infantil, Bruna!

        • 28 de novembro de 2013 9:14 PM

          ué, em um post tu é Marília, no outro Luiza e no outro tu é Morgana?! Perdeu mais ainda a credibilidade :(

  87. Mariana permalink
    24 de novembro de 2013 11:20 AM

    Concordo com parte do texto, mas concordo muito mais com os comentários da Marina e do Jucirio… Acho que o desnecessário é a forma com uma parte tem “avaliado” os meninos e que o app podia ser mais suave nas perguntas e nos hashtags… Como ja falaram, usado com discernimento ele pode ser uma app engraçado…. Agora vou ao ponto que me fez perder toda a credibilidade no seu texto, no seu blog e em você… Como é que você me compara um app com um câncer?!?!?!?!?! Sinceramente, você fala de moral, de respeito e blablabla, mas utilizar um exemplo desse foi a pior coisa que você podia ter feito! Eu diria que isso é um falso moralismo, você quer ser crítica e tal, ok, que seja o mundo precisa de gente que discorda, mas por favor, pelo teu pai (se é que ele realmente tem câncer) e por todos as pessoas que lutam contra essa doença e seus familiares, nos próximos posts seja mais próxima do bom senso!

  88. Bernardo permalink
    24 de novembro de 2013 11:58 AM

    Após ler o desabafo da bloguista e alguns (dos diversos) comentários após o texto, percebo que muitas pessoas estão completamente perdidas na discussão. Não me refiro especificamente à bloguista porque, a meu ver, nada mais fez do que expressar sua opinião a respeito do aplicativo (muito embora tenha sentido falta, no texto dela, de um posicionamento mais crítico e sério, com menos ironias, que acabam retirando o foco do debate). Refiro-me a essa gama de “pombos enxadristas” (vide Google) que se sentem legitimados a opinar sobre qualquer assunto sem expor uma linha de argumentação (raciocínio) básica ou mesmo lógica. São pessoas irredutíveis que não aceitam argumentos contrários e não cedem em nenhum momento, jamais reconhecendo que estão equivocados (ou ao menos reconhecendo que necessitam ler mais sobre o objeto do debate). Muito das postagens acima são auto-explicativas sobre este aspecto, motivo pelo qual vou me abster de citar os nomes dos “comentaristas”. Feito o registro, devo dizer que, para além de todas as críticas que se possa fazer ao LULU (e aqui poderíamos adentrar numa discussão sobre a fragilidade das relações humanas nos dias de hoje, como muito bem fala o sociólogo Zygmunt Bauman em seu livro “Amor Líquido”), a discussão toda reside no fato de que este aplicativo está veiculando informações de cunho pessoal de diversos homens sem o consentimento ou mesmo a prévia anuência dos mesmos. E isso configura uma invasão à privacidade e intimidade, absolutamente passível de indenização na esfera cível. O tal LULU viola, portanto, direitos fundamentais dos avaliados (homens), que em nenhum momento fizeram o download do aplicativo ou mesmo manifestaram vontade de ingressar ou mesmo nele criar um perfil. Além disso, os avaliados sequer podem ter conhecimento sobre a identidade das pessoas que as negativaram. As avalistas (no caso, as mulheres que respondem os questionários) ainda recebem o “bônus” do anonimato. Podem, assim, falar o que bem entender, negativar os “exs-namorados” da forma como bem quiserem e jamais serão responsabilizadas por seus atos, sendo que, normalmente (isto é, caso resolvessem postar as ‘hashtags’ no Facebook, aos olhos de todos), daí não teriam coragem. A discussão obviamente não cessa por aqui, mas, a título de conclusão, penso que aplicativos como o LULU são um verdadeiro desserviço para a sociedade (sobretudo a brasileira, repleta, em sua maioria, de pessoas alienadas). E a pessoa alienada, deve-se dizer, ali-é-nada…

    • Carmem permalink
      25 de novembro de 2013 2:46 PM

      parei de ler depois do ‘bloguista’
      HAHAHAHAHAHHA

      • João Pedro permalink
        26 de novembro de 2013 1:03 PM

        não entendi a piadinha dessa Carmen, já que tanto “bloguista” como “blogueira” podem ser utilizados no caso…

  89. Bruno permalink
    24 de novembro de 2013 12:05 PM

    Gostei do seu texto. O problema de muitas mulheres, inclusive muitas que postaram aqui é não ter coerência nos argumentos. Uma mulher ali defendeu o uso do app e disse que mulheres podem fazer o que bem entender, mas classificou seu texto como preconceituoso e machista, argumento totalmente ilógico e irracional., quer julgar e não ser julgada. Como diria aquela velha frase só é sexismo quando o homem faz, quando o prisma se inverte é engraçado e inofensivo.

    Quero ver quando lançarem a versão masculina desse app e colocar tags nas mulheres como #UmaNoiteApenas, #Interesseira, #NãoServeParaCasar, #FazAnal para ver a reação das mulheres. Será que as mulheres que defendem o Lulu vão ser complacentes com a versão masculina? Dúvido.

    Abraços,
    Bruno

    • 25 de novembro de 2013 4:21 PM

      O-BRI-GA-DA Bruno! Abração pra você também!
      (affe, queria que tivesse como destacar alguns comentários…pouparia meu tempo por aqui de ficar respondendo alguns)

  90. 24 de novembro de 2013 1:03 PM

    Pior que as pessoas que usam isso só você mesmo pra perder tempo falando delas, blogueira desocupada.

  91. Anônimo permalink
    24 de novembro de 2013 2:03 PM

    Concordo com tudo que a Bruna disse…e tem mais, eu jamais daria notas (sejam elas boas ou ruins) para um cara que saí…primeiro, porque se saí, é porque na época achava que valia a pena…e tem as recalcadas, que devem ter tomado um toco de algum cara, e daí devem postar coisas absurdas contra eles, com “dor de cotovelo”…ah fala sério…que perda de tempo…sou casada, bem casada, e não postaria nada nem sobre o meu marido (que, na minha opinião, é tudo de bom!) e nem sobre algum ex, que se não foi bom para mim, pode ser que seja bom para outra…afinal, sempre tem um chinelo velho para um pé torto, não é mesmo!?

  92. Lucas permalink
    24 de novembro de 2013 2:41 PM

    Fico feliz de ver mulher sensata nesse mundo ainda. Rotular uma pessoa como um produto é uma futilidade imensa. É por isso que nós, os homens românticos, não existem mais.

  93. 24 de novembro de 2013 3:36 PM

    Achei desnecessário.

  94. Rebecca permalink
    24 de novembro de 2013 3:39 PM

    Bruna, você tem um blog de moda, logo acima do seu about me tem um “diet line” e você julga o aplicativo fútil?! Ameaça as meninas que o usam de ter uma versão masculina em que elas devem temer hashtags como “engoletudo”? Desculpa, não acompanho seu blog, calhou do seu post ser compartilhado pelo assunto estar em voga mas nós, mulheres, deveríamos ter menos vergonha dos pequenos passos que tomamos em direção á uma sociedade mais igualitária até nos comportamentos cotianos, como as conversas de bar, entre amigos. Os homens nos classificam e nos julgam de forma tão baixa quanto essas hashtag há anos, chegou nossa vez, e por isso se incomodam tanto. Não seja uma mulher machista. De futilidade por futilidade, eu prefiro aquela que nos dá liberdade de sermos mulheres e desafia os preceitos impostos a nós.

    • lucas silva permalink
      26 de novembro de 2013 1:35 PM

      Minha filha. Você vive em outro mundo é ? Desde sempre AMBOS “classificaram” as pessoas que pegaram para os amigos. Não só os homens. Vai dizer que você nunca fez algum comentário sobre o desempenho, papo, ou coisas do tipo com suas amigas ? Os homens fazem e sempre fizeram o mesmo. Mas se você não consegue ver diferença entre o app (que pode tornar qualquer hashtag pública) você certamente tem o cérebro de uma ameba. “Chegou nossa vez”. Pqp. Mulheres SEMPRE classificaram os homens entre elas, deixe de ser hipócrita. Ironicamente, a não ser pela força física eu nunca tinha achado as mulheres inferiores em nada. Mas quando leio textos escritos por “feministas” modernas eu começo a achar que algumas são inferiores mesmo. Enxergam uma realidade que elas mesmos definem. Não refletem porra nenhuma. Só vomitam bobagens.

  95. Brenda permalink
    24 de novembro de 2013 6:49 PM

    machistinha da mamãe, por que não estuda um tiquinho antes de ~formar opinião~ no seu bloguinho? MACHISTA, ignóbil, você envergonha as mulheres!

  96. Isabela permalink
    24 de novembro de 2013 6:50 PM

    Olha, eu acho que cada um faz o que quer… Se tem meninas que gostem disso quem sou eu pra jular? Se isso as fazem felizes e é uma diversao? Qual o problema, o que que te faz mal? Ver meninas falando do seu namorado? Pede lra ele excluir o perfil dele do aplicativo(existe essa opcao).. Quem nao gosta disso, nao usa. E ponto! Se um dia tiver de mulher , mulheres que nao gostarem, elas poderao sair… Nao vejo isso como algo tao ruim…

    • Alexandre Moreno permalink
      25 de novembro de 2013 3:55 AM

      Toda mulher é puta! Portanto, vou brincar com o sentimento de quantas eu quiser para a minha diversão.
      Gostou disso? Pois é, nos sentimos dessa forma com essa porcaria de aplicativo.

    • Anônimo permalink
      25 de novembro de 2013 3:05 PM

      julgar *

  97. clarissa permalink
    24 de novembro de 2013 9:05 PM

    péssimo aplicativo, péssimo texto, você é machista

    • 25 de novembro de 2013 12:48 AM

      e você é ignorante e pessimista haha

      • clarissa permalink
        26 de novembro de 2013 12:55 PM

        antes pessimista, do que machista, antes de querer criticar algo leia mais sobre o tema, e antes de defender um movimento faça o mesmo,

  98. 24 de novembro de 2013 10:50 PM

    Cara Bruna, boa noite,
    Escrevo com a legitimidade de quem foi avaliado e exposto a contragosto pelo aplicativo.
    Por meio de uma amiga fui avisado de que havia sido avaliado e já havia diversas visualizações do meu “perfil”. Felizmente, após pesquisar e ingressar na versão online do aplicativo consegui bloqueá-lo (ou pelo menos acredito tê-lo feito).
    O aplicativo mais se parece com uma Fofoca Digital, algo de um baixo nível sem tamanho, pois expõe a intimidade de pessoas sem que eles saibam ou possam contra-argumentar.
    Sou absolutamente contra qualquer tipo de censura, entretanto se alguém tem algo a divulgar que tenha também a mínimo dignidade de expor o nome e permitir a possibilidade do outro defender-se.
    Partilho do seu temor quanto à criação da versão para homens do mesmo aplicativo. Tenho amigas e namorada e não gostaria de vê-las expostas da mesma forma que aconteceu comigo.
    Creio (e espero) que em um futuro breve esse app desprezível seja retirado, pois conforme preceitua nossa Constituição Federal em seu Art. 5º, inciso “IV – é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;”.
    Dessa forma, tanto o desenvolvedor do app quanto as “colaboradoras” (cocotas/fofoqueiras) que abastecem o site com (des)informação estão violando a Lei e podem responder por isto.
    Apenas para não ter que ler absurdos das “cocotinhas defensoras do lulu” esclareço que fui bem avaliado, porém a avaliação positiva não diminuiu o sentimento de violação da minha intimidade.
    Parabéns pelo seu post, pela sua opinião e por sua dignidade em manter-se educada, apesar de tudo.
    Encerro meu texto aqui, pois tenho uma pia enorme de Louças para Lavar…
    Cordialmente,
    Du

  99. Luisa permalink
    24 de novembro de 2013 11:40 PM

    Aplicativo inutil? Sim. Futil? Sim. Mais quantos outros por ai tambem não são ? Alias, quantas outras coisas que tantas blogueiras postam que nao sao futeis e infantiloides? Nao estou criticando, ao contrario, gosto e me divirto lendo. Mas vamos olhar para o proprio umbigo antes de sair julgando os outros. Baixa quem quer, há quem se divirta com isso.
    E se criarem um aplicativo para falar de nós? Existe uma coisa que chama suscetibilidade e nesse mundo estamos vulneráveis a muitas coisas nas quais devemos ter o certo jogo de cintura. E se falarem que temos celulite? Temos mesmo. Acha que se deixarem de comentar isso num aplicativo as outras pessoas nao vao notar?
    E só para constar, sou estudante de medicina, participo de simposios contra o cancer ,tenho empregada em casa para lavar louça e tenho o aplicativo.. algo meio contraditório para o que voce afirmou, não? Alias, porque voce esta aqui escrevendo um blog ao inves de estar ajudando a mae a lavar a louça?
    Sem conteúdo sao aqueles que julgam os outros.
    Nunca li suas postagens e nao estou criticando-as, mas nessa, em específico, faltou classe e respeito.

  100. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 12:41 AM

    Eu penso que muito do que foi escrito faz sentido, por outro lado, o app para algumas é de se levar à sério, para outras é apenas uma brincadeira. Brincadeira esta que não influenciará na decisão sobre sair ou não com um pretendente. Há quem goste de se distrair com o Candy Crush, há quem goste de se distrair com besteirol. O importante é sabermos que existem individualidades a serem respeitadas! Não é à toa que o app mal chegou no Brasil e já é sucesso, não acredito que seja porque todas as mulheres que estão nesta brincadeira não chegam aos seus pés, e vc faça parte das poucas sensatas. Quando inventarem a versão para avaliar as mulheres tb fará sucesso… Temos que levar tantas coisas tão à sério, por que não curtir piadas toscas, aplicativos fúteis, sei lá o que for interessante para a pessoa. Se você me conhecesse, por exemplo, soubesse a rotina que eu tenho e os meus princípios, vc não escreveria um texto tão generalizado. Beijo no ombro pra vc tb.

  101. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 12:45 AM

    Só complementando: acho sim uma exposição desnecessária da intimidade alheia. Por isso a opção dos rapazes bloquearem as suas aparições. Eu faria o mesmo no lugar deles, bloquearia já, mas nem por isso deixo de ver a parte do humor. Quem acreditar nisso não deve ser mto esperto… tanta gente mente.

  102. 25 de novembro de 2013 1:21 AM

    Então passe pra galera aí…

    http://company.onlulu.com/deactivate

  103. 25 de novembro de 2013 1:27 AM

    Sabe o que é mais triste? Que coisas significativas não são populares. Com tantas mulheres por ai estudando e se esforçando, algumas criaturas perdem o tempo classificando homens em um aplicativo banal. E ainda depois querem o príncipe encantado que abre a porta do carro e paga a conta do restaurante. Ah por favor, não se dão nem ao respeito de usar uma roupa decente e fazer algo significante da vida. Quanto mais arranjar alguém decente. Depois saem por ai criticando os “machistas” mostrando os peitos em uma marcha boba. Como se isso fosse mudar algo; o máximo que vai aconter é um tarado ficar encarando. Quer fazer revolução? Se dê ao respeito, estude, mude o mundo com seus valores, se esforçe e vai a luta. (revoltada com o ponto que muitas estão chegando, só fazem com que o desrespeito à mulher aumente.)

    • Suele permalink
      25 de novembro de 2013 10:42 AM

      Exatamente Daniela, concordo com todas as tuas palavras!

  104. Camila Caruso permalink
    25 de novembro de 2013 7:55 AM

    Fala sério que já inventaram isso? hahahhahahahaha Que coisa mais ridícula, dps a mulherada acha ruim qnd “cai na net” transando loucamente com os boys…
    Que povo louco!

  105. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 8:54 AM

    concordo com tudo que você falo Bruna, ótimo blog por sinal.
    pegando um gancho com aquilo que você falo no ultimo paragrafo, um aplicativo do sexo oposto nunca vai rolar, porque dai femistas falariam que é machismo.

    cada um sabe o que faz, e a unica coisa que me surpreende, é isso mesmo, que ao contrario seria machismo, teria casos na tv de meninas que foram avaliadas como #cuzindelustraglande e se sentiram sua intimidade exposta.

    acabamos de ter vários casos ai de revenge porn, e não sei se é vingança ou hipocrisia, mesmo não se comparando em intensidade a um video. eu consigo ver uma ligação, mesmo que seja só no fato de compartilhar informações de pessoas que você já se relacionou, independente (ironia), de como você se sentiu em relação a pessoa.

    eu acho baixo, sem mais.

  106. 25 de novembro de 2013 9:18 AM

    Bruna, fantástico seu post, eu ainda não vi essa aplicativo, mas prevejo que terei raiva.
    Uma profunda falta de respeito com os homens, que não são objetos pra colocar uma etiqueta e falar ‘vai que é tua’. Cada dia eu me decepciono mais com as pessoas, e cada vez que leio um post assim eu vejo que não estou sozinha.

  107. Leticia permalink
    25 de novembro de 2013 9:38 AM

    Posso falar a real? Achei muito alarde pra pouquíssima coisa.
    Ê, galera!

  108. Luisa permalink
    25 de novembro de 2013 10:08 AM

    Bruna, deixe de ser mala. Um aplicativo te fez perder a fé na humanidade?
    Vá lavar uma pilha de louça e trocar esse header UÓ do seu blog.

  109. Raphael permalink
    25 de novembro de 2013 10:30 AM

    Mulheres como você estão de parabéns. Menos blablabla e mais ação. Ótimo texto.

  110. Cecilia permalink
    25 de novembro de 2013 11:27 AM

    Acho que estão dando importância demais a uma brincadeira!

  111. Leo Doneda permalink
    25 de novembro de 2013 12:36 PM

    Engraçado ver o quantos algumas meninas se sentiram ofendidas. O app pode ser até uma brincadeira como algumas pregam.. Mas eu senti um quê de vingança em alguns comentários ou um quê de “estou indo ao mercado ver o que me agrada mais”.
    Eu vi minha avaliação e vi todas as tags a respeito. Legal. É uma forma de vocês expressarem “sua opinião” sobre alguém. Se eu quero opinião de algum que quero sair vou as fontes corretas. É simples. Prefiro eu mesmo ter minha opinião sobre alguém. Prefiro sair conhecer pessoas e ter meu feedback. A Bruna e muitos outros esporam algo simples: A banalização, a alienação e sim a sensação de poder que o aplicativo exerce.

    Homens vocês sempre confiaram no seu taco e na sua personalidade. Nós sabemos nossos defeitos e qualidades. Onde melhorar e onde manter.
    Não deixem se afetar por uma brincadeira de criança. Porque o que o app reflete é isso. Brincadeira de criança.

    Se vocês tem amigas, namoradas e conhecidas que brincam com ele beleza. Sua vida segue até porque voce sabe o seu proprio valor.. E se uma garota não te quiser por causa da sua “nota”, só prova que ela não é qualificada para ser sua companheira.

    No mais ótimo texto.

    Abrçaos

  112. Felipe permalink
    25 de novembro de 2013 12:36 PM

    Perfeito se toda mulher fosse e pensasse como você, teríamos mais casamentos e menos putaria hahaha :)

  113. 25 de novembro de 2013 12:40 PM

    Caraca, achei que não fosse ver uma mulher falando a verdade, parabéns pelo post.

  114. Vinicius permalink
    25 de novembro de 2013 12:42 PM

    Finalmente alguma mulher com bom senso sobre esse aplicativo mais vazio que cabeça de vagabunda.

    • Monique permalink
      25 de novembro de 2013 2:19 PM

      Ta ai um exemplo de como os meninos se referem à nós mulheres: vagabunda. E reclamam de uma hashtag #Lerdo em um App. Palmas pra você, Vinicius.

  115. ANDREA permalink
    25 de novembro de 2013 12:46 PM

    Adorei o post!!!
    Sem dúvida este app mostra o qto as pessoas podem ser maldosas!
    Defendi vários amigos meus, fazendo uma avaliação justa frente a avaliações ridículas de meninas que nem devem conhecê-los, sendo que alguns comentários podem mesmo magoar, até os homens (e por que não?).
    Parabéns pela iniciativa!
    É divertido? Pois é, “pimenta nos olhos dos outros é refresco”!
    Beijos!

  116. Laiz permalink
    25 de novembro de 2013 1:01 PM

    Mandei esse texto no twitter pra isabela freitas pq achei mt bom! 10 min depois eu vejo que ela COPIOU E COLOU no blog dela. Fica esperta! Beijos

    • Monique permalink
      25 de novembro de 2013 2:18 PM

      ela colocou créditos. Fica esperta!

    • 25 de novembro de 2013 4:47 PM

      Laiz, obrigada por ter compartilhado o post e principalmente, por ter me avisado sobre isso no blog da Isabela Freitas! Já falei com ela e ela creditou o post a mim! Beijão pra ti! :*

  117. 25 de novembro de 2013 1:16 PM

    Foi exatamente isso que pensei na primeira vez que me mandaram um print com minha nota, e uma pretendente dizendo que eu tava “bombando” lá. A primeira coisa que pensei: ou é alguém que eu ainda não fiquei e que ficar comigo, ou alguém que fiquei e eu não dei seguimento, então, porquê ela não falaria inverdades e me detonaria? Baixei um app chamado Lulu Dude, em um dia 150 mulheres já tinham entrado no meu perfil. Deletei logo em seguida, e o site travava (provavelmente, milhares de homens tentando fazer a mesma coisa.) Bruna, seu texto foi bom porquê não pensa só de um lado, e consegue enxergar todos os pontos de vista. Parabéns, mulher de verdade!

    • 25 de novembro de 2013 4:53 PM

      Muito obrigada, John! Que bom que tem também gente da ala masculina contribuindo com comentários e o que realmente achou do app!

  118. Fifi Strange permalink
    25 de novembro de 2013 1:20 PM

    só para deixar registrado, já existe cura para o câncer, sempre existiu, mas é mais negócio para o sistema escroto em que agente vive ficar vendendo vários “remédios” tóxicos (quimioterapia…) a um preço exorbitante e ir matando as pessoas lentamente enquanto elas tem as suas economias sugadas pelo sistema de “saúde”. Não acredita? Pesquisa quanto que a indústria farmacêutica arrecada por ano só com câncer….. Agora pensa que se existir uma cura que cresce que nem mato no seu quintal esse lucro todo desaparece. Não vou nem comentar quais são as curas pro câncer, pq tem várias, só queria deixar a dica para quem tiver interesse.
    Quanto ao artigo, bom existem motivos muito mais relevantes para se perder a fé na humanidade, esse app é só consequência do estado de cultura decadente que a humanidade chegou. Mas mesmo assim, tenham fé, pq se foi possível alienar uma população para que fiquem fúteis e estúpidos, com certeza é possível converte-los para a verdade, mesmo que leve tempo e que seja necessário sangue…..

  119. Monique permalink
    25 de novembro de 2013 2:17 PM

    Cara, os meninos ”comentam” sobre nós, meninas, após uma ficada com os amigos numa rodinha de bar pra todo mundo ouvir, usando palavras como gostosa, vadia, mal comida pra baixo e um App pra dar notinha pra meninos realmente te incomoda tanto? Você cita coisas como ”perdi a fé na humanidade”, 3ª Guerra Mundial, cura do câncer… Bom, eu acho que dentro desses tópicos você tinha MUITAS outras coisas pra falar sobre. Eu, particularmente, perdi a fé na humanidade quando vi que uma pessoa X entrou armada numa escola e matou criancinhas inocentes. Acho que a 3ª Guerra Mundial será causada por causa do petróleo ou coisa do tipo. E a cura do câncer, bom, isso eu realmente não entendi o porque você colocou isso no meio do seu texto. E qualquer menino tem a opção de entrar no App e desativar o seu perfil para avaliação. Não tem android ou iOS? Isso pode ser feito pelo próprio site do App em qualquer servidor de Internet. Isso tá incomodando tanto, que alguns meninos já até fizeram uma ”Auto-avaliação” que aparece na cor azul no aplicativo. Bom, resumindo, acho que você foi infeliz colocando coisas como Guerra Mundial, Fé na humanidade e Câncer num texto sobre Aplicativo para dar notas para meninos.

    • 25 de novembro de 2013 4:51 PM

      Ai, Deus, dai-me paciência hahaha

      • Monique permalink
        25 de novembro de 2013 8:17 PM

        engraçado é que escreve textos e textos de resposta pra comentários positivos. nem sempre toda crítica é negativa, bruna. aprenda a ler críticas e, de alguma forma, ver isso de forma positiva. pode ter bastante coisa positiva nas críticas desse seu texto. bom não é aquele que expõe sua opinião na internet, em um blog. bom mesmo é aquele que expõe e SABE ler críticas, positivas ou negativas. ”beijinho”

        • 25 de novembro de 2013 8:29 PM

          eu respondi mil criticas, sua doida! hahahah e modestia à parte, acho que recebi todas super de boa. Mas obvio que vou dar atenção pros mais queridos e/ou pra alguém que trouxe algo novo e não pra quem tá batendo na mesma tecla.

        • Monique permalink
          25 de novembro de 2013 9:39 PM

          porque pelo visto você não entendeu nada.. aliás, nem perdi muito tempo com seus leitores que acham que a ”mulher é estuprada porque estava de saia” ou machistas.. alias, o meu ponto de vista não é sobre o App e sim sobre o seu próprio ponto de vista e ”argumentação”

        • 25 de novembro de 2013 10:49 PM

    • Monique permalink
      26 de novembro de 2013 9:56 AM

      rs

  120. 25 de novembro de 2013 2:30 PM

    Fia… PARABÉNS! Mandou muito bem no post! Tem gente que confunde “feminismo” com “direito adquirido a se comportar como um douchebag”. Creideuspai. Beijo!

  121. 25 de novembro de 2013 2:34 PM

    Bruna, eu concordo com você que talvez seja um pouco perda de tempo, mas não concordo que seja hipocrisia. Porque a “a versão masculina (ou feminina, depende do ponto de vista)” é a vida real. É o todo dia. É o pedreiro olhar pra você e dizer “senta aqui no colinho do papai”. Eu achei o debate que que o app gerou maravilhoso, porque ele colocou uma pulga atrás da orelha dos rapazes com a qual nós convivemos desde sempre.

    Você diz: “imagina se fazem um pra dar nota nas mulheres”: 1) imagino não, esse app existe, nós vivemos nele, chama-se vida real; 2) odeio cagar regras sobre feminismo, mas, no caso, acho que você não entende nada de feminismo.

  122. kika permalink
    25 de novembro de 2013 2:36 PM

    Eu ainda não problematizei nada, mas estou me divertindo muito com marmanjo preocupado e comparando a ~objetificação masculina~ com a feminina? Eu quero, primeiro, o direito de fazer com os homens exatamente o que eles fazem e sempre fizeram com as mulheres. Aí, depois, quero escolher se isso é bom ou ruim (embora eu ache que é bobo e perde a graça rápido). O que não dá é homem pautar o que EU devo achar sobre um app que tira um sarro do opressor histórico. E, não, não é a mesma moeda se o aplicativo avaliasse as mulheres. Sem contar que o app é até meio bobinho. Eu tenho certeza que se criassem um programa semelhante para avaliar as mulheres seria algo do mesmo nível de revenge porn: “cospe ou engole?”, “dá o rabo?”, “#gemealto e outras cositas más. O que falarem de nós sempre vai ser mais pesado. Por que será, não é mesmo?

  123. Carmem permalink
    25 de novembro de 2013 2:38 PM

    Você perdeu a Fé na humanidade por causa de um aplicativo tosco? Jura?
    Acho que você está dando importância demais pra um APP utilizado por menininhas.
    Alias, acho que esse é o problema das pessoas… dar muita importancia pras coisas pequenas, todos podíamos sentar, rir disso e seguir em frente, sabendo que pessoas anonimas não tem credibilidade e que a moda vai durar 1 mês.
    Após muita risada (que foi o que eu fiz com o Lulu), fui lavar uma pilha de louça e trabalhar. E se fizerem uma versão feminina e me julgarem como #vaca #bundacaida #chupaengole.. eu vou estar pouco me fodendo, vou sentar e rir com meu namorado (que me conhece muito melhor do que pessoas anonimas) e continuar minha vida. Afinal, como podem as pessoas se preocuparem com a opniao de pessoas anonimas? A menos que o que esteja escrito lá seja verdade ;)

  124. Juliana permalink
    25 de novembro de 2013 2:45 PM

    Ah!! Deixa o povo se divertir e vamos levar mais as coisas na brincadeira!!!
    Se vc se preocupasse tanto em não escrever sobre futilidades e passatempos, não estaria debatendo sobre o App. Vamos nos preocupar mais com o que vale a pena e nos divertir com o resto!

  125. Marcella permalink
    25 de novembro de 2013 3:02 PM

    Só seria bom dar uma pesquisada e perceber que existem TONELADAS de apps masculinos para dar nota e falar das mulheres. O Lulu é pra vc poder falar mal e bem de um cara para que outras meninas saibam sim, pq eu não quero casar e passar o resto da minha vida com cada cara que eu me relaciono, então pra q ‘esconder o ouro’ e quero sim deixar claro quem é aquele cara que trata como lixo, desrespeita, etc. Claro que vai ter gente tosca (como em qualquer lugar da internet – e do mundo) que vai falar besteira lá, mas como é difícil para um cara se sentir objetificado não é mesmo? Pq será? E outra, seria bom dar MAIS UMA pesquisada e ver que existem vários outros usos para o Lulu do que ficar falando de homem. Ao invés de fazer a estupidez de tirar print de um app que é pras mulheres se sentirem seguras para falar dos caras sem a retaliação deles, vai fazer essa pesquisa toda, vai

    • 25 de novembro de 2013 4:38 PM

      Ai Marcella, se fosse do meu interesse realmente ir atrás disso, eu até pesquisaria. Só dei minha opinião sobre o Lulu, independente do que fazem ou deixam de fazer. Quer entender o sentido do post, entenda. Quer continuar defendendo ele, argumentando coisa que já respondi e perdendo seu tempo comentando isso, continue.

  126. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 3:05 PM

    Gente, diz quando a humanidade foi útil? É só mais uma coisa inútil que se fala muito nessa semana, depois passa.

  127. Marcia permalink
    25 de novembro de 2013 3:14 PM

    Concordo com absolutamente tudo que você falou. Vim a conhecer o aplicativo ontem através de uma amiga que me falou que estava avaliando o ex dela (com certeza não era com elogios) e que meu namorado tinha sido avaliado. Fui conferir e te falar que fiquei bem puta de estarem falando mal dele do jeito que vi, sendo que tenho certeza que mais da metade é mentira. Se fosse possível teria apagado aquilo naquele momento pra ele não ter que ver, afinal, como eu imaginei, ficou bem chateado. Concordo plenamente com a parte de que cada caso e um caso e fulaninha pode ter odiado uma coisa que você adora ou você ter se dado muito melhor com o cara que ela, sem falar no bendito recalque, que vamos combinar, é uó. Odiaria que me avaliassem desse jeito, acredito que me sentiria meio que numa vitrine, estilo, especificações do celular que vc quer comprar sabe?! Mas td mundo sabe que tem gente que ama o iphone e gente que odeia… Muita falta do que fazer!

  128. 25 de novembro de 2013 3:25 PM

    alguma garota pode ver e me passar um print com os meus reviews? curioso estou

  129. Priscila permalink
    25 de novembro de 2013 3:56 PM

    Este app é um absurdo!!! Uma falta de respeito! Muito caras estão sendo avaliados sem ter a menor noção disso…. Se fosse comigo eu processava!!!

  130. Yuri permalink
    25 de novembro de 2013 4:18 PM

    Você deveria se inteirar mais sobre a marcha das vadias, que é um movimento que luta por igualdade de gênero e claramente, assim como você, não concorda com aplicativos dessa natureza de objetificação do ser humano :) Talvez você até se identifique com algumas várias propostas! Tirando a parte do “lavar louça”, que foi bem machista considerando que você só manda as meninas irem fazer e não os meninos, logo abaixo. Lavar louça ou qualquer tarefa doméstica também é questão de igualdade e devem ser realizadas tanto por meninas quanto por meninos! No mais, concordo com o seu texto, app ridículo.

    • Marina permalink
      25 de novembro de 2013 6:15 PM

      Ia escrever exatamente as mesmas coisas. E só mais uma observação: espero que seu blog/faculdade sobre moda esteja ajudando nas pesquisas para a cura do câncer!

  131. Shymenni permalink
    25 de novembro de 2013 4:22 PM

    Achei o seu post Bruna, muito completo. Adorei todas as suas colocações afinal, qual a real finalidade desse APP ridículo? Nenhuma, exceto expor uma pessoa sem a real necessidade.
    Acredito que o ser humano (seja homem ou mulher), não gosta de ser taxado em nenhum momento, seja relacionado a qualquer tema.
    Acho hipocrisia alguns comentários do tipo: “Ah a opinião dos outros não me afetam”, wherever, se realmente não afetassem, não demandariam seu precioso tempo para vir dizer isso aqui, afinal, a pessoa se “ofendeu” com a opinião da Bruna (blogleira).
    Vamos ser coerentes e assumir nossos reais sentimentos, se gostou da porcaria do app é so falar, se não gostou também é so falar. Opinião é igual alma, cada um tem a sua!

  132. Renata permalink
    25 de novembro de 2013 4:24 PM

    discordo do aplicativo tb, mas o fato é que apesar de não ter ainda um aplicativo nestes moldes para mulheres, isso já acontece de certa forma (exposição da intimadade das mulheres na rede, vide um extremo disso os casos das meninas que se suicidaram).
    O tal Lulu é pagar na mesma moeda o que já é feito com as mulheres no geral.

    e querida, bruna, esqueci de dizer que isso É machismo:

    “Meninas, vão trabalhar pelo futuro de vocês ou, se tá difícil isso, vão no mínimo ajudar a mãe a lavar a louça de casa.”

    (engraçado que nunca as pessoas quando chamam um menino de desocupado, mandam ele ir lavar louça, né…me surpreende esse tipo de cometários vir de mulheres, ainda por cima, mulheres jovens…)

    parabéns aí, viu!

  133. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 4:27 PM

    Arrazouuu!!!!

  134. 25 de novembro de 2013 4:42 PM

    Não vejo nada demais no aplicativo. Pode baixar quem quer, se você não acha legal avaliar ou basear sua opinião sobre um homem nas informações de um aplicativo é só não baixa-lo. Não me incomodo nem um pouco com a versão para homens; também não acho que seja incoerência minha isto. Muito menos acho que seja futilidade. Cada um tem seus interesses, se o seu não é esse o de algumas mulheres é, e nem por isso elas deixam de lavar a louça, trabalhar, estudar. Acho que cada um usa seu tempo como quiser.
    Outra coisa, podem ocorrer 1 ou 2 avaliações forjadas por homens que peguem o celular de suas irmãs, amigas etc. Mas também tem a opção curtir ou não aquela avaliação. Se for mentira que o cara tem três pernas provavelmente quem sabe da mentira não curtirá. Ou até quem se atreva a ‘experimentar’ para saber vai se decepcionar, no máximo. Não faz mal a ninguém, não desrespeita ninguém. É só uma diversão.
    Só pelas imagens que você colocou junto com o texto da pra saber que sua concepção de realização/felicidade (o que quer que seja), não se parece nem um pouco com a minha. Por que para mim, pelo menos, é tão bom passar um tempo com amigas conversado quanto ficar com o “boy magya”, dou valor para as duas situações. Tirando o fato de que é ridículo você achar que só porque alguém utiliza e gosta de um aplicativo não poderá também “arrasar com o boy”.

  135. 25 de novembro de 2013 4:42 PM

    Com relação ao texto, nunca tinha visitado seu blog antes até um “alguém” do meu Facebook compartilhar isso.
    Simplesmente o que tenho a dizer é, nós somos responsáveis pelo o que nós escrevemos e não pelo o que os outros irão entender.
    Simplesmente ESSE app. é ridículo e pessoas que se menosprezam e estão afim de buscar avaliar pelos outros o seu tipo, se é bom, ruim, feia, cara de puta e etc e tal, não pode reclamar lá na frente sobre o que lhe for dito.
    Acho que é TOTALMENTE desnecessário esse app sim e ponto, essa uma opinião sua Bruna, e pessoas não entendem isso e criticam achando que você está GLOBALIZANDO a situação.
    Gente, pelo amor de Deus, praticar bulliyng através de um aplicativo, DÁ NA MESMA essa merda.
    Mulheres, cadê a valorização?!
    Como é que querem ter espaço sem serem ridicularizadas se aceitam isso?!
    Se é um chat de RELACIONAMENTO onde você está encalhado (a), e quer encontrar alguém bacana pra se conhecer tudo bem, isso é normal hoje em dia. Tanta gente faz isso, e acho que dizer que é certo você encontrar o amor da sua vida em uma balada, praça, shopping e mimimi é ridículo, eu namoro estou muito bem com meu relacionamento e onde tive o prazer em encontrar esse alguém: “NA INTERNET”, tem família, (de respeito), não vivo de aparência pra fazer inveja e estou pouco me lixando pra comentários desnecessários que não agregam absolutamente NADA em minha vida.
    Só acho que: O respeito tem que vir de nós mesmos, se você não é uma pessoa aceitável, e não gosta de ler ou ouvir ofenças, então não perca o seu tempo nesse app.
    E outra, se quer um elogio pergunte aos seus pais, seus melhores amigos, e se quer ofença, DESCULPA mas você tem problemas mentais, porque é ZUADO querer saber das pessoas o que elas pensam da sua CELULITE, CULOTE, PEITO CAIDO e demais mimimis…

    E na boa, se ainda assim tú quiser saber dessas ofensas dica 1 : TIRE A ROUPA COMPLETAMENTE, VÁ A UM ESPELHO GRANDE, TIRE UMA FOTO SUA, DEPOIS PEGUE NA INTERNET UMA FOTO DE ALGUMA MODELO ATRIZ CONHECIDA DE PREFERÊNCIA COM PHOTOSHOP, COLOQUE BEM DO LADO DA SUA e compare, entre em depressão sem ninguém saber que sua bunda é cheia de furos. Ou dica 2: economize tempo, pegue suas mãos aperte num movimento fazendo um APERTO bem na sua coxa, deve aparecer umas celulites ou até varizes, depois pergunte no Google qual a mulher que não tem essa merda, se você achar uma, LIGUE PRA DEUS e reclame porque ele só fez apenas 1.

    Obrigado de Nada.

  136. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 4:44 PM

    As pessoas perderam a noção do ridículo, do que é certo ou errado. Hoje em dia tudo é licito, tudo é permitido. Depois reclama que a sociedade ta um lixo. Que as pessoas tratam umas as outras como objeto.

  137. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 4:45 PM

    Só uma coisa a falar: as pessoas perderam a noção do ridículo, do que é certo ou errado. Hoje em dia tudo é licito, tudo é permitido. Depois reclama que a sociedade ta um lixo. Que as pessoas tratam umas as outras como objeto.

  138. Melissa permalink
    25 de novembro de 2013 5:09 PM

    Acho legal você expor sua opinião e tal, até porque tem vários pontos muito pertinentes no que você disse. Como por exemplo, nenhuma menina gostaria de ser avaliada. Mas você não precisa ser tão incisiva. Quando você ataca assim, querendo mostrar algo que pode estar certo (aliás, por uma certa ótica, até que está), você perde a razão.
    Por outro lado, isso levantou novamente a questão da objetificação, coisa que a mulher tem sofrido desde sempre (e por isso o movimento feminista, que ALGUMAS feministas acabam por desvalorizar quando divergem desse ponto). Desde sempre se você é mulher, você não pode transar, não deve usar saia curta nem decote. E homem? Homem sai sem camisa, se pega vinte numa noite, na semana seguinte vai acabar é sendo mais cobiçado (vai entender), ou senão já esqueceram. Agora, vai uma mulher fazer isso, vê se ela não vai ser chamada de vadia. E as mulheres desde sempre foram objetificadas. Se você acha isso tão ridículo, essa “revanche” (porque eu não acho que esse aplicativo vai durar muito), você pode muito bem ser o tipo de mulher que quando escuta que uma mulher foi estuprada, a primeira pergunta é “nossa, mas também o que ela estava vestindo?” e nesse caso, eu sinceramente espero estar errada.

    • Anônimo permalink
      28 de novembro de 2013 10:32 AM

      Desculpe, mas se um cara pega 20 numa balada, ele é um babaca, escroto que merece desprezo.

  139. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 5:10 PM

    São essas idiotices que fazem as pessoas registrarem milhares de perfis falsos e encher a internet de falsa informação.

    Certeza que muito homem fará um perfil de mulher, baixará o tal aplicativo só para falar bem de si mesmo! rs

  140. lívia linda (haha) permalink
    25 de novembro de 2013 5:11 PM

    Bruna, estou aplaudindo seu texto!
    Para ser sincera sabia muito pouco sobre o tal aplicativo, mesmo porque não tenho aparelhos compatíveis, então nem procurei saber.
    O texto ficou genial! Nem feminista e nem machista, e sim: sincero.
    Não sei o que mais posso falar do seu texto, mas saiba que ele é muito bom!
    No dia que criarem a versão masculina, ou feminina da coisa né, vamos ver a hipocrisia alheia e falsas moralistas do feminismo.

    • 25 de novembro de 2013 5:13 PM

      Livia, sua linda! haha Obrigada pelos elogios ao texto, sua querida! Que bom que você gostou e entendeu bem o que eu quis dizer! Beijo grande :*

  141. Iza permalink
    25 de novembro de 2013 5:42 PM

    Esse negócio seria interessante para avisar aos desavisados sobre pessoas desonestas e cruéis que muitas vezes se aproveitam da ingenuidade de outras pessoas, que interessadas em conhecer o(a) outro(a) de forma genuína e verdadeira, caem numa cilada pois o(a) desonesto(a) queria apenas levar mais um(a) para cama, por exemplo. Isso vale para homens e mulheres! Por exemplo, a pessoa que diz que está apaixonada, depois diz que ama, depois diz que quer casar, o outro acredita e resolve se entregar, se envolver, e quando isso acontece, o(a) desonesto(a) some, perde o interesse, não quer mais. Isso acontece muito com pessoas que estão interessadas num relacionamento amoroso sério, e por ter esse interesse, simplesmente acredita. Está certo que algumas vezes, depois de algum tempo, as pessoas simplesmente perdem o interesse no outro, mas não tenho dúvidas de que na maioria das vezes é pura armação. Conheço muitos(as) que assumem este comportamento e não querem nem saber do sentimento do outro(a). Pode também o(a) desonesto(a) pedir dinheiro emprestado pra pagar a conta quando sai com você e nunca devolve, e quando você finalmente percebe, o cara faz isso com todo mundo e está devendo Deus e o Mundo. São tantos(as) mentirosos(as) por aí, que quem não mente como ele(a) provavelmente não sabe distinguir. Seria bom saber quais são estes seres antes de se deixar envolver, quem sabe assim eles(as) mesmos se deem conta de que o mundo é pequeno e todo mundo já conhece suas tramas… É claro que não estou falando de beleza, de ser bom de cama ou não, estou falando de caráter. Fulano pode não ser tão bonito, pode não ser tão bom de cama, mas pode ter um ótimo caráter, ser engraçado e tratar o outro com respeito. Até porque ser bom de cama é muito relativo e gosto não se discute. O que é bonito pra mim, pode não ser bonito pra você e assim por diante… Mas, é obvio que a grande maioria das pessoas não é sincera o suficiente para perceberem o que é de fato uma característica ruim em alguém. O povo quer é saber se o “sexo“ é pequeno, é grande, é bom, é ruim… Enquanto os interesses da sociedade forem esses, aplicativos como este, serão inventados, comprados, usados e cultuados pelas pessoas… Mas, como os meus interesses são outros, não vou dar ibope.

  142. Bruno permalink
    25 de novembro de 2013 5:47 PM

    Agora vão me dizer a verdade, vcs garotas que usam esse aplicativo… alguma de vcs põe lá verdades como, “chupei todo, pedi pra bater na cara, dei na primeira vez, dei no carro”… acredito que não!
    E tenho certeza que a grande maioria que utiliza o app é desse nível!
    Por isso que a grande maioria, tá falando mal dos caras, pq são sempre usadas e descartadas… mas com um nível de inteligencia e futilidade desses, vcs não se perguntam mais o pq não é?
    Sabe pq não tem um app do mesmo nível falando mal de vcs. garotinhas que usam o app? Pq os caras não dão a minima para vcs. Isso mesmo, usam e descartam, portanto continuem sendo o que são para que possamos continuar aproveitando de garotas como vcs e nós casemos com garotas como a Bruna.
    Abraços (Não vou mandar beijo que não sei onde vcs costumam usar mais ela)

    • Anônimo permalink
      25 de novembro de 2013 6:26 PM

      E o prêmio escrotice vai para… o colega Bruno aqui!… Que diz que a mulher foi estuprada porque tava de saia curta, e que a culpa é dela! E que a mulher se divide em dois tipos, pra casar(aquela virgem bonitinha pra apresentar pra mãe) e a pra comer (aquela siliconada e turbinada que dá pra quem ela quiser na hora que ela bem entender sem ter que dar satisfação, porque o corpo É DELA e ela faz o que quiser com ele!… )
      Cara, na boa, se vc “descarta” uma mulher só pq ela é fácil ou ela quis transar com vc e etc, vc não tem que falar de futilidade de ninguém, porque vc é um poço de futilidade… pra não dizer coisa pior!

      • Anônimo permalink
        25 de novembro de 2013 7:41 PM

        Bruno, você é um grande imbecil machista.
        Qualquer mulher que ficar com você estará se metendo numa fria. Existem homens pra casa e pra ficar também. Homem pra caar não pode ser um burro, machista igual a você. Nenhuma mulher deveria olhar pra você, já que você pensa isso delas.

        • Anônimo permalink
          26 de novembro de 2013 1:04 PM

          Acho que o Bruno está pedindo para ser avaliado. Como não tenho o aplicativo da Lulu, vou avaliar por aqui mesmo.
          É o tipo de cara que:
          a) Vai acha você fácil se gostar muito dele e quiser transar logo;
          b) Se você não gostar dele e por isso não transar, ele vai querer se casar com você, achando que você é difícil;
          c) Ele jamais se casaria com uma mulher que o chupe todo, que peça pra bater na cara, que der na primeira vez e no carro;
          d) Isso tudo porque, ele vai continuar usando e descartando garotas que o chupe todo, que peça pra bater na cara, que dá na primeira vez e no carro;
          Conclusão: Ele vai se casar com uma mulher bem ingênua e bobinha, que será traída por ele o tempo todo, porque ele gosta mesmo é de transar com as mulheres que ele usa e descarta, e assim vai contrair o vírus HIV e transmitir para a coitada, que vai ter um fim trágico.
          Alguém quer casar com ele?

        • Iza permalink
          26 de novembro de 2013 1:06 PM

          Acho que o Bruno está pedindo para ser avaliado. Como não tenho o aplicativo da Lulu, vou avaliar por aqui mesmo.
          É o tipo de cara que:
          a) Vai acha você fácil se gostar muito dele e quiser transar logo;
          b) Se você não gostar dele e por isso não transar, ele vai querer se casar com você, achando que você é difícil;
          c) Ele jamais se casaria com uma mulher que o chupe todo, que peça pra bater na cara, que der na primeira vez e no carro;
          d) Isso tudo porque, ele vai continuar usando e descartando garotas que o chupe todo, que peça pra bater na cara, que dá na primeira vez e no carro;
          Conclusão: Ele vai se casar com uma mulher bem ingênua e bobinha, que será traída por ele o tempo todo, porque ele gosta mesmo é de transar com as mulheres que ele usa e descarta, e assim vai contrair o vírus HIV e transmitir para a coitada, que vai ter um fim trágico.
          Alguém quer casar com ele?

  143. Roberta permalink
    25 de novembro de 2013 6:03 PM

    Acordem pra vida galera!! Aplicativa bizarro e só quem não tem nada na cabeça pra gostar disso. Não acrescenta em nada na vida de ninguém, pelo contrário, em vez de viver de verdade, ir pra rua, conhecer pessoas reais, passam o dia na internet adquirindo cultura inútil! Sem contar que não passa de um app machista e que as mulheres que o utilizam nem percebem o quanto contribuem pra essa sociedade escrota e machista. Na boa, se ta sobrando tempo pra brincar dessas coisas inúteis, vai plantar, limpar a casa, cozinhar, fazer qualquer coisa útil. A vida é pra ser vivida na pratica e não via web.

  144. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 6:03 PM

    Parabéns você é um exemplo de mulher….. Multiplica senhor

  145. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 6:20 PM

    Sei pouco ou nada desse aplicativo mas vendo seus argumentos, vc é o tipo de mulher que diz que a mulher foi estuprada porque tava de saia curta né? Enfim, não tô aqui pra julgar mas esse app revanche dos homens falarem das mulheres na verdade ja existe. Quando qualquer mulher é cantada grosseiramente e apalpada em boates e etc, ou quando é rotulada de vadia porque resolveu assumir o controle do seu corpo e fez sexo com quem ela bem entendeu e teve vontade, isso é exatamente o que esse aplicativo faz, rotula e divulga… Não concordo com o aplicativo também porque insultos e idiotices não se pagam na mesma moeda, acho que, como disse de maneira contundente um amigo ai em cima, as pessoas estão construindo mais muros com essa atitude. Mas repensa ai seus argumentos…

    • 25 de novembro de 2013 6:32 PM

      Desculpa, parei de ler aqui: “, vc é o tipo de mulher que diz que a mulher foi estuprada porque tava de saia curta né?”

  146. Anonima permalink
    25 de novembro de 2013 6:54 PM

    Quando li as tres primeiras linhas do seu texto me senti dentro dele, todos estavam comentando e eu nem dei bola, estava mais preocupada em escolher um restaurante legal pra jantar com meu namorado. Até que dois amigos vieram me pedir um print e até uma avaliação positiva. Achei não ter nada de mal e baixei o tal aplicativo dei os tais prints e choque, fiz uma avaliação. hahaha. No meio dela não acreditei, no inicio achei que era só vc entrar dar a nota e pronto estava feito, mas não. Você julga o desempenho sexual de seu parceiro de acordo com ‘hashtags’ previamente criadas.. ó céus, onde viemos parar? A primeira coisa que pensei foi: “Ainda bem que não existe um aplicativo desses para mulheres” a segunda coisa que pensei foi: “ainda bem que meu namorado não tem facebook” e a terceira e ultima foi: “quanta bobagem.” Depois dessa fechei o aplicativo, desinstalei e decidi que aquilo era demais pra mim. Até que hoje pela manha dei de cara com amigas desesperadas falando do “pepeka” sim, o aplicativo similar para homens julgarem mulheres chama “pepeka”. Não me preocupei em surfar apesar de que por cinco minutos eu não queria viver nesse mundo mais… Mas passou, eu tinha um trabalho voluntário para fazer e semana de provas para me preocupar. Até que eu li o seu texto e, finalmente, vi que alguém concorda comigo!!
    E se isso é recalque, como estão dizendo nos outros comentário, por favor vida mantenha-me uma recalcada.
    Beijinhos de uma super nova fã.

    • 25 de novembro de 2013 6:58 PM

      ahhhh anonima linda! que bom que gostou do texto! e “fã”, que honra! rs
      adoro que quando eu tiro tempo pra ler um comentário, é um desses legais como o seu! obrigada e volte sempre que quiser, viu? mais que bem vinda no meu blog <3

      • Anonima permalink
        25 de novembro de 2013 7:41 PM

        ahaha virei muitas, muitas, muitas outras vezes.

        Ps. Eu entendi a parte do lavar louça e porque as pessoas se atem a uma coisa que foi simplesmente figurativa enquanto o texto é muito melhor que isso? No seu lugar eu colocaria “vá capinar um lote” ou “vá cherar uma meia’, Vc foi até bastante educada. hahaha

        Ameeeiii que vc me respondeu frenetica igual eu comentei!!!! hahahaha <3

        • 25 de novembro de 2013 7:50 PM

          gente, eu falei lavar a louça porque é algo acessível a qualquer um, é preciso e qualquer idiota consegue fazer. PONTO. SÓ POR ISSO.

          só não mudo alí no meu post para “mulheres E HOMENS vão lavar a louça” porque só mulheres que usam o Lulu. SÓ POR ISSO.

          e siiiiiiiim, eu amei teu comentário, fiquei toda boba! hahaha pena você ser anonima, porque daí vai ser dificil te identificar, mas só de saber que tu vai voltar eu fico feliz, viu? aliás, se quiser, fica mais do que a vontade de me dar idéias de assuntos para post, porque é o que mais me trava de postar sempre!

          Beijo beijo <3

        • Anonima permalink
          25 de novembro de 2013 8:07 PM

          Hahaha eu super intendi!! Posso voltar mesmo? Prometo que te dou ideias boas! haha e seu texto está compartilhado no meu facebook! Inclusive a frase eu usei na chamada foi “Meninas, vão trabalhar pelo futuro de vocês ou, se tá difícil isso, vão no mínimo ajudar a mãe a lavar a louça de casa.”

        • 25 de novembro de 2013 8:27 PM

          hahahaha adorei <3 óbvio que pode voltar…aliás, deve! :}

  147. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 7:06 PM

    Concordo com tudo que foi dito, exceto pela parte machista ao mandar uma menina ajudar a mãe lavar a louça como se fosse a obrigação dela.

  148. Guilherme permalink
    25 de novembro de 2013 7:18 PM

    Esse tipo de exposição atualmente é visto como algo vantajoso aos olhos desses usuários! É inexplicável mesmo é como um bando de adolescentes na puberdade!

  149. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 7:37 PM

    A minha vontade foi parar de ler quando você citou a Marcha da Vadias. Seu comentário, sinceramente, mostra que você não entende o conceito da Marcha. Se entendesse saberia que esse aplicativo vai contra tudo que é falado lá.
    O objetivo nunca foi inferiorizar os homens e nem fazer eles serem vistos como objetos no lugar das mulheres. O objetivo é que ninguém seja inferiorizado e que ninguém seja visto como objeto, etc. Seu comentário é excelente para fomentar o preconceito contra ações feministas.

    • 25 de novembro de 2013 7:48 PM

      Só falei porque vi mais de uma menina no emu FB que vai à marcha das vadias achando o máximo o app.

  150. Tais permalink
    25 de novembro de 2013 7:42 PM

    pior que ja existe o app masculino (nessas horas o troco vem rapido!)
    chama-se pepeka e é tão, ou se não mais, pesado que o Lulu.
    como sempre, a visao do cara que tem a nota alto é O cara bonzão comedor sensacional, nao duvido nada que uma menina com a nota elevada nao seja taxada de rodada e putona como a sociedade ja julga normalmente.

  151. Jonathan permalink
    25 de novembro de 2013 8:22 PM

    Vi algum barulho devido a este aplicativo e apesar de não ter muitos detalhes do seu funcionamento, darei minha opinião pelas escassas informações que tive, incluindo este texto.
    Trata-se de algo criado apenas para expor ao rídiculo os homens e fazer com que as garotas usuárias se rebaixem a tal condição. Pessoal, todo e qualquer elemento, seja homem ou mulher, com quem tivemos alguma ligação íntima merece respeito pelo simples fato de ter havido confiança mútua por algum momento. Se, por um motivo, houve quebra da confiança, mágoa ou decepção por algo, isto deve ser restrito ao casal ou a quem esteve próximo na hora de ajudar a superar o momento.
    Classificar alguém pode prejudicar sua imagem. As vezes, a pessoa pode ter sido ruim na cama, na troca de idéias ou em qualquer outro fator, mas amadureceu e desenvolveu estes talentos, além de ter mantido o bom caráter (característica importante que a maioria ainda porta, creio eu). Tudo isso faz parte do crescimento pessoal de cada um.
    Pequenas vinganças ou opiniões dadas para sustentar a teoria infantil do “os homens fizeram a vida inteira e agora quero fazer também” é besteira e não acrescenta nada.

    P.S: sou contra o surgimento de um aplicativo “resposta” para os homens porque nenhuma mulher merece ser tratada de forma igualmente ridícula;

    P.S: aprendam a ler. A dona do blog em nenhum momento foi machista com a colocação do “lavar a louça”. Aprendam a avaliar o contexto da opinião e da inserção dessa colocação antes de considerarem apenas a frase de forma isolada.

  152. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 8:26 PM

    tempestade em um copo d’água. é isso que a sociedade faz com qualquer coisa.

  153. 25 de novembro de 2013 8:41 PM

    Excelente post Bruna! Sou homem e acho esse app um ode à futilidade

  154. Ana permalink
    25 de novembro de 2013 8:45 PM

    quem não está afim de ser avaliado é só tirar o perfil do app.
    beijo e tchau!

    • 25 de novembro de 2013 9:25 PM

      o problema é ser avaliado e exposto antes de saber da existencia do aplicativo, Ana.

  155. Balak permalink
    25 de novembro de 2013 9:24 PM

    Mandou mt bem no texto. Mas as encalhadas não se encontram nessa situação por acaso. Namoro saudável não combina com infantilidades. E usar esse app, é infantil demais.

  156. Laura Maia permalink
    25 de novembro de 2013 9:54 PM

    Vou copiar o texto de uma amiga, porque não tô com paciência nem saúde pra escrever uma resposta. Espero que você o leia:

    “Por Ariane Silva

    LuLu: Um app feminista.

    Eu ainda quero escrever um texto bem elaborado, bem escrito sobre isso mas no momento to meio cansada, mas gente, cês pararam pra ler o site do LuLu antes de criticar? Eu descobri o LuLu por que uma amiga veio contar que tava tendo treta por que supostamente alguém tinha feito um app pra avaliar PINTOS de homens, dar nota, fazer comentários. Fui pesquisar já achando que era um app feito por homens pra homens gays (por que quem é que arriscaria dinheiro investindo que mulheres gostam de sexo e se interessam por… avaliar pintos?), descobri que na verdade era pra avaliar HOMENS, não pintos. Achei curioso esse rumor ter surgido, por que sites, apps, blogs, conversas de botecos de homens avaliando e dando notas pra pedaços de corpos de mulheres é o que não deve faltar. Peito nota 5, bunda 9,5. A gente tem até uma piada específica pra mostrar que estamos olhando é pra um recorte do corpo de uma mulher, pra um pedaço do objeto mulher, e não pra uma pessoa: Raimunda. Quando são mulheres sendo objetificadas nem é assunto, quando são homens, chovem lágrimas. É sexismo.

    Li umas críticas de sites especializados em tecnologia e de jornais relativamente importantes em inglês, algumas xingando o app, alguns dizendo apenas ‘hey, é idiota, mas é a mesma coisa que os caras tão fazendo com as mulheres desde sempre, parem de reclamar’. Olha, não é a mesma coisa. Vou colar aqui e traduzir trechos da apresentação do LuLu no site oficial:

    Primeiro, o LuLu é apresentado como ‘LuLu: the first-ever app for girls’ [LuLu: o primeiro aplicativo pra meninas de todos os tempos]. Quando li isso já tinha pensado: realmente, por que todos os outros, TODOS OS OUTROS que servem pra dar notas e fazer comentários sobre pessoas, inclusive esse facebook aqui que se o filme estiver correto começou como um webapp pra dar nota pra mulheres de acordo com a aparência, e surgiu por que o Mark tava putinho com a vadia que não quis ficar com ele, foram feitos por homens, pra homens. Talvez fosse massa lembrar também do Grindr. Tentaram fazer várias versões pra mulheres e simplesmente NÃO PEGOU. As mulheres não aderiram em massa. O foco pode não ser o mesmo, mas são sintomas da mesma estrutura.

    Então você lê a descrição do LuLu: “A private app for girls to share their insights on love and life” [um app privado pra meninas compartilharem seus pensamentos sobre amor e vida]. Se fosse um app pra homens, ainda que tivesse sido criado mesmo pra esse fim, tenho certeza que de fato ia acabar se tornando pornografia. Se até o chatroulette conseguiram transformar numa ferramenta de constrangimento e humilhação de mulheres e assédio sexual virtual, ao ponto dos criadores precisarem implementar um filtro detector de pintos pra tentar reverter o problema e permitir que o site fosse usado pro propósito pretendido – ter conversas via vídeo chat com pessoas aleatórias de vários lugares do mundo – imagina um app feito pra comentar sobre mulheres, sobre como se sentiram com elas, e coisas assim. Mas isso é algo que é esperado – ou sequer permitido – das mulheres? Em tempos de revenge porn, se alguém descobre que a fulana da faculdade tirou foto e avaliou o pinto do cara outra turma com quem transou, é ela quem se fode. Ela que vai ficar sendo a vagabunda e sofrer assédio sexual e ameaças de estupro. Essa acusação do rumor vem de onde então? Os homens são tão nojentos que nem eles querem lidar com os modos de dominação da supremacia masculina voltados contra eles.

    Se você clicar em “How LuLu works”, vai parar numa página com várias explicações, a primeira delas: ‘We created Lulu to unleash the value of girl talk and to empower girls to make smarter decisions on topics ranging from relationships to beauty and health.
    Lulu is a private network for girls to express and share their opinions openly and honestly. In our first iteration, Lulu is a private app for girls to read and create reviews of guys they know.’ [Nós criamos o LuLu pra libertar o poder da conversa entre meninas e empoderar meninas pra tomar decisões mais espertas em tópicos que vão de relacionamentos a beleza e saúde. Lulu é uma rede privada pra meninas se expressarem e compartilharem suas opiniões abertamente e honestamente. Na nossa primeira iteração, Lulu é um app privado pra meninas lerem e criarem resenhas de caras que elas conhecem.]

    Libertar o poder da conversa entre meninas e EMPODERAR MENINAS pra tomarem decisões melhores.

    Alguém sacou por que tem tanto homem incomodado? Imagina só, eles já morrem de medo das mulheres começarem a conversar entre si e descobrirem que eles são nojentos, e cada coisa nojenta específica que eles já fizeram. O estuprador, o espancador. O cara que não quer usar camisinha. O cara que mente que usou camisinha. O cara que tira a camisinha no meio do sexo. O que engravida e quer forçar a menina a ter a criança que ela não quer. O cara que engravida e quer forçar a menina a fazer o aborto que ela não quer. O cara que trai. O que destrata, humilha, difama. O ciumento. O chantagista. Todos os caras. Ativamente dominam o espaço de fala e impedem que as mulheres conversem entre si. Demonizam as conversas entre mulheres, chamam de fofoca. Duas mulheres muito próximas que não priorizam um homem, que não dão atenção quando um homem aparece, só podem ser sapatão, e ninguém quer ser sapatão. Toda a sorte de mecanismos pra impedir que mulheres conversem entre si e permaneçam sozinhas, pra impor que todo o convívio social da mulher seja sob o intermédio do homem, do agressor. Tanto trabalho, milênios de patriarcado.

    Aí vem alguém e faz um app. Que só mulheres podem ter acesso (eu tava como homem no facebook e tentem acessar, e mesmo depois de mudar de volta pra mulher não consegui). Pras mulheres trocarem experiências umas com as outras num ambiente seguro – num espaço seguro – anonimamente.

    Clicando no ‘About Us’ [Sobre nós], aparece a foto da criadora (sim, uma mulher! no mercado de tecnologia! fazendo sucesso! imaginem quantos nerds com raiva por aí), a Alexandra Chong, com uma citação dela: ‘I created Lulu because my girlfriends and I needed it. [Eu criei Lulu por que as minas amigas e eu precisávamos]. Ela fez um app por que ela e as amigas precisavam de um jeito seguro de trocar informações entre elas pra conseguir tomar decisões melhores. Sem o julgamento da sociedade misógina que chama isso de fofoca. Sem os riscos do cara descobrir o que ela falou e ir atrás dela pra agredir (de novo?). Se as meninas estavam precisando fazer decisões melhores em relação aos caras, com certeza significa que elas estavam sofrendo violências desses homens. Elas fizeram um app pra elas e outras mulheres se unirem e se protegerem disso.

    O post traz algumas coisas que estavam escritas em outros espaços e eu já colei aqui, e segue: ‘Lulu founder Alexandra Chong came up with the idea for Lulu over a six-hour post-Valentine’s day brunch. Alexandra sat at a table of girls, talking about everything from the men in their lives to career moves. Alexandra recognized that if you put even one guy in the mix, the candor of the conversation changes. She thought there was a real opportunity to tap into girl talk.
    In February 2013, we launched the first iteration of Lulu as a private app for girls to read and create reviews of guys they know. Since then, more than one million girls have downloaded Lulu.’ [Alexandra Chong, a fundadora do Lulu, teve a ideia pro Lulu depois de um "brunch" (refeição que combina o café da manhã, 'breakfast' em inglês, com o almoço, 'lunch' em inglês). Alexandra sentou uma mesa de meninas, conversando sobre tudo desde homens até as vidas delas até decisões sobre suas carreiras. Alexandra reconheceu que se você coloca mesmo que seja apenas um cara na mistura, a honestidade da conversa muda. Ela pensou que havia uma oportunidade real pra promover conversas entre meninas. Em fevereiro de 2013, nós lançamos a primeira iteração do Lulu como um app privado pra meninas criarem resenhas de caras que elas conhecem. Desde então, mais de um milhão de meninas baixaram o Lulu.]

    Mesmo antes de ter lido ler tudo isso aí eu já tinha achado o app muito massa e mesmo não sendo hétero, eu corri pra baixar e instalar (minha amiga também, e pelo menos mais uma já tá usando também e adorando). Agora a gente tem um app pra postar que o cara que paga de feminista e que sai adicionando as mulheres pra assediar é um nojento, e que quando ele percebe que não vai conseguir nada com você, sai falando mal, hostilizando você publicamente nos seus posts, sabotando seus projetos e pior, usa o fato de ser “seu amigo” pra hostilizar outras mulheres e pra adicionar e assediar ainda outras. Agora tem um app pra facilitar esse processo tão demorado que foi descobrir que não foi uma nem duas meninas que passou por essas situações com o nojento em questão – que frequenta boa parte dos espaços não-virtuais que você e suas amigas frequentam também. Inclusive as que não saberiam dessas histórias e poderiam cair na furada de acabar se relacionando com ele.

    A wikipedia linka o ‘DontDateHimGirl.com’ [NãoSaiaComElemenina.com ou algo assim], e informa que o Lulu é frequentemente comparado com ele, que já teve uma função pra dar nota pros caras. É claro que os caras tão com raiva. Eles tão chamando esse app de sexista. Isso faz tanto sentido quanto chamar de racista um app de negras, exclusivo pra negras, feito por uma negra, pra denunciar racismo que sofreram por brancos. Não existe racismo contra brancos. Não existe sexismo contra homens. Os homens tão incomodados é por que esse app é feminista mesmo.

    Essa função de dar notas nos homens é só a primeira fase do app. Pelo que eu entendi, novas funções com o objetivo de estimular e facilitar conversas entre meninas com o objetivo de criar uma rede virtual de apóia-mútua entre mulheres. Esse app não é sobre homens. Repito: NÃO É SOBRE HOMENS. É sobre mulheres, sobre apóia-mútua entre mullheres e empoderamento de mulheres. Esse app é sobre mulheres. Eu não tenho passado muito tempo no facebook e vi poucos comentários das amigas, mas o que eu vi foi mais no sentido de dizer ‘peraí, é idiota mas é a mesma coisa que os homens já tão fazendo’, que é mais ou menos como a mídia liberal dos EUA tá cobrindo. A gente que é feminista deveria olhar o LuLu com mais carinho que a mídia liberal dos EUA.

    E é mais ou menos isso que eu queria falar sobre o Lulu. Eu gostaria de sugerir de todo o coração que você e suas amigas todas instalem ele, tem pra Android, pra iOS e acho que dá pra usar pelo navegador também, e que ignorem completamente o que os caras têm falado sobre o app. Tentaram te deixar longe dele dizendo até que é um site que tem pintos pra dar nota e nada mais. Que mentira mais desonesta.”

    • 25 de novembro de 2013 10:50 PM

      bá amiga, to pra dizer que não to nem com tempo de sobra pra ler ele…to respondendo do meu carro esse comentário.

      • 26 de novembro de 2013 8:31 AM

        Sinceramente? Acho que vale a pena vc dar uma lidinha…. É um ótimo texto, nada ofensivo a vc ou a sua postagem. Convenhamos, vc já leu muita coisa pior aqui, rs. Quando a gente expõe nossa opinião, estamos sujeitas a opiniões contrárias e uma boa discussão sobre o assunto abre a mente. Devo confessar que descobri esse aplicativo ontem e adorei! Não pq iria finalmente falar mal do meu ex pra todo mundo, mas sim pq é divertido! E , se todas falassem a verdade, informativo, como o comentário acima ressalta. Enfim, seu desdém por um bom texto como esse só mostra que vc não tá levantando um ponto a ser discutido e sim criando polêmica e julgando os outros :~ Laura, tua amiga tá de parabéns :)

  157. John permalink
    25 de novembro de 2013 10:04 PM

    Bruna, ta certinho. Li os comentários e fiquei com asco de grande parte. Compartilho sua opinião sobre tudo. Vai estudar galera :)

    • 25 de novembro de 2013 10:52 PM

      Obrigaaaada, John! :* :* :* Tem que ter paciencia mesmo com esses comentários heeheh Mas to de boa aqui respondendo os que consigo

      • John permalink
        27 de novembro de 2013 7:46 AM

        Tem feito um excelente trabalho nas respostas também! :)

        E parabéns pelo site, apesar de não ser um grande conhecedor de moda, curti muito!

  158. Matheus Valente permalink
    25 de novembro de 2013 10:05 PM

    Seu texto é completamente irônico, tendo em vista que este possui essências machistas e que ao
    mesmo tempo foi escrito por uma mulher.
    Ao se referir às mulheres que usam tal aplicativo com palavras de significado ofensivo e ao aconselha-las a fazer algo para o futuro delas e até mesmo irem atrás da cura do câncer você perde toda a sua credibilidade de argumentação e cria uma rotulação para essa mulheres.
    Seria de extrema importância respeitar o gosto das outras pessoas, mesmo esses sendo bons ou não, quando você quiser expor sua opinião sobre qualquer assunto, que por coincidência é igual à minha relativa ao aplicativo.
    Para termos de comparação, sua dissertação é equivalente ao pensamento de alguém que julga uma mulher pela roupa que usa, onde aquela que usa uma minissaia é uma “piriguete” e a que usa uma calça jeans é uma “moça comportada”, algo considerado extremamente machista.
    Enfim, não estou desmerecendo tudo escrito por você, e fique esclarecido que há no texto pontos importantíssimos a respeito deste assuno, estou apenas querendo que você seja mais cuidadosa com aquilo que escreve, pois ,com certeza, você magoou muitas leitoras suas.

    Um grande abraço.

    • 25 de novembro de 2013 10:55 PM

      Peço publicamente desculpas às pessoas que se ofenderam. Foi um desabafo mais que inocente porque não achei que ia dar nem 1% da repercussão que deu!

      (não li todo o seu comentário…admito que li bem por cima, mas agradeço a educação e contribuição anyway)

  159. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 10:09 PM

    FODA-SEEEEEEE

  160. Anônimo permalink
    25 de novembro de 2013 10:18 PM

    Ah, meu… na boa, é só um app.
    Eu perco a fé na humanidade a cada vez que eu e milhares de pessoas passamos por outras em condições deploráveis, jogadas às ruas, e sentimos (no máximo) um remorso passageiro, não por um app… faça-me o favor

  161. sergio permalink
    25 de novembro de 2013 11:11 PM

    uma das declarações femininas mais machistas que ja li!

  162. Lucas permalink
    25 de novembro de 2013 11:33 PM

    daqui ha pouco vc vai ter homem aih indo pra rua pelado de pau duro fazendo protesto pq estao sendo classificados como objeto, e estao avaliando eles como se eles tivessem a obrigaçao de agradar os gostos dos outros…
    Soh que nao… pq homem eh homem….

  163. anônimo permalink
    26 de novembro de 2013 12:21 AM

    Na boa esse post foi completamente machista, e dai que nós mulheres estamos qualificando os homens quanto aos seus atributos? Eles não sempre fizeram isso conosco? ” Aquela chupa, a outra dá fácil, a outra é muito difícil e nem é tudo isso, aquela tem mó rabão, a outra mó peitão, essa mina tem uma buceta muito peluda” não vejo problema nenhum em falar dos homens da mesma maneira que eles sempre falaram de nós. Ninguém nunca se importou, nem mesmo as próprias mulheres, não entendo tanto drama por causa de app. Minha fé na humanidade ou a falta dela está muito além de um app – apenas.

  164. Alvaro permalink
    26 de novembro de 2013 12:27 AM

    Gente q exagero… O blog eh da pessoa ai, logo essa eh apenas a opiniao dela. O assunto em geral eh muito tosco pra ser discutido seriamente. Machistas ou feministas, tudo farinha do mesmo saco, tentando ser diferente, mas pensam da mesma forma.
    Geral distorcendo pequenas referencias q a menina fez ao dar sua opiniao (no seu proprio blog,detalhe) julgando horrores, como se fosse caso de policia esse texto.
    Na minha opiniao, temos que aprender a conviver com a diversidade. (Me incluo nisso)
    E na boa, eu nao acredito que nenhuma mina que eu tenha me relacionado em 25 anos, iria me colocar num lance desses ai, e mesmo que colocasse nao faria diferença pra mim.
    Nao sou o “garoto maravilhoso certinho”, ja fiz e faço minhas cagadas, mas sempre procuro respeitar, e aprender com os tombos.
    O maior problema dessa parada toda ai, eh que tem gente com 20, 30 anos, totalmente alienada e estagnada, “sem horizonte” saca? Sem estrutura psicologica, e tao infantil quanto seus proprios filhos. Gente que nao se aceita e nao muda, e que nao aceita o proximo tbm.
    Se vc homem classifica uma mina como possivel mina dahora, olhando pra bunda e pros peitos, e se vc mulher classifica o cara, conferindo tamanho de pica, do braço, da conta ou o que quer que seja, eu soh lamento. “Cultura xixi” essa de hoje.

  165. Cristiano permalink
    26 de novembro de 2013 1:29 AM

    Legal seu texto Bruna.
    O blog é seu e tu escreve o que você quiser. Não gaste energia com pessoas prepotentes.
    Esse aplicativo só mostra o estado atual dessa sociedade doente. A menina que está afim de um garoto não precisará mais se preocupar em conhecê-lo, as pré-fabricadas “#’s” dirão como ele beija, trata uma garota, trepa, dorme, etc.
    Galera, vamos começar a desligar os smartphones e prestar mais atenção em nossa volta, nas pessoas que cruzamos diariamente mas estamos muito ocupados olhando para a tela do celular…
    E daqui a pouco será lançado o aplicativo para nós homens avaliarmos vocês.

    Por mais que a intenção da idealizadora do aplicativo tenha sido boa, muita gente com espírito de porco utilizará para sacanear.

    Valeu Bruna!
    Beijo

  166. Andrade permalink
    26 de novembro de 2013 1:29 AM

    Quando você avalia alguém, fica registrado quando você visita a foto de um garoto que vc avaliou ele?

  167. Anônimo permalink
    26 de novembro de 2013 2:14 AM

    Assino embaixo.

  168. 26 de novembro de 2013 8:52 AM

    Adoraria continuar lendo os comentários, mais pela confirmação da real existência de pessoas exatamente como as “LULU LOOSERS”, do que por concordar com seres humanos ainda salvos que não faltaram às aulas de interpretação de texto. Adorei! Fiquei revoltada, desacreditada, enojada quando entendi qualéquiéra essa palhaçada, juro juradinho que não é recalque, ok? Tanto não é recalque que, pra mim, pior do que as criaturinhas vazias usuárias do app, são as loucas descompensadas que brigam com os namorados/atuais peguetes/affairs/paqueras quando encontram um #sópensanaquilo ou um #pegatodas no perfil do gato. É de perder a fé mesmo (CALMA, GENTE! NÃO NO SENTIDO BRUTO DA FRASE, OK?!).
    A verdade é que o mundo está cheio de hipócrita mesmo. Eu nunca pedi para queimarem a porcaria do sutiã, e nem por isso deixei de me dar ao respeito. Mas hoje em dia, a mulherada quer “igualdade” e se perde sobre a essência do significado da palavra. Porque, se você se dá ao luxo de entrar nesse lixo e classificar os homens (que aliás hoje podem ser bem diferentes do cafajeste ou do romântico meloso que você conheceu) anonimamente, o que você pode receber em troca é no mínimo do mesmo nível de infantilidade e futilidade infinita. Igualdade, certo?
    “Escolha inteligente”? Se baseado em uma conversa face to face, com pessoas em que você confia e conhece, ok. Mas baseado num circo armado para garotas maquiadas de mulher, é um insulto à inteligência feminina. TRISTE.
    Amei o blog, vou voltar sempre. Parabéns!!!
    Se quiser, take a look: http://virgulaponto.blogspot.com.br/

  169. 26 de novembro de 2013 8:56 AM

    Se chama “opinar sobre as pessoas”.

    Serve para fazer sexo casual, ter relacionamentos superficiais e experimentar o que as outras pessoas tem a oferecer sem a verdadeira hipocrisia de ficar dizendo que ama a pessoa, quando o que você quer não é amor, mas sim uma diversão de fim de noite.

    E é muito bom. Não é hipócrita, não é algo que diminui o valor de ninguém. É só livre e sem amarras de recalque. Liberta essa tensão toda, para de ficar invocando o câncer pra justificar as regras que você impõe sobre si mesma.

    Viva e deixe viver, linda.

  170. 26 de novembro de 2013 10:08 AM

    kkkkkk Excelente texto moça, não a conheço, mas parabéns, disse tudo mesmo!
    Beijos

  171. 26 de novembro de 2013 10:12 AM

    Opinião sensata de uma mulher com “M”!! Precisamos de mais mulheres e menos meninas!! Parabéns!!

  172. 26 de novembro de 2013 11:01 AM

    Genial o texto

  173. Anônimo permalink
    26 de novembro de 2013 11:11 AM

    Eu, homem, achei você machista. Parece que você está dizendo que a mulher precisa necessaramente pegar um cara com conteúdo para namorar e casar. E se a menina quiser só dar uma pegadinha num cara bom de cama, pra se divertir e aliviar o estresse? As vezes ela está super estressada com o trabalho e quer só sexo. QUAL É O PROBLEMA? O aplicativo parece ótimo pra ver qual é o cara que é bom pra isso. Avaliar bem ou mal vai muitas vezes do ego ferido, mas PORQUE necessariamente a menina vai ter se apaixonado pelo boy, e não o contrário? E se a menina achou o cara grudento e quiser colocar isso pra todo mundo ver? Acho super válido, além de que elas devem se divertir bastante.

    Acho que todo mundo que está criticando tanto esse aplicativo é muito machista.

  174. Gustavo permalink
    26 de novembro de 2013 11:30 AM

    Legal o post, concordo com quase tudo… Mas falando em perder o tempo com besteira, vc não tem um blog de moda?

  175. Guilherme permalink
    26 de novembro de 2013 12:39 PM

    Olha, acabei caindo aqui por acaso, mas achei sensacional teu ponto de vista! Parabéns, vou olhar com mais esmero teu blog (ó, ganhou um seguidor!). Repito, reverberou!

  176. Nathália permalink
    26 de novembro de 2013 1:01 PM

    Aplicativo para gente desinteressada. Leia um livro, vá ler um blog interessante. Ou vai estudar pra um vestibular, ser alguém na vida… Concordo completamente com a postagem!

  177. ana permalink
    26 de novembro de 2013 1:05 PM

    Acho que quem escreveu esse texto não gostou pq não faz sexo há algum tenho…pela falta de senso de humor fica nítido isso. hahhaa. e outra….vc devia lavar uma louça tb regata..Pq se importou tanto que escreveu um texto grandao sobre. ps: se os homens fossem avaliar as meninas, juro que eu ia morrer de curiosidade pra saber o que ia rolar. Essa cultura do politicamente correto que a autora parece seguir, é uma mocinha muito chata.

    • Anônimo permalink
      27 de novembro de 2013 12:05 AM

      Vergonha… Vc eh tosca… Cresce…

  178. Joana permalink
    26 de novembro de 2013 1:12 PM

    O problema é que você gastou mais tempo escrevendo esse texto do que todas as meninas do planeta avaliando os meninos no Lulu, ou seja, se não gostou, ao inves de perder tempo escrevendo algo no seu blog, por que não foi ajudar na cura do câncer?

    • Fran permalink
      26 de novembro de 2013 2:05 PM

      Achei bem producente a postagem do blog, informativa. Diversas pessoas do meu círculo (inclusive eu), pessoas que trabalham e vivem uma vida de verdade fora da rede, nem sabiam da existência dessa aberração, exatamente por ela ser uma coisa realmente tão “relevante” para a sociedade. Agora sei que existe isso e que o mundo precisa urgentemente rever seus conceitos sobre educação, respeito, relacionamentos e aonde queremos chegar com toda essa exposição. É triste ver as meninas defendendo isso. Pode ser divertido, mas totalmente irresponsável e injustificável. O custo-benefício vale a pena?

    • 26 de novembro de 2013 2:15 PM

      eu escrevi esse texto em 5 minutos, Joana. o tempo que eu gasto agora no blog é porque ele tá tendo 75mil acessos por dia e isso pode me trazer algum beneficio no futuro. e nao, eu infelizmente nao posso contribuir com a cura do cancer pq a minha inteligência e conhecimentos se limitam bem antes que isso, mas com certeza gasto meu tempo de forma mais util que ficar nesse aplicativo besta.

  179. 26 de novembro de 2013 1:18 PM

    Concordo totalmente com os comentários no blog. Isso é uma infantilidade sem tamanho pura criancice!!! Não se julga as pessoas desse modo não expõe pessoas dessa forma é uma falta de respeito e caráter usar uma bobagem de um aplicativo para fazer isso.. e ainda por cima, anônimo!!!! Quer brincar vai arranjar outra coisa quer se divertir , divirta-se mas não as custas dos outros. A questão de perder a fé na humanidade é que algumas pessoas são tão pequena que se dão ao luxo de rotular e classificar outras pessoas!!!!!

  180. Ana Paula permalink
    26 de novembro de 2013 1:22 PM

    Muito bom o seu texto. Achei bem divertido e realista.Descobri o Lulu essa semana, baixei por curiosidade (e pq era “de grátis”), e tbm para aproveitar e ver se havia alguma avaliação do meu namorado! Ufa, ainda bem que não tinha.
    Não sei como vc tem paciência com tanta gente ignorante por aqui… Eles entram no SEU blog para te insultar! E ainda distorcem tudo o que vc escreveu. Haja amor hein!
    Ah e vc nao deveria ter mandado elas lavarem uma louça. Deveria ter sido fazer uma boa faxina, que ocupa mais o tempo.

  181. Brenda permalink
    26 de novembro de 2013 1:27 PM

    Primeiro, que já existe inúmeros aplicativos e sites assim para homens. Então falar “e quando surgir um para os homens?” é até ignorancia da sua parte.
    Segundo, dê uma olhada nesse link: https://www.facebook.com/ariane.silva.s/posts/10202508456571395

  182. Monalisa permalink
    26 de novembro de 2013 1:39 PM

    Senti a mesma coisa quando fiquei sabendo desse aplicativo: Cada vez mais perco a fé na humanidade e na sua capacidade humana, por dar fama a coisas tão fúteis. Óh, céus. =/

  183. Fran permalink
    26 de novembro de 2013 1:53 PM

    Simplesmente RI-DÍ-CU-LO este app… Não tem nem o que comentar ou discutir…

  184. 26 de novembro de 2013 2:33 PM

    Aplicativo de vagabundas, desses tipos que namoram e que recusam papo com um cara a pé e quando vêem que ele tem uma Ferrari, voltam atrás se oferecendo. Depois, não querem que os homens as trate feito objetos. Lamentável.

  185. Guilherme permalink
    26 de novembro de 2013 3:12 PM

    Muito bom o seu ponto de vista, #engoletudo é ótima!!! kkkkkkkk

  186. Marcela permalink
    26 de novembro de 2013 3:18 PM

    aiiii gente…. mta frescurada… meninos e meninas falam isso no bar, e se disser q nao ,será mtaaa hipocrisia…e se fizerem um masculino,na real ? vou dar risada do msm jeito… pra q levar tudo a serio e fazer uma pós,mestrado,doutorado no assunto? Não dá p curtir e relaxar, sem levar a sério ? eeee povo! dei mta risada. pronto passou.. hahahah eu hein.. qnta caretice…

  187. Regina permalink
    26 de novembro de 2013 3:54 PM

    aaeuhaeuheau as pessoas aqui falam tanto de machismo, que elas tão fazendo a atividade mais “típica”(segundo os homens) que a mulher faz , sendo FOFOQUEIRAS aeuhauaehaeuh cara vcs tem mesmo que lavar louça e se acham que lavar louça diminui alguém, vcs tem que repensar seus conceitos pq vcs que estão sendo machistas e muito pior é argumentar dizendo que homem também faz, vcs comem m*rda se eles comerem também? cara por favor, vocês são tão podres quanto os caras que julgam as mulheres.
    Adorei seu post e digo que nem adianta não, gente errada sempre vai ter argumentinhos sem cabimento pra se defender.

  188. Marianna permalink
    26 de novembro de 2013 4:00 PM

    tu é idiota?

  189. Camila permalink
    26 de novembro de 2013 4:26 PM

    Mulheres que usam esse aplicativo são no mínimo, burras e infantis! Parabéns pelo post.

  190. andre permalink
    26 de novembro de 2013 4:38 PM

    Ja fizeram um app p competi, opor-se, ou sei lá, o q com o lulu

    http://jornalvdd.com/baseado-no-lulu-aplicativo-pepeka-classifica-desempenho-feminino/?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

  191. Anônimo permalink
    26 de novembro de 2013 5:02 PM

    Olha, eu li uns minutos de comentários aqui e PQP cara, como tem gente fútil e com tempo de sobra pra usar um aplicativo assim e pior, defendê-lo ainda.
    Cara, sério, ainda bem que nunca tive nada com nenhuma garota com cérebro deficientemente desenvolvido pra usar um aplicativo fútil e besta como esse.
    Bruna, post genial. Mostra que ainda existem MULHERES, pois as usuárias desse aplicativo são garotinhas que provavelmente vivem do dinheiro dos pais no seu mundo cor de rosa, fazendo fofoca e intriga através de aplicativos e depois devem se reunir pra comentar “viu o que eu falei do fulano?”…
    Lavar uma louça, rachar uma lenha, carpir um lote, tudo isso falta para as usuárias deste aplicativo… E claro, para aqueles boçais que devem dizer “o meu, tu viu que minha nota é 9 lá?”
    São estas pessoas que dão moral para reis e rainhas do camarote.

    -.-”

  192. 26 de novembro de 2013 5:03 PM

    Querida, FINALMENTE UM BLOG QUE PRESTA no meio dessa palhaçada toda de hoje em dia!
    Virei fã!!!!
    Beijos,
    Júlia

  193. Lucas permalink
    26 de novembro de 2013 5:58 PM

    Machismo? Eu lavo louça, limpo a casa, lavo minha roupa, lavo minha dogzinha, faço comida todos os dias, e quando eu tiver uma mulher, vou fazer o mesmo. Só que certeza, que se eu falar que eu nao gostei do decote ou do comprimento da saia da mesma, mesmo eu fazendo tudo isso, ela vai dizer que eu sou machista =s
    Por isso estou preferindo viver sozinho mesm.
    Eu não entendo mais nada (entendo sim, mas vou ficar quieto hehe)

  194. Anônimo permalink
    26 de novembro de 2013 6:05 PM

    Super concordo com o texto. E acho que o melhor jeito de conhecer uma pessoa não é pelo o que os outros falam e sim pessoalmente no “mano-a-mano”. Sem contar com a falta de privacidade que isso gera para eles. (mudando um pouco de assunto) Isso me lembra muito os vídeos que rolam entre os homens pelo whatsapp sobre mulheres em situações intimas, como por exemplo o da Fran e da menina que se matou (entre outros)… Tudo isso só mostra a falta de respeito que rola na sociedade e também a falta de privacidade que cada vez mais aumenta.

  195. Leca permalink
    26 de novembro de 2013 7:10 PM

    ADOREI! As pessoas precisam saber interpretar textos e o seu tá mais do que EXPLÍCITO! Blog é como um diário, a pessoa tem o livre arbítrio de expressar e botar pra fora o que quiser. Quem quiser ler, leia, mas saiba como interpretar e desenvolver opiniões. Viva a diferença!!! Concordo com tudo que tu falou! Parabéns pelo blog e pela paciência!

  196. Mauro permalink
    26 de novembro de 2013 7:23 PM

    Nossa, que tal levar a vida um pouco mais na brincadeira? Isso é só um aplicativo para dar risada.

    Por causa de pessoas pseudo intelectuais que o mundo está chato pra caramba.

    • Anônimo permalink
      27 de novembro de 2013 2:00 AM

      Por causa de pessoas que fomentam e riem com aplicativos como esse que as coisas estão como estão.
      Imagina ali se alguma ex sua vai lá e posta no seu perfil #pirocapequena e isso se espalha, quando você se der conta vai ter até sua família rindo de você por isso. Você acha isso legal sr Mauro #pirocapequena?
      Eu realmente não acho.

  197. Gaby permalink
    26 de novembro de 2013 7:23 PM

    Adorei e concordo plenamente… Sua linha de raciocínio é muito boa, sem contar q escreve muito bem. É natural que descordem, afinal essa é sua opinião, e cada um tem a sua, sinceramente se eu não tivesse concordado simplesmente ignoraria e não entraria nunca mais em seu blog, mas penso como você e concordo que nos dias de hoje a vida em si esta se tornando banal e fútil, é muita preocupação com os outros, é muita gente jugando o caráter, aparência ou postura de outras pessoas e se esquecendo de olhar para si, pontuar os próprios defeitos e tentar de alguma forma melhora-los… Saiba que ganhou uma seguidora sua, e estarei sempre lendo oq escreve. Meus parabéns!!!

    • Thi permalink
      26 de novembro de 2013 10:40 PM

      Muita gente julgando.. tanta gente julgando, que vc está aí a julgar as pessoas que usam o app.. ai ai

  198. 26 de novembro de 2013 8:28 PM

    Podemos pular para parte “felizes para sempre”?
    HAHAHAHA! Brincadeira…ou não! HAHAHA!
    Como faz falta no mundo mulheres como você!

    Aumentando as diferenças entre homens x mulheres e diminuindo o respeito.

  199. Iris permalink
    26 de novembro de 2013 8:52 PM

    Nada demais, homens já fazem isso há séculos…

    “ME: Apns arrasando com o boy” :3 hahaha sempre! :3

    • Anônimo permalink
      27 de novembro de 2013 1:52 AM

      Homens?
      Se você se refere àquele grupo de boçais que passam o dia na academia postando fotos no Instagram, enchendo de hashtags e vivem geralmente as custas da família, você não está falando de homens mas sim de moleques.
      E pra esse tipo de homem existe o tipo de mulher que usa esse Lulu e etc.

      ;)

  200. Anônimo permalink
    26 de novembro de 2013 9:43 PM

    Argumentação fraca e e exagerada. Estes aplicativos são para divertir e não pra uma pessoa definir o perfil da outra apenas por dica de outras, quem faz isso é pessoa de mente fraca e essas prefiro que vejam as hastags negativas e suma mesmo. A vida com humor é bem mais tragável, experimente!

    • Anônimo permalink
      27 de novembro de 2013 1:48 AM

      Divertir?
      Que diversão vai assistir a Zorra Total pq é o tipo de humor que gente que usa esse tipo de aplicativo deve gostar.

  201. João Pedro Fernandes Silva permalink
    26 de novembro de 2013 10:37 PM

    Softwares dão dinheiro. A lógica é simples. As pessoas medíocres adoram softwares com distrativos medíocres. Enquanto tiver programador sacando isso, existirão vários aplicativos iguais a esse e muito programador ganhando dinheiro.

  202. Thi permalink
    26 de novembro de 2013 10:37 PM

    A verdade é que esse aplicativo nada mais é que algo que TODO MUNDO ja fez/faz/fará na balada/noite por aí… Hipocrisias a parte, se não te serve, simplesmente não use… Acho que gastar seu tempo a julgar quem faz uso ou não da ferramenta, seja pra se divertir ou não, te faz tão desocupado(a) quanto o indivíduo que a usa…
    E sinceramente pessoal, serião essa hipocrisia toda aí?! Esse pudorzinho todo aí?! QUEM NUNCA fez esse tipo de comentário na vida que atire a primeira pedra… ME POUPEM!

    • Anônimo permalink
      27 de novembro de 2013 12:56 AM

      Naaaao cara, vc é burro, isso ai que voce disse eh tudo burrice

    • Anônimo permalink
      27 de novembro de 2013 1:45 AM

      É por pessoas acharem esse tipo de coisa normal que tudo está como está.
      Obrigado sociedade de merda dos dias atuais que tem tanta ausência do que fazer que sobra tempo pra usar esse tipo de aplicativo.

  203. 26 de novembro de 2013 11:57 PM

    Concordo com tudo!

    E achei muito divertida/convidativa a forma como você passa sua idéia.

    Fiz o aplicativo, vi lá meu perfil… durou umas duas semanas, aí excluí! Quanta merda reunida num mesmo ambiente! Anonimato no quesito amor é a pior desgraça da humanidade.

    Beijos no ombro. #adorei ;b

  204. Caê permalink
    27 de novembro de 2013 12:07 AM

    Parabéns Bruna pelo artigo.

    Eu nunca usei nenhuma aplicação de avaliação de pessoas, e não quero que façam o mesmo comigo, não é recalque nem medo como disseram, é um minimo de privacidade, o aplicativo usa sem consentimento dos homens dados como fotos e informações para isso, agravando ainda mais a situação, e referente a função do aplicativo, pessoas com um minimo de senso independente ao sexo deve no minimo a coragem de falar pessoalmente como algo construtivo,

  205. Anônimo permalink
    27 de novembro de 2013 2:17 AM

    As pessoas só se esquecem que o que acontece na internet fica na internet para sempre, não é como a conversinha de bar entre os seus amigos ou no banheiro da balada, que ficou restrita a um pequeno circulo e morreu depois daquele momento. Acho que esta é uma questão que quase se aproxima a das biografias não autorizadas, vocês querem mesmo (des) conhecidos falam o que quiserem publicamente sobre vocês?

  206. Thiago P permalink
    27 de novembro de 2013 2:38 AM

    Bom texto.

  207. Daniel Frazão permalink
    27 de novembro de 2013 4:39 AM

    Ótimo texto; parabéns. Concordo plenamente quanto à perplexidade em relação a humanidade machista, fútil e infantiloide. E além disso tudo, há um aspecto que ainda não vi ninguém falando: o aspecto jurídico da coisa. Primeiramente, todo mundo tem DIREITO ao acesso a informações sobre si mesmo. Se há um dossiê detalhado sobre mim em alguma organização por aí, eu tenho direito a vê-lo. Em segundo lugar, há coisas como direito de imagem, privacidade, etc e etc, todos eles pessoais e intransferíveis. E pelo que eu entendi, esse aplicativo gera perfis de homens que são vistos, avaliados e mexidos à revelia deles. No entanto, só quem pode ter controle sobre o meu perfil na internet sou eu mesmo. Se alguém cria um perfil de mim numa rede social qualquer e não sou eu o criador, no mínimo rola uma falsidade ideológica aí. Enfim, não sou especialista jurídico no assunto e posso estar falando bobagem, mas não há uma série de direitos sendo violados aí com esse aplicativo não? Novamente, parabéns pelo texto, ele não poderia ser mais pertinente.

  208. Gabriel Souza permalink
    27 de novembro de 2013 5:23 AM

    Ia escrever um texto enorme mas a um bug infeliz no eu teclado me irritou e desisti.

    Resumirei tudo com um “Obrigado, Bruna Roriz!”.

    • 27 de novembro de 2013 7:32 AM

      hahahahaha I know that feel, bro!

      Mas igual, muito obrigada a você também :)

      Beijo Grabriel!

  209. gustavo permalink
    27 de novembro de 2013 6:31 AM

    Parabens ao desenvolvedor esta ficando famoso em segundos e so tende a melhorar o app, continuem postando e falando sobre ele…isso que ele quer !!!

    • 27 de novembro de 2013 7:32 AM

      Continuem vindo, comentando e dando audiencia pro meu blog, isso que eu quero também! Win-win :)

  210. Leonardo permalink
    27 de novembro de 2013 8:00 AM

    Parabéns pela sua forma de pensar excelente texto!!! Acho que quem da muita bola pra isso ou deveria ir lavar um tanque bem cheio de roupa ou então encher uma laje!!! No meu caso to indo encher a minha rsrsrs…. beijos

  211. Hugo permalink
    27 de novembro de 2013 8:07 AM

    Estava comentando com uns amigos sobre isso e um deles falou:

    Cara, imagina você começa a ficar com uma menina e ela vai procurar seu perfil no LULU. Se você tiver mal avaliado tá fodido…ela vai sair fora.

    Eu respondi:

    Ainda bem né…por que através dessa atitude você já tem uma resposta do quão imatura era a menina que você estava ficando.

    É anônimo e não tem filtro nenhum. Não faz nem sentido a mulher se basear nesse app pra começar o relacionamento com um cara por que podem existir mentiras que são fáceis de descobrir ali. Por ex (aproveitando o ex do texto): o cara entra no da irmã e coloca #TrêsPernas. A menina olha isso, quer provar pra ver e na vdd o cara tem piru pequeno. Constrangedor…

    Estamos no auge do distanciamento nas relações por causa das tecnologias tipo facebook chat, gtalk, whatsapp. Agora estamos nos distanciando dos mistérios de se conhecer alguém por causa de um app idiota que, na vdd, nem ajudar a conhecer a pessoa ajuda.

  212. Anônimo permalink
    27 de novembro de 2013 9:39 AM

    Não sou seguidor de blog, muito menos escritor, mas vi o txt no face e por curiosidade li. Gostei muito do que vc escreveu. Gente com conteúdo ta se tornando raro. :///

  213. Maria permalink
    27 de novembro de 2013 9:48 AM

    E quem nunca falou algo d algm pelas costas (homem ou mulher) ?? E quem nunca difamou alguém (homem ou mulher) pras amigas e colegas contando as pilantragens alheias?? Pq falar mal pode né ? Mas fazer um aplicativo não. Sempre é assim quando vira algo na rede social os conceitos se transformam mas e no dia a dia ? Pq chamar o cara de #MaisBaratoQueUmPaoNaChapa kkkkkkkk não pode , mas chamar as mulheres de recalcadas (nesse postizinho, PERDA DE TEMPO tanto quanto o Lulu) pode. E sobre perda de tempo, pq ngm perde tempo com coisa “FÚTIL” né? cada um se diverte com o que quer. NÃO ESTOU DEFENDENDO falar mal dos outros, NUNCA. Mas acaba que TODO mundo falaa, não vou sair chamando mulheres disso e daquilo pq fez isso (sendo honesto com quem é honesto com vc é o q importa) .. agora dar uma alfinetadazinha em um cara PRA MIM é mto MENOS pior do que falar mal de pessoas conhecidas que nunca fizeram mal algum ! Prefiro recalcada pelo pé na bunda do que hipócrita !

    • 27 de novembro de 2013 10:16 AM

      Maria, difamar e tornar púbico é ridículo e expor um cara que talvez no momento tenha um relacionamento, causando desconforto na relação, é vadiagem.
      Brincadeira é brincadeira, mas brincar com a imagem dos outros é sério, se não é pra “biscate brincalhona” é pro “cara brinquedo”. E eu não estou inocentando ninguém não, existem idiotas de ambos os sexos. Seja o macaco que descasca a banana, minha jovem.

  214. 27 de novembro de 2013 10:08 AM

    Bruna, foda-se tudo e vamos casar?

    É impressionante como as pessoas passam por um texto enorme, coeso, de fácil compreensão e ainda conseguem se apegar ao “lavar louça” pra descarregar o RAGE. Se não tem argumentos inteligentes pra discordar do texto é simples: Não entre em uma discussão sem capacidade intelectual pra defender seu ponto de vista.
    De maneira direta, lá vai um fato, gostar do aplicativo te faz uma pessoa burra e vazia(fútil, infantil e etc…), simples assim.

    Brincadeiras à parte, dá pros caras excluírem o perfil do aplicativo(já que é uma falta de respeito usarem minha imagem pra me vender, certo!?). Link pra excluir: http://company.onlulu.com/deactivate

  215. Guilherme permalink
    27 de novembro de 2013 11:07 AM

    Voltei ao blog para te mostrar o concorrente do sexo oposto…

    http://www.tubbyapp.com/

    inte ;)

  216. 27 de novembro de 2013 11:25 AM

    Já tem a versão para homens, se chama tubby
    olha aqui http://instagram.com/p/hNwbYrNoH1/

  217. Anônimo permalink
    27 de novembro de 2013 11:48 AM

    Venham para Windows Phone, aqui não tem esse mundo fútil formado por pessoas medíocres :)

  218. Anônimo permalink
    27 de novembro de 2013 1:21 PM

    Por que seu blog não é nada fútil, né gata?

  219. Paulo permalink
    27 de novembro de 2013 1:27 PM

    Olá Bruna, Pow Gostei do seu post. Acho que cada química entre duas pessoas pode ser perfeita ou uma bosta.. isso não é julgável… Mas claro que este aplicativo refere-se apenas a uma pegação de balada, faculdade e etc… em fim… mas queria saber mesmo o significado de “Beijinho no ombro”, já vi isso algumas vezes…

  220. 27 de novembro de 2013 1:55 PM

    Excelentes parágrafos finais. Essa mulherada, cada dia mais…
    Olha só, realmente você é interessada na cura do câncer?
    Te recomendo este vídeo:

    Um abraço e excelente restante de semana.

  221. 27 de novembro de 2013 2:01 PM

    Bruna, te deixo este outro.
    São as respostas para a cura do câncer; um tratamento simples e barato. A clínica é a melhor possível: o próprio lar.
    O Programa DAR (são 70 vídeos, 1 por dia; eu deixei o do dia 11 – logo acima – onde se fala sobre a Acidose) é a solução para Desintoxicar, Alcalinizar e Regenerar o organismo; de modo a prepará-lo para se auto-curar.
    Mais uma vez, parabéns pelo texto.

  222. Júlia Assis permalink
    27 de novembro de 2013 2:59 PM

    Gostei do texto e concordo em gênero, número e grau, parabéns!
    A internet potencializa as tendências das pessoas, imbecilizando as que têm um fraco por babaquices desse tipo!
    Deixo também parabenizações ao seu blog,vejo muitas blogueiras que só tem a declarar sobre suas bolsas Chanel e viagem de compras a Paris (porque são incapazes de visitar um museu sequer), você é uma das poucas que lava a alma da classe e prova que pra ser bonita e bem cuidada não precisa ser burra!

  223. 27 de novembro de 2013 3:31 PM

    Moça, parabéns pela opinião, pelo conteúdo, pela visão de mundo. Concordo 187,34% com você!

    A futilidade tá ganhando cada vez mais espaço, infelizmente. Mas, parabéns novamente! Muito bom saber que ainda existem mulheres inteligentes e sensatas nesse mundo. Espero que aumente o número de mulheres assim. haha

    Tudo de ótimo pra você! Parabéns pelo trabalho!

  224. Paloma permalink
    27 de novembro de 2013 3:34 PM

    Ei Bruna, me chamo Paloma e gostaria de responder o seu texto. Algumas coisa eu concordo, em outros pontos, eu sinceramente acho que você foi um pouco machista. Também não concordo com o tal aplicativo, e achei ridículo mesmo. Mas, você perguntou a nós mulheres, o que acharíamos se tivesse um aplicativo que fizesse a mesma coisa com nós mulheres. Você como mulher, com certeza deve saber que não é necessário um aplicativo para que sejamos avaliadas todos os dias, não é mesmo? Porque tenho certeza que você já foi chamada de gostosa, delicia, linda e outras coisas bem ruins de se escutar. A minha opinião a respeito disso, é que a maioria das pessoas que estão incomodadas com esse aplicativo, são as mesmas pessoas que avaliam nós mulheres todos os dias. Sim, todos os dias. Além do mais, achei um pouco preconceituosa essa parte do ir lavar a louça (me perdoe se interpretei errado) mas essa prática é normalmente dirigido as mulheres, como algo do tipo: você é mulher, seu lugar é na cozinha, tá fazendo o que no Lulu? Achei um pouco machista (opinião minha).
    E eu sinto muito pelo seu pai ter tido câncer 3 vezes, também tive casos na família e sei que é foda! Mas um aplicativo mais ou menos não vai alterar em nada na luta contra o câncer, ainds e afins. Coisas desse tipo sempre vão aparecer, infelimente. Mas o que restaura minha fé na humanidade é que pessoas lutam contra o câncer, afinal, tem área pra tudo nesse nosso mundo né?

    Enfim, espero que você não me leve a mal. Abraço.

    P.S.: eu vou à marcha das vadias, não entendi o propósito dessa parte no texto.

  225. 27 de novembro de 2013 3:35 PM

    QUERIDOS!! MUITO OBRIGADA POR TODOS QUE ME APOIAM!
    DESCULPA EM PRIMEIRO LUGAR ESTAR “GRITANDO” NESSE COMENTÁRIO (É PRA CHAMAR ATENÇÃO RS) E TAMBÉM DESCULPA QUE NÃO TIVE MAIS TEMPO DE RESPONDER.
    ÀQUELAS QUE ME INFORMARAM SOBRE O NOVO APLICATIVO NA VERSÃO MASCULINA, AQUI TÁ O POST QUE ACABEI DE FAZER A RESPEITO:

    http://brunaroriz.com/2013/11/27/tubby-o-lulu-masculino-o-obvio-aconteceu/

    LÁ EU RESPONDI ALGUNS QUESTIONAMENTOS QUE VÊM SE REPETINDO POR AQUI…

    BEIJO PARA TODOS! :*

  226. Juliano Viana permalink
    27 de novembro de 2013 6:28 PM

    Entrei no face, uma amiga postou o texto e disse: Baita texto! Resolvi ler. Li. Acabei dando uma olhada nos comentários. Tchê, é impressionante a quantidade de filósofos e psicólogos de beira de esquina que nascem em momentos assim. Mas ao invés de analisarem os fatos com mais cuidado, para então questionarem uma ideia ou outra, não, distorcem os assuntos, criam monstros onde não há, alimentam paranoias… Teve gente falando no câncer, falando do machismo em relação “lavar a louça”, se debruçaram sobre “n” aspectos. Como as pessoas são recalcadas e visivelmente se sentem bem espetando os outros com insinuações pontiagudas e sem lógica, sem nexo. Qual a dificuldade em chegar a conclusão que o aplicativo é burro? Há de ser burro pra não entender.

  227. 27 de novembro de 2013 11:14 PM

    Acabei de descobrir o seu blog, e pretendo não ler mais nada por aqui.
    Primeiro, porque achei você uma pessoa, além de ser muito critica um pouco pessimista. E segundo porque já li artigos muito melhores sobre aplicativos desnecessários à humanidade, e por último, sua atitude em relação aos leitores que não concordaram com o seu texto, foi um tanto quanto rude. Acredito que, a partir do momento em que você tem uma página pública onde você expõe suas idéias e que está sujeito à todo tipo de critica(positiva ou negativa), tem que saber aceitar. Enfim, a Paloma em um de seus comentários, respondeu tudo que eu gostaria de te dizer!

  228. 28 de novembro de 2013 12:31 AM

    Como de praxe, meia dúzia de recalcadas falando bobagem. Não ligue! Adorei seu blog, você é linda, inteligente e até me poupou de comentar sobre esse aplicativo, já que você disse tudo o que eu penso a respeito. Quem dera houvessem mais mulheres como você no mundo! Parabéns

  229. Marta Ferreira permalink
    28 de novembro de 2013 7:34 AM

    Menina!!!! Falou e disse! E lavar louça não mata ninguém, inclusive aos homens!!! kkkk

  230. Anônimo permalink
    28 de novembro de 2013 10:55 AM

    Essa é a primeira vez que eu acesso o blog, nunca fiquei tanto tempo lendo os comentarios sobre um post, fiz isso só pra ler as respostas da Bruna hehehe Adorei e voltarei sempre, és uma guria educada e ao meu ver bastante inteligente também, parabéns!

  231. Mariana permalink
    28 de novembro de 2013 7:10 PM

    Falso moralismo… sai por aí falando mal dos carinhas de quem levou pé na bunda pra meio mundo e ainda paga de bonitona falando mal do Lulu. Se o aplicativo fosse tão indiferente você não ia ter o trabalho de verificar como funciona.

    • 28 de novembro de 2013 8:19 PM

      Olha, não sei daonde tu pode ter inventado agora que eu levei um pé na bunda e falei mal por aí da pessoa, mas te informo de fontes seguras (no caso, EU MESMA) que: -n
      E sobre eu ter visto como funciona tá no texto o porquê eu fiz isso. (pagar de bonitona mesmo é vir aqui anonima falar besteira né? hihihi) ;)

    • Ana Paula permalink
      28 de novembro de 2013 9:44 PM

      Mariana, vai lavar uma louça!

  232. 29 de novembro de 2013 9:40 AM

    Eu particularmente não me importaria com esse app se não fosse o fato de que ele simplesmente pega, sem nosso concentimento, as informações do Facebook. Isso é um absurdo! A primeira coisa que fiz quando fiquei sabendo disso foi descobrir como retirar meu perfil de lá. Chega a ser ridículo uma pessoa ter que deletar um perfil que nunca criei e ainda ver a fútil mensagem “Você tem certeza que quer fazer isso? Estamos oferecendo a você milhares de mulheres blablabla….”. Se alguém quer ser avaliado, essa pessoa deveria ter que se cadastrar, e não o contrário.

    • Anderson permalink
      29 de novembro de 2013 9:45 AM

      *um perfil que nunca criou (me perdi no texto em meio a minha revolta :3)

      Se não fosse essa “participação forçada” eu nem ligaria pra existência do app…. Se os homens querem ser avaliados utilizando esse tipo (falho) de mecanismo, aí é problema deles.

  233. Giovanna permalink
    29 de novembro de 2013 10:46 AM

    Achei mt ridiculo esse app pois namoro e jaá odeio o fato de meninas add meu namorado imagina entao dar nota pra ele? Nao tem como tirar o meu namorado disso? Haha

  234. 29 de novembro de 2013 12:05 PM

    não sei com qual intuito e lógica você disse “Gente, depois vocês tão aí fazendo marcha das vadias, sabe?”… Com certeza uma mulher engajada na Marcha das Vadias, não faria tao coisa nesse aplicativo fútil.

    • 29 de novembro de 2013 2:45 PM

      Claro, elas estariam defendendo a Valesca Popozuda, reclamando de serem chamadas de vadias quando se intitulam vadias e ficando peladas para terem respeito. “Ta serto”…

      Depois ainda querem reclamar do turismo sexual.

      Anyway, a fonte do aplicativo com suas defensoras e a marcha das vadias, aborto etc sempre foi a mesma: feminismo e marxismo cultural.

  235. 29 de novembro de 2013 4:10 PM

    Muito bem colocado seu texto, vc é jornalista? . . . Não acredito que sairá um aplicativo na (versão masculina), os homens já utilizam este aplicativo desde os primórdios, pela década de 1500, chama-se “Bar”!

    Saiu do LULU e Acesse minha coluna , lá tem entretenimento, moda, festas, gente bonita e informação… insta: @migueltoninato

  236. Cathiane permalink
    30 de novembro de 2013 2:10 PM

    Não conheço o aplicativo, mas posso te dizer: “Moça, você é machista!”

  237. Lucas permalink
    1 de dezembro de 2013 4:33 PM

    Oi Bruna, adorei seu texto e sua perseverança em rebater os comentários! Devo admitir que baixei o app pra olhar minha situação, mas agora me sinto meio bobo por ter feito isso. Adorei sua posição política em relação à esse feminismo de hj em dia. Ganhou (mais) um fã!
    Grande beijo pra vc, sua linda! ;))

  238. Anonimo permalink
    1 de dezembro de 2013 9:05 PM

    Samantha que disse: “Só para deixar claro, feminismo é defender que homens e mulheres tenham igualdade de direitos ”
    Não seria Igualitarismo???
    Machismo é uma coisa, feminismo, outra e Igualitarismo é outra,,,

  239. Paulo Henrique permalink
    2 de dezembro de 2013 3:00 AM

    Olá Bruna Roriz,

    Olha, muito inteligente e sábio seu post. Acho que não existe problemas em se julgar ou avaliar uma pessoa, mas apenas no momento que você se identifica e dá, também a oportunidade de ser julgado. Isso é uma questão de caráter. Mulheres de verdade, de caráter e dignidade já receberam esse app com maus olhos, mesmo sem saber precisamente do que se tratava. Claro que a curiosidade fizeram com que muitas baixassem – como a autora desse post. Mas, felizmente, também puderam avaliar e fazer um juízo objetivo do aplicativo. As que tem honra e caráter acharam um absurdo e algo que não contribui em nada para melhora das relações sociais. Mas, infelizmente muitas outras não.

    Confesso que esse app me deixou muito indignado. Como há muito não ficava. Nossa Constituição Federal veda qualquer manifestação de idéias através do anonimato. Isso é pela simples razão que o anonimato protege os covardes, desleais e infames. Estes indivíduos sem honra se aproveitam do anonimato para praticarem qualquer tipo de maldade sem ter que sofrer as consequências. Aí eu pergunto: por que as mulheres não se identificam para fazerem suas avaliações no Lulu? Seria porque têm medo de também serem avaliadas e julgadas em resposta? Portanto eu reitero: esse app é de uma cretinice sem precedentes. É dar espaço para pessoas covardes e traiçoeiras se aproveitarem. Todos nós temos defeitos. Quem não fica sentido em ser criticado e ofendido em um espaço público, sem seu consentimento, por pessoas que não se dão ao trabalho de identificar? Por que nós homens somos identificados no Lulu, e as mulheres que nos avaliam não? Muitas mulheres dizem que essas conversas e avaliações já são feitas na vida cotidiana. Ora, obviamente que sabemos que mulheres fofocam. Mas dentro de seu espaço e circulo social. E, claro, mostrando sua face. Por isso tomam cuidado para falar algo de alguém, para alguém. Todos sabem as consequências quando a fofoca chega no seu alvo. Diferentemente quando se diz o que quiser sobre alguém em um espaço público anonimamente. Duvido que, pelo menos, 1% das mulheres que usam Lulu aprovariam um aplicativo similar feito para homens. Serem julgadas, despidas e expostas a criticas por anônimos. Isso já evidencia a cretinice dessas umas.

    Sinceramente esses aplicativos contribuem em muito para aumento da rixa entre os sexos. São coisas que não melhoram em nada nossas vidas. Nota-se, infelizmente, a imensa quantidade de mulheres que não têm caráter nos dias de hoje. Venturosamente existem as sensatas, inteligentes, e de caráter como a autora. Por fim, espero que a ação civil pública, já em caminho do Ministério Público, acabe com o anonimato no Lulu e exponha todas as garotas que fizeram avaliações. Desculpe pelo comentário extenso, mas tentei sintetizar no máximo minhas idéias.

    att,
    Paulo Henrique

  240. 2 de dezembro de 2013 1:47 PM

    Então,não sou psicólogo,nem coisa do gênero,rmas sou homem,sou pai,já traí,fui traído,já tive grana,já fui quebrado…rsrsrs,hj em dia basicamente a sociedade vive de aparência,acho que todos nós gostamos de ´´ibope´´…é bom pro ego e auto estima,sermos lembrados pela beleza,pela simpatia…ou inteligência…enfim uma série de fatores q pode nos tornar os mais populares da faculdade,do trabalho,da balada,etc…a questão é q as pessoas estão cada vez mais paranóicas pelo consumismo,pelo status,pelo poder,de que viver sua vida,de que preocupar-se em formar uma família ,em concluír uma pós,nesse ponto adorei o ponto de vista da Bruna.Outra coisa é fato ,uma mulher de boa família,boa formação intelectual,vai procurar homens à sua altura,assim como as de classes mais baixas e desprovidas de muita beleza,rsrsrs,terão de se contentar com os rapazes à altura,desde que o mundo é mundo é assim,o que não pode haver é uma paranóia ,onde as pessoas vivem depressivas,alucinadas,de baixo estima em relação aos seus corpos,no que diz respeito a relacionamentos,galera,existem muitos homens e mulheres bacanas,muita gente safada e muita gente h,em onesta,mulheres e homens interesseiros e h e m afim de amar vc pelo q vc é…o mundo capitalista e globalizado,tá transformando as pessoas negativamente ,cada vez nos preocupamos em aparecer,em ter,em ser visto,ao invés de amarmos,tentar ser feliz e fazer algo pelas pessoas…acho q o sentido da vida,como amante do espiritismo de Alan Kardec,é ajudar-mos uns aos outros…

  241. 2 de dezembro de 2013 1:50 PM

    e enquanto as pessoas vão fritar o cérebro e perder tempo com o aplicativo…os criadores irão usufruir da grana que vão ganhar em cima dele!!!

  242. Otavio Henrique permalink
    2 de dezembro de 2013 3:50 PM

    Concordo com vc moça… infantilidade …mega infantilidade… nojo de mulher ou melhor das meninas q perdem seu tempo com isso…

  243. Dandy permalink
    2 de dezembro de 2013 7:43 PM

    Desde quando silicone queima a cara? Hahhaahhahah #énaturalmasécaido sim seria uma ofensa!!!!

  244. Luísa permalink
    3 de dezembro de 2013 10:17 AM

    Concordo 100% com o texto!!! Eu acho que intimidade fica entre 4 paredes. No máximo do máximo, em conversa de amigos em mesa de bar e, ainda assim, isso nunca foi considerado legal. Quem nunca ficou P da vida porque soube que fulaninho (a) comentou uma intimidade. Mas pelo menos quando suas amigas ou amigos viram e comentam uma intimidade, eles estão assumindo o que falaram. Você fica sabendo que Fulana da Silva acha que Beltrano dos Santos é ruim ou bom de cama. Agora, as pessoas de forma anônima dizem o que bem entendem e a gente nem sabe se aquela pessoa já teve algo com o avaliado mesmo ou se é só puro recalque. E essa lógica levantada é ótima. Se tô pegando vou elogiar pras outras quererem? Se já não pego mais vou ficar elogiando as habilidades do ex? Mulher quase sempre odeia o ex. Rsrs. Eu acho que os homens deviam se sentir humilhados. E já vai sair o app pra avaliar mulheres também. E mais… Eu pensei que o gostoso fosse descobrir testando na prática a pessoa. E não por meio de avalizações anônimas. Até porque o bom pra um, pode ser ruim pro outro e vice e versa. Mas uma coisa é fato… Agora, quando as pessoas forem transar vão saber que podem estar transando com o Facebook inteiro do (a) parceiro (a).

  245. Mari permalink
    4 de dezembro de 2013 10:13 PM

    Grande coisa!

  246. Luciana permalink
    5 de dezembro de 2013 10:41 AM

    O problema em si é que cada vez mais a internet tem virado terra de ninguém.

    É muito fácil falar : poxa você está com medo de ser avaliada?
    A questão nem é o medo.
    É que qualquer um pode falar o que quiser sem precisar se identificar.
    Então acho plausível o medo porque nem direito de resposta eu tenho , correto?Nem sei quem foi e o porque a pessoa escreveu aquilo.

    Como pode um aplicativo ser gerado e você estar totalmente vinculado à ele? Cadê o direito de escolha e da personalidade?

    Quando nos deparamos com uma Constituição fundamentada, onde fala-se de direitos humanos é lançado um aplicativo que você não tem escolha nenhuma , e te avaliam de forma aleatória , sem qualquer tipo de identificação?

    E aí falamos é uma brincadeira. Muito bem duas meninas se mataram por causa de vídeos expostos na internet sem identificação e também era só uma brincadeira.

  247. 5 de dezembro de 2013 11:22 AM

    Nossa, essa crítica consegue ser tão machista quanto o próprio aplicativo.
    Começando pela imagem “você com as amigas” x “eu com o meu amor cis branco hétero”
    Oi??! Isso é explicitamente uma defesa da moral e dos bons costumes. Aplicativos de avaliação de mulheres já tiveram vários, avaliação das mulheres acontece o tempo todo: na balança do banheiro, na propaganda, na tv, na novela, na história infantil, no brinquedinho que a criança brinca, no comentário dos coleguinhas e dos amigos. Mas quando as mulheres resolvem usar do mesmo artifício é tremendamente assustador, né?
    Ora, não estou dizendo que está certo, porque não está. Estou apontando o contexto que te levou a ~~perder a fé na humanidade~~ apartir disso. Acho que existem muitos outros motivos para “perder a fé na humanidade” do que com aplicativos burgueses como este. As mulheres só estão reproduzindo o machismo que aprenderam, que aprendem, e passam a se colocar como protagonistas, no papel do “homem” e exigir características machistas dos homens (virilidade, masculinidade, “futuro brilhante”, sexo infalível”.
    Quando tu fala para “ajudar a mãe a lavar a louça” eu não consigo ver nada mais machista do que isso. a louça é papel da mãe? e papel da filha é ajudar?
    Eu não sou de comentar muita coisa na internet, mas vendo esse post mais machista que o próprio aplicativo, sendo igualmente cis hétero branco burguês tive que comentar.

  248. Anonima permalink
    5 de dezembro de 2013 10:16 PM

    Ao longo de toda a história mundial as mulheres foram classificadas como objetos, separadas entre, “pra casar”, “pra ficar”, “pra transar”… e por aí vai. O app Lulu apenas colocou os homens na mesma posição que durante toda a eternidade as mulheres foram colocadas. Sim, doi ser objetificado, mas isso é apenas um gostinho do que toda garota passa desde a infância.

  249. Johnf235 permalink
    17 de maio de 2014 5:01 PM

    I like this weblog very much so much good info. It’s a poor sort of memory that only works backward. by Lewis Carroll. keaefkgeedaf

  250. Johnd549 permalink
    17 de maio de 2014 5:01 PM

    I like this weblog very much so much good info. It’s a poor sort of memory that only works backward. by Lewis Carroll. dedfgacaecee

  251. Johnf286 permalink
    17 de maio de 2014 5:02 PM

    Enjoyed studying this, very good stuff, regards . A man may learn wisdom even from a foe. by Aristophanes. acaffedfckde

Trackbacks

  1. Sobre o App “Lulu”: Perdi a fé na humanidade (mais uma vez). | Mulheres contra o feminismo
  2. Sobre o app “Lulu”: Perdi minha fé na humanidade (mais uma vez) | Fast Fashion Blogs
  3. Tubby, o Lulu Masculino: O Óbvio Aconteceu. | Bruna for Sale.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 159 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: